Jornal Página 3
Coluna
Drone
Por Hélvion Ribeiro

Instituto Federal de Camboriú vai à luta

O IFC de Camboriú, antigo Colégio Agrícola,  puxou ontem uma importante Audiência Pública.

A finalidade era ouvir a comunidade sobre a pertinência de abrir um Curso Superior de Engenharia Agronômica em 2020.

Indicado por meu amigo Valdim Utech, fui lá pelo MOVUP - Movimento Voluntário Universidade Pública e Gratuita.

O que vi me agradou muito.

O IFC, de Camboriú vai bem. Tem uma bela biblioteca.

O projeto de Engenharia Agronômica, está redondinho. Tem tudo a ver com a vocação dos Cursos Técnicos Agrícolas que ali são dados a décadas. É o caminho natural. O projeto é para um Curso Superior com 40 vagas anuais, presencial, em tempo integral e por 10 semestres.

Percebe-se a explícita intenção de criar um Curso de nível, sério e criterioso. Um Curso que privilegie a profissão de Engenheiro Agrônomo incorporado na sociedade usando tecnologia e ciente da sustentabilidade.

Santa Catarina é um estado em que o agronegócio vem dando certo e tem muito campo para crescer. É uma área madura , tradicional e vital por tratar da produção, comercialização e consumo de alimentos.

Mais de 300 pessoas entre estudantes, professores, funcionários, Direção do IFC, autoridades municipais e estaduais e cidadãos estavam ali.

A proposta justificada lúcida e tecnicamente, foi integralmente aprovada e tudo leva a crer que em 2020, nossa região ganhará este importante Curso Superior Público e Gratuito de Engenharia Agronômica.

Escrito por Hélvion Ribeiro, 14/11/2018 às 09h45 | helvionr@yahoo.com.br



Hélvion Ribeiro

Assina a coluna Drone

Hélvion A. Ribeiro, 69. Atuou como Dentista em Lages, Urubici, Fpolis, RJ, Camboriú, Itajaí, Blumenau e BC. Seu trabalho mais importante é contribuir como voluntário, especialmente pela Universidade Gratuita. Pai de 3 médicos, tem 5 netos, faz academia rural no sítio em B. Camboriú onde tem a felicidade de viver há 20 anos.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Drone
Por Hélvion Ribeiro

Instituto Federal de Camboriú vai à luta

O IFC de Camboriú, antigo Colégio Agrícola,  puxou ontem uma importante Audiência Pública.

A finalidade era ouvir a comunidade sobre a pertinência de abrir um Curso Superior de Engenharia Agronômica em 2020.

Indicado por meu amigo Valdim Utech, fui lá pelo MOVUP - Movimento Voluntário Universidade Pública e Gratuita.

O que vi me agradou muito.

O IFC, de Camboriú vai bem. Tem uma bela biblioteca.

O projeto de Engenharia Agronômica, está redondinho. Tem tudo a ver com a vocação dos Cursos Técnicos Agrícolas que ali são dados a décadas. É o caminho natural. O projeto é para um Curso Superior com 40 vagas anuais, presencial, em tempo integral e por 10 semestres.

Percebe-se a explícita intenção de criar um Curso de nível, sério e criterioso. Um Curso que privilegie a profissão de Engenheiro Agrônomo incorporado na sociedade usando tecnologia e ciente da sustentabilidade.

Santa Catarina é um estado em que o agronegócio vem dando certo e tem muito campo para crescer. É uma área madura , tradicional e vital por tratar da produção, comercialização e consumo de alimentos.

Mais de 300 pessoas entre estudantes, professores, funcionários, Direção do IFC, autoridades municipais e estaduais e cidadãos estavam ali.

A proposta justificada lúcida e tecnicamente, foi integralmente aprovada e tudo leva a crer que em 2020, nossa região ganhará este importante Curso Superior Público e Gratuito de Engenharia Agronômica.

Escrito por Hélvion Ribeiro, 14/11/2018 às 09h45 | helvionr@yahoo.com.br



Hélvion Ribeiro

Assina a coluna Drone

Hélvion A. Ribeiro, 69. Atuou como Dentista em Lages, Urubici, Fpolis, RJ, Camboriú, Itajaí, Blumenau e BC. Seu trabalho mais importante é contribuir como voluntário, especialmente pela Universidade Gratuita. Pai de 3 médicos, tem 5 netos, faz academia rural no sítio em B. Camboriú onde tem a felicidade de viver há 20 anos.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade