Jornal Página 3
Coluna
Drone
Por Hélvion Ribeiro

FRANKFURT x B. CAMBORIÚ

Frankfurt, com seus 700 mil habitantes e 2 milhões na área metropolitana é uma das cidades mais ricas e importantes da Alemanha.

Centro financeiro do país, com 380 bancos e é sede do Banco Central Europeu, tem a maior feira de livros do mundo. Também é uma das sedes da Biblioteca Nacional da Alemanha.

Com 60 museus, 50 galerias e 30 teatros trata a cultura e a arte como coisa muito séria.

Dedica um espaço em suas praças para obras de Arte de grandes dimensões e qualidade.

É uma mistura de Blumenau e B. Camboriú. Blumenau pela força da arquitetura germânica e B. Camboriú pelo arrojo de seus novos edifícios.

Só que tem muito mais história, melhor preservação e muito... muito mais qualidade...

Mictório masculino na rua, com 4 vagas em Frankfurt - Alemanha.

Por outro lado é chamada Mainhattan (similar ao famoso bairro de NY) porque tem um complexo de edifícios que misturam alumínio, aço, mármore e blindex espelhados altíssimos e com formas muito diferentes. Não são aqueles caixotes. Aqui os arquitetos têm coragem de inovar e privilegiar o espaço e a luz natural. Existem edifícios muito altos modernos, e outros baixos, mais antigos mas muito bem conservador.

Gente de 168 países formam a sua população e a influência asiática chama a atenção. A africana não.

O comércio é espetacular com uma variedade e qualidade que ainda não existe no Brasil.

A moda é fina e sofisticada, mas existe um grupo grande de garotas descoladas, que não tão nem aí.

As pessoas são gentis e educadas, apesar do estrupício do alemão. Todo mundo fala um bit de inglês- língua universal.

O pessoal aqui gosta muito de uma BMW. Visitamos a casa de Goethe - é uma puta casa de 5 andares.

Quase tudo aqui foi destruído e reconstruído na segunda guerra mundial. Mas não se esconde nada.

Muitos, muitos restaurantes. Turistas nem tanto. Bastante americanos e asiáticos.

É um povo tranquilo, faz as coisas bem feito para não fazer de novo.

As construções são maciças, mas leves. Tudo é organizado, mas tem sim, alguns mendigos dormindo na rua.

Os shoppings são espetaculares e o chopp também, mas não tem mar!

 

Escrito por Hélvion Ribeiro, 24/08/2018 às 18h48 | helvionr@yahoo.com.br

O MoVUP * C O N V I D A

O MoVUP * C O N V I D A todas as pessoas para A U D I Ê N C IA PÚBLICA para debater sobre a pertinência de buscar um Curso Superior Público-Gratuíto de BELAS ARTES pela UDESC, em Balneário Camboriú.

A AUDIÊNCIA, será dia 20 de Agosto, segunda-feira às 19h no Salão Comunitário da Luterana, na subida do Cristo Luz. É na Rua Indonésia , 220, em B. Camboriú.

Tem um grande estacionamento e é grátis.

O* MoVUP - Movimento Voluntário Universidade Pública/Gratuita, tem uma história de sucesso quando trabalhou junto com milhares de pessoas, mídia, instituições e políticos, pela vinda da UDESC para B. Camboriú , e outra história de fracasso, quando não conseguiu trazer um Campus da UFSC .

O presidente do Movimento é Hélvion A. Ribeiro - Whatsapp 47 992 50 92 93 - nosso vice, Valdim Utech, e o secretário Dalton Becker.
Como é uma causa pública, e que então, pertence a TODOS, pedimos que divulguem, convidem, compartilhem e compareçam a está Audiência, para expor sua opinião, seja a favor ou contra.

É um movimento voluntário como uma contribuição comunitária, que não tem caixa, cor política ou credo. É aberto para todas as pessoas.

O MoVUP atua desde 2002 e conseguiu a assinatura de 25.000 pessoas, sendo que mais de 10.000 no sentido de Artes.

