Jornal Página 3
Coluna
Drone
Por Hélvion Ribeiro

Chicletes - Nunca Mais

Nunca pensei que ia escrever sobre chicletes.

Já gostei muito dele.

Hoje acho "nojento " quando veja ele jogado nas calçadas ou embaixo das mesas.

O Muro de Berlim, me impressionou.

Existem só uns fragmentos, de uns 4 m de altura e bem fortes. Não vou discutir a filosofia das razões de cortar uma cidade no meio e impedir pela força, alguém de passar de lá pra cá.

A liberdade pra mim tem valor.

Baixo a cabeça em respeito a quem canta ou luta por ela, mas logo depois levanto a cabeça e sigo junto.

Pois bem...

Aqui nos pedaços do Muro de Berlim, estão encrustados ...com raiva, ódio ou esperança MILHARES de CHILETES, que os jovens pregaram no que restou do muro.

Ninguém fala nisto.

Ninguém deu a devida importância a este gesto.

Mas, sinto profundamente, qual é a mensagem, que estes jovens ali deixaram; da impotência, da coragem, da arrogância, da dor, do desespero e da esperança.

Bonito.

Escrito por Hélvion Ribeiro, 10/09/2018 às 16h13 | helvionr@yahoo.com.br



Hélvion Ribeiro

Assina a coluna Drone

Hélvion A. Ribeiro, 69. Atuou como Dentista em Lages, Urubici, Fpolis, RJ, Camboriú, Itajaí, Blumenau e BC. Seu trabalho mais importante é contribuir como voluntário, especialmente pela Universidade Gratuita. Pai de 3 médicos, tem 5 netos, faz academia rural no sítio em B. Camboriú onde tem a felicidade de viver há 20 anos.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Drone
Por Hélvion Ribeiro

Chicletes - Nunca Mais

Nunca pensei que ia escrever sobre chicletes.

Já gostei muito dele.

Hoje acho "nojento " quando veja ele jogado nas calçadas ou embaixo das mesas.

O Muro de Berlim, me impressionou.

Existem só uns fragmentos, de uns 4 m de altura e bem fortes. Não vou discutir a filosofia das razões de cortar uma cidade no meio e impedir pela força, alguém de passar de lá pra cá.

A liberdade pra mim tem valor.

Baixo a cabeça em respeito a quem canta ou luta por ela, mas logo depois levanto a cabeça e sigo junto.

Pois bem...

Aqui nos pedaços do Muro de Berlim, estão encrustados ...com raiva, ódio ou esperança MILHARES de CHILETES, que os jovens pregaram no que restou do muro.

Ninguém fala nisto.

Ninguém deu a devida importância a este gesto.

Mas, sinto profundamente, qual é a mensagem, que estes jovens ali deixaram; da impotência, da coragem, da arrogância, da dor, do desespero e da esperança.

Bonito.

Escrito por Hélvion Ribeiro, 10/09/2018 às 16h13 | helvionr@yahoo.com.br



Hélvion Ribeiro

Assina a coluna Drone

Hélvion A. Ribeiro, 69. Atuou como Dentista em Lages, Urubici, Fpolis, RJ, Camboriú, Itajaí, Blumenau e BC. Seu trabalho mais importante é contribuir como voluntário, especialmente pela Universidade Gratuita. Pai de 3 médicos, tem 5 netos, faz academia rural no sítio em B. Camboriú onde tem a felicidade de viver há 20 anos.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade