Jornal Página 3
Coluna
Condomínio Garden City
Por Saint Clair Nickelle

Adeus

Fechei os olhos para ouvir o som do silêncio, mas as lágrimas impediram minha tentativa de descontração...o meu amigo respirou seu último suspiro e nos deixou hoje, 30 de novembro de 2017. Foi neste mês que comemoramos seu aniversário, no dia que para muitos é o treze da sorte. Passaram-se apenas dezessete dias daquela segunda-feira, ainda festiva, e ele partiu sem sequer dizer adeus, típico de seu caráter pouco expansivo.

A vida nos apresenta oportunidades de conviver, mas nem todas agregam algum valor, muitas são meras formalidades da educação, outras, no entanto, nos desafiam pela amizade sincera e pelos valores praticados no convívio e, também, nas discussões. Aquelas discussões que demonstram o que realmente pensamos, e não, o que outros nos induzem a pensar. Foram sempre assim nossos embates e, ele, como juiz e advogado que fora, deixou-me muitas lições. Não praticávamos o exercício da teimosia, apenas defendíamos com paixão nossas convicções.

Até no futebol, nem sempre concordávamos. Seu Flamengo querido merecia sua predileta atenção, mas também suas críticas abalizadas, como eu fazia com o meu Spot Club Internacional.

Ele lembrava do Lamartine Babo, que compôs o Hino do Flamengo:

“Uma vez Flamengo/ Sempre Flamengo/Flamengo sempre eu hei de ser/ É o meu maior prazer/ Vê-lo brilhar / Seja na terra / Seja no mar / Vencer, vencer.”

E, eu, da primeira estrofe do Hino do Internacional:

“Glória do desporto nacional

Oh, Internacional

Que eu vivo a exaltar

Levas a plagas distantes

Feitos relevantes

Vives a brilhar

Correm os anos, surge o amanhã

Radioso de luz, varonil

Segue a tua senda de vitórias

Colorado das glórias

Orgulho do Brasil”

Em nossas diversas viagens, com as respectivas esposas, fizemos várias tentativas para formar uma dupla de cantores, principalmente após algumas biritas... até que não nos saíamos mal, pois em alguns lugares, várias pessoas nos aplaudiam, não sei se por reconhecimento ou pelo excesso de coragem, mas enfim, nos divertíamos muito. O que o Kaká melhor cantava, com seu vozeirão, era tango e bolero.

Ainda me lembro de nossa estada em Nova Petrópolis, lá pelo ano de 1998, quando ainda estávamos nos conhecendo, e fizemos um show no principal restaurante da cidade, foi um sucesso, mas recusamos o convite do dono para outras apresentações.

De todas as viagens, a de Fortaleza foi a mais festiva. Alugamos um carro e percorremos aquelas praias maravilhosas do Ceará. Às vezes pernoitávamos, mesmo sem ter levado roupas para tal ousadia. A de Fernando Noronha, foi a mais desafiadora, principalmente pela chegada no aeroporto e a tentativa infrutífera de aterrisagem. Com uma arremetida da aeronave depois de estar com o trem de pouso quase tocando a pista, o piloto nos informou que caso não fosse possível, voltaríamos para Natal, a que o Kaká disse, solenemente:

- Se este avião voltar para Natal, eu desembarco...

Felizmente, acabamos conhecendo aquele arquipélago, considerado Patrimônio Mundial da UNESCO.

Em Morro de São Paulo, fomos apenas passar o dia e nosso encanto, foi tal, que acabamos nos hospedando.

Em Montevideo, nosso hotel que tinha um grande cassino quase nos impediu de passear, pois as esposas só queriam jogar, mesmo assim fomos à Punta de Leste e Colônia do Sacramento. Esta última foi fundada pelos portugueses em 1608 e uma de suas ruas mais interessantes é a Calle Portugal.

Meu querido amigo, Kaká, vou sentir muito a tua falta, mas em breve muitos de nós, amigos e parentes, vão continuar convivendo contigo em outro plano. Espero, quando for a minha hora, poder contar com a tua inestimável recepção e eterna amizade...

Até breve!   

Escrito por Saint Clair Nickelle, 30/11/2017 às 10h04 | sannickelle@gmail.com

publicidade





publicidade



Saint Clair Nickelle

Assina a coluna Condomínio Garden City

Arquiteto aposentado e autor das crônicas denominadas CONDOMÍNIO GARDEN CITY, as quais serão apresentadas em capítulos, descrevendo as relações humanas num condomínio hipotético.
















Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br