A UDESC, conta hoje aqui em B. Camboriú, com mais de 600 acadêmicos, mas tem somente 2 cursos. Nos outros Centros da UDESC do Estado, abriram mais cursos ou mais vagas e faz muitos anos que estamos sem nenhuma ampliação de vagas ou curso.

Aqueles que resolverem emprestar seu esforço e inteligência para debater está ação na mídia e nas redes sociais, nosso muito obrigado.

Escrito por Hélvion Ribeiro, 13/08/2018 às 08h58 | helvionr@yahoo.com.br

BC está em festa

Nossa linda e querida B. CAMBORIÚ está em festa, no seu Aniversário de 54 Anos!

Hoje às 7 da manhã, olhando a 600m. a lendária ILHA das CABRAS está INVISÍVEL, coberta por um raro Nevoeiro Marítimo.

- Sim "nossa" cidade , porque todo mundo que aqui vive, aqui trabalha, que aqui é VISITANTE, guarda na memória, boas emoções, um sonho feliz , amores conquistados, vividos, curtidos, perdidos...

- "Nossa" cidade , porque pertence a todos aqueles que lutam por ela, que a tratam com carinho, que aqui querem vir morar ...

- Nossa cidade, daqueles tantos, que passam o ano inteiro pensando nas merecidas férias aqui...

- Nossa cidade, dos jovens, dos adultos, dos idosos, das baladas, das famílias, das crianças...do ÔBA... a praia !

Quem não tem uma história boa, pra lembrar e pra contar deste pedaço do paraíso...!?

Não podendo fazer hoje, uma nova imagem da Ilha das Cabras (é um Dinossauro Rex que petrificou), repito uma que tomei num dia que amanhecia ....e lua no céu !

Escrito por Hélvion Ribeiro, 20/07/2018 às 11h50 | helvionr@yahoo.com.br

Elegância x arrogância

Olha só, a força que tem um gesto.

Quando alguém vai atravessar a rua na faixa branca de pedestre, é comum quem está de carro fazer um gesto com a mão para que a pessoa atravesse a rua.

Este gesto diz muito da elegância ou da arrogância do motorista.

Muitos motoristas acenam rápido e fortemente a mão, com impaciência, como quem MANDA o pedestre atravessar a rua.

O pedestre vai... se sente constrangido, não agradece e quando muito sinaliza com a cabeça.

Já outros estendem o braço, a mão aberta com a palma para cima, num gesto como quem CONVIDA, o pedestre a atravessar a rua.

Normalmente estes recebem um gesto de agradecimento ao motorista, acompanhado dum aceno de cabeça e na leitura labial, em muitos percebe-se um - OBRIGADO.

Um gesto de elegância faz toda a diferença e diminui a carga de estresse que tem sobrecarregado tanto a nossa gente.

Elegância é isso!

Escrito por Hélvion Ribeiro, 14/06/2018 às 11h15 | helvionr@yahoo.com.br

Lendas de Balneário

Quando Deus, veio conferir se os Anjos-Arquitetos, tinham executado direito seu projeto para o litoral de Santa Catarina, gostou do que viu.

Mas achou que na frente da Praia Central de Balneário Camboriú, faltava um detalhe, e acrescentou de próprio punho um pontinho dentro do mar, o qual milhões de anos depois, os nativos chamaram de ILHA das CABRAS.

Este nome como já bem relatado no Página3, surgiu porque lá residia um senhor que criava CABRAS ali, seu Marciano Cavalheiro.

Eu o conheci quando depois ele foi morar às margens do Rio Camboriú, onde continuava criando as cabras. Ele também levava pessoas em uns barquinhos para pescar.

Na verdade a Ilha das Cabras é um dinossauro rex petrificado.

E como a gente sabe Balneário Camboriú, não é um lugar, é...um SENTIMENTO.
Escrito por Hélvion Ribeiro, 04/06/2018 às 09h07 | helvionr@yahoo.com.br

O Segredo do anel

O Lago Constance, que banha a Suíça, Áustria e a Alemanha é grande, tem mais de 50 km de extensão e é lindo.

O FEITIÇO do Lago Constance

- Carlos Magno tava velhinho, viúvo várias vezes andava desanimado. Os Conselheiro do Reino acharam que ele devia casar com uma moça nova.

Deu o casamento, com uma linda donzela escolhida por CM.

Trombeta, carruagem, desfile e tudo. O Carlão se apaixonou perdidamente. Não largava a moça pra nada e não queria saber das coisas do Reino. Aquilo tava uma vergonha no Palácio.

Aí a moça adoeceu, fizeram de tudo mas ela morreu.

O Carlos Magno deitou ela em seu leito, e não saiu mais do lado pra nada.

O Bispo resolveu tomar providência. Ele mesmo examinou o corpo da moça para ver se descobria algum segredo e depois de muita pesquisa encontrou um ANEL embaixo da língua da moça.

Botou o anel no bolso e para sua surpresa no outro dia o Carlão mandou enterrar o corpo e...começou a seguir o bispo. Se apaixonou pelo Bispo, que ficou naquela situação desagradável.

Até que o Bispo achou que a culpa era do anel e jogou o anel dentro do Lago Constance.

Não deu outra, o Carlos Magno foi pra beira do Lago e ficou ali até morrer.

Tá aí o FEITIÇO do Lago Constance.

Eu andei de ship, 3 horas pelo Lago, que tem mais de 50 km, e em alguns lugares 250m de profundidade eu não vi o anel. NUNCA!
Quando vocês vierem aqui muito cuidado com o Lago. Se viram o ANEL, não peguem - tem FEITIÇO.

Quem me alertou foi um professor aposentado da UFSC - grande sujeito!

Escrito por Hélvion Ribeiro, 09/05/2018 às 11h56 | helvionr@yahoo.com.br



1 2 3

Hélvion Ribeiro

Assina a coluna Drone

Hélvion A. Ribeiro, 69. Atuou como Dentista em Lages, Urubici, Fpolis, RJ, Camboriú, Itajaí, Blumenau e BC. Seu trabalho mais importante é contribuir como voluntário, especialmente pela Universidade Gratuita. Pai de 3 médicos, tem 5 netos, faz academia rural no sítio em B. Camboriú onde tem a felicidade de viver há 20 anos.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Drone
Por Hélvion Ribeiro

FRANKFURT x B. CAMBORIÚ

Frankfurt, com seus 700 mil habitantes e 2 milhões na área metropolitana é uma das cidades mais ricas e importantes da Alemanha.

Centro financeiro do país, com 380 bancos e é sede do Banco Central Europeu, tem a maior feira de livros do mundo. Também é uma das sedes da Biblioteca Nacional da Alemanha.

Com 60 museus, 50 galerias e 30 teatros trata a cultura e a arte como coisa muito séria.

Dedica um espaço em suas praças para obras de Arte de grandes dimensões e qualidade.

É uma mistura de Blumenau e B. Camboriú. Blumenau pela força da arquitetura germânica e B. Camboriú pelo arrojo de seus novos edifícios.

Só que tem muito mais história, melhor preservação e muito... muito mais qualidade...

Mictório masculino na rua, com 4 vagas em Frankfurt - Alemanha.

Por outro lado é chamada Mainhattan (similar ao famoso bairro de NY) porque tem um complexo de edifícios que misturam alumínio, aço, mármore e blindex espelhados altíssimos e com formas muito diferentes. Não são aqueles caixotes. Aqui os arquitetos têm coragem de inovar e privilegiar o espaço e a luz natural. Existem edifícios muito altos modernos, e outros baixos, mais antigos mas muito bem conservador.

Gente de 168 países formam a sua população e a influência asiática chama a atenção. A africana não.

O comércio é espetacular com uma variedade e qualidade que ainda não existe no Brasil.

A moda é fina e sofisticada, mas existe um grupo grande de garotas descoladas, que não tão nem aí.

As pessoas são gentis e educadas, apesar do estrupício do alemão. Todo mundo fala um bit de inglês- língua universal.

O pessoal aqui gosta muito de uma BMW. Visitamos a casa de Goethe - é uma puta casa de 5 andares.

Quase tudo aqui foi destruído e reconstruído na segunda guerra mundial. Mas não se esconde nada.

Muitos, muitos restaurantes. Turistas nem tanto. Bastante americanos e asiáticos.

É um povo tranquilo, faz as coisas bem feito para não fazer de novo.

As construções são maciças, mas leves. Tudo é organizado, mas tem sim, alguns mendigos dormindo na rua.

Os shoppings são espetaculares e o chopp também, mas não tem mar!

 

Escrito por Hélvion Ribeiro, 24/08/2018 às 18h48 | helvionr@yahoo.com.br

O MoVUP * C O N V I D A

O MoVUP * C O N V I D A todas as pessoas para A U D I Ê N C IA PÚBLICA para debater sobre a pertinência de buscar um Curso Superior Público-Gratuíto de BELAS ARTES pela UDESC, em Balneário Camboriú.

A AUDIÊNCIA, será dia 20 de Agosto, segunda-feira às 19h no Salão Comunitário da Luterana, na subida do Cristo Luz. É na Rua Indonésia , 220, em B. Camboriú.

Tem um grande estacionamento e é grátis.

O* MoVUP - Movimento Voluntário Universidade Pública/Gratuita, tem uma história de sucesso quando trabalhou junto com milhares de pessoas, mídia, instituições e políticos, pela vinda da UDESC para B. Camboriú , e outra história de fracasso, quando não conseguiu trazer um Campus da UFSC .

O presidente do Movimento é Hélvion A. Ribeiro - Whatsapp 47 992 50 92 93 - nosso vice, Valdim Utech, e o secretário Dalton Becker.
Como é uma causa pública, e que então, pertence a TODOS, pedimos que divulguem, convidem, compartilhem e compareçam a está Audiência, para expor sua opinião, seja a favor ou contra.

É um movimento voluntário como uma contribuição comunitária, que não tem caixa, cor política ou credo. É aberto para todas as pessoas.

O MoVUP atua desde 2002 e conseguiu a assinatura de 25.000 pessoas, sendo que mais de 10.000 no sentido de Artes.

A UDESC, conta hoje aqui em B. Camboriú, com mais de 600 acadêmicos, mas tem somente 2 cursos. Nos outros Centros da UDESC do Estado, abriram mais cursos ou mais vagas e faz muitos anos que estamos sem nenhuma ampliação de vagas ou curso.

Aqueles que resolverem emprestar seu esforço e inteligência para debater está ação na mídia e nas redes sociais, nosso muito obrigado.

Escrito por Hélvion Ribeiro, 13/08/2018 às 08h58 | helvionr@yahoo.com.br

BC está em festa

Nossa linda e querida B. CAMBORIÚ está em festa, no seu Aniversário de 54 Anos!

Hoje às 7 da manhã, olhando a 600m. a lendária ILHA das CABRAS está INVISÍVEL, coberta por um raro Nevoeiro Marítimo.

- Sim "nossa" cidade , porque todo mundo que aqui vive, aqui trabalha, que aqui é VISITANTE, guarda na memória, boas emoções, um sonho feliz , amores conquistados, vividos, curtidos, perdidos...

- "Nossa" cidade , porque pertence a todos aqueles que lutam por ela, que a tratam com carinho, que aqui querem vir morar ...

- Nossa cidade, daqueles tantos, que passam o ano inteiro pensando nas merecidas férias aqui...

- Nossa cidade, dos jovens, dos adultos, dos idosos, das baladas, das famílias, das crianças...do ÔBA... a praia !

Quem não tem uma história boa, pra lembrar e pra contar deste pedaço do paraíso...!?

Não podendo fazer hoje, uma nova imagem da Ilha das Cabras (é um Dinossauro Rex que petrificou), repito uma que tomei num dia que amanhecia ....e lua no céu !

Escrito por Hélvion Ribeiro, 20/07/2018 às 11h50 | helvionr@yahoo.com.br

Elegância x arrogância

Olha só, a força que tem um gesto.

Quando alguém vai atravessar a rua na faixa branca de pedestre, é comum quem está de carro fazer um gesto com a mão para que a pessoa atravesse a rua.

Este gesto diz muito da elegância ou da arrogância do motorista.

Muitos motoristas acenam rápido e fortemente a mão, com impaciência, como quem MANDA o pedestre atravessar a rua.

O pedestre vai... se sente constrangido, não agradece e quando muito sinaliza com a cabeça.

Já outros estendem o braço, a mão aberta com a palma para cima, num gesto como quem CONVIDA, o pedestre a atravessar a rua.

Normalmente estes recebem um gesto de agradecimento ao motorista, acompanhado dum aceno de cabeça e na leitura labial, em muitos percebe-se um - OBRIGADO.

Um gesto de elegância faz toda a diferença e diminui a carga de estresse que tem sobrecarregado tanto a nossa gente.

Elegância é isso!

Escrito por Hélvion Ribeiro, 14/06/2018 às 11h15 | helvionr@yahoo.com.br

Lendas de Balneário

Quando Deus, veio conferir se os Anjos-Arquitetos, tinham executado direito seu projeto para o litoral de Santa Catarina, gostou do que viu.

Mas achou que na frente da Praia Central de Balneário Camboriú, faltava um detalhe, e acrescentou de próprio punho um pontinho dentro do mar, o qual milhões de anos depois, os nativos chamaram de ILHA das CABRAS.

Este nome como já bem relatado no Página3, surgiu porque lá residia um senhor que criava CABRAS ali, seu Marciano Cavalheiro.

Eu o conheci quando depois ele foi morar às margens do Rio Camboriú, onde continuava criando as cabras. Ele também levava pessoas em uns barquinhos para pescar.

Na verdade a Ilha das Cabras é um dinossauro rex petrificado.

E como a gente sabe Balneário Camboriú, não é um lugar, é...um SENTIMENTO.
Escrito por Hélvion Ribeiro, 04/06/2018 às 09h07 | helvionr@yahoo.com.br

O Segredo do anel

O Lago Constance, que banha a Suíça, Áustria e a Alemanha é grande, tem mais de 50 km de extensão e é lindo.

O FEITIÇO do Lago Constance

- Carlos Magno tava velhinho, viúvo várias vezes andava desanimado. Os Conselheiro do Reino acharam que ele devia casar com uma moça nova.

Deu o casamento, com uma linda donzela escolhida por CM.

Trombeta, carruagem, desfile e tudo. O Carlão se apaixonou perdidamente. Não largava a moça pra nada e não queria saber das coisas do Reino. Aquilo tava uma vergonha no Palácio.

Aí a moça adoeceu, fizeram de tudo mas ela morreu.

O Carlos Magno deitou ela em seu leito, e não saiu mais do lado pra nada.

O Bispo resolveu tomar providência. Ele mesmo examinou o corpo da moça para ver se descobria algum segredo e depois de muita pesquisa encontrou um ANEL embaixo da língua da moça.

Botou o anel no bolso e para sua surpresa no outro dia o Carlão mandou enterrar o corpo e...começou a seguir o bispo. Se apaixonou pelo Bispo, que ficou naquela situação desagradável.

Até que o Bispo achou que a culpa era do anel e jogou o anel dentro do Lago Constance.

Não deu outra, o Carlos Magno foi pra beira do Lago e ficou ali até morrer.

Tá aí o FEITIÇO do Lago Constance.

Eu andei de ship, 3 horas pelo Lago, que tem mais de 50 km, e em alguns lugares 250m de profundidade eu não vi o anel. NUNCA!
Quando vocês vierem aqui muito cuidado com o Lago. Se viram o ANEL, não peguem - tem FEITIÇO.

Quem me alertou foi um professor aposentado da UFSC - grande sujeito!

Escrito por Hélvion Ribeiro, 09/05/2018 às 11h56 | helvionr@yahoo.com.br



1 2 3

Hélvion Ribeiro

Assina a coluna Drone

Hélvion A. Ribeiro, 69. Atuou como Dentista em Lages, Urubici, Fpolis, RJ, Camboriú, Itajaí, Blumenau e BC. Seu trabalho mais importante é contribuir como voluntário, especialmente pela Universidade Gratuita. Pai de 3 médicos, tem 5 netos, faz academia rural no sítio em B. Camboriú onde tem a felicidade de viver há 20 anos.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade