Jornal Página 3
Coluna
Falando Nisso
Por Marlise Schneider

O navio, o churros e a ciclovia

 O pequeno Diego, 8 anos, do interior do Paraná, travou na calçada da beira mar, quando avistou o navio cruzeiro que estava se preparando para ir embora. Do lado de cá da calçada da avenida Atlântica ele estava tão extasiado com aquela cena, manifestava em alto e bom tom, tudo que aquele navio dizia para ele...é muito grande, é gigante...é muito bonito...eu quero ir lá perto...quantas pessoas tem lá dentro...ele perguntava tudo ao mesmo tempo para os pais que também estavam 'imobilizados' pela cena. Eles queriam saber quando vem outro navio, será que ainda estaremos por aqui?

Eu estava ali por perto e fiquei do ladinho acompanhando aquele momento. Depois olhei em volta e vi que tinha muitos Diegos por ali. O pessoal olhava 'por cima' da praia lotada. Todos queriam ver o navio, o último transatlântico que encostou na Barra Sul esse ano.

Nós moradores já incorporamos os transatlânticos, afinal este foi o quinto e nem foi o maior. Fiquei imaginando o Diego se visse um daqueles primeiros que encostaram por ali.

Então me dei conta que os transatlânticos são uma novidade para turistas. 

Depois escutei um grupo comentando que as bancas de churros estão de cara nova, 'melhoraram' o visú. "Além de bonitas, ficaram mais higiênicas", acha uma turista de São Francisco do Sul. Esta é outra novidade nesta temporada. Mas algumas ainda não estão prontas.

Por último a ciclofaixa que não é novidade neste verão, mas chamou atenção de muita gente pelo volume de usuários e alguns em velocidade exagerada. Um garoto se exibindo veloz sobre o patinete elétrico que ganhou no Natal. Quase bateu na mulher que corria. Ouviu desaforos do pessoal que viu a cena. Mas seguiu na mesma disposição. Bikes indo e vindo, crianças com patins pra cima e pra baixo, pedestres atravessando, o local ficou conturbado e exige muita atenção de todos que frequentam ou passam por ali.

Tudo isso em menos de uma hora. Quarta-feira, dia 27 de dezembro, por volta de 16h.

Pensei com meus botões: uma ida até a praia nessa época é só novidade!

Escrito por Marlise Schneider, 28/12/2017 às 09h15 | lisi@pagina3.com.br



Marlise Schneider

Assina a coluna Falando Nisso

... curiosa desde guria, ligada, discreta, caseira, sonhadora. Jornalista, chefe de jornalismo do Jornal Página 3.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Falando Nisso
Por Marlise Schneider

O navio, o churros e a ciclovia

 O pequeno Diego, 8 anos, do interior do Paraná, travou na calçada da beira mar, quando avistou o navio cruzeiro que estava se preparando para ir embora. Do lado de cá da calçada da avenida Atlântica ele estava tão extasiado com aquela cena, manifestava em alto e bom tom, tudo que aquele navio dizia para ele...é muito grande, é gigante...é muito bonito...eu quero ir lá perto...quantas pessoas tem lá dentro...ele perguntava tudo ao mesmo tempo para os pais que também estavam 'imobilizados' pela cena. Eles queriam saber quando vem outro navio, será que ainda estaremos por aqui?

Eu estava ali por perto e fiquei do ladinho acompanhando aquele momento. Depois olhei em volta e vi que tinha muitos Diegos por ali. O pessoal olhava 'por cima' da praia lotada. Todos queriam ver o navio, o último transatlântico que encostou na Barra Sul esse ano.

Nós moradores já incorporamos os transatlânticos, afinal este foi o quinto e nem foi o maior. Fiquei imaginando o Diego se visse um daqueles primeiros que encostaram por ali.

Então me dei conta que os transatlânticos são uma novidade para turistas. 

Depois escutei um grupo comentando que as bancas de churros estão de cara nova, 'melhoraram' o visú. "Além de bonitas, ficaram mais higiênicas", acha uma turista de São Francisco do Sul. Esta é outra novidade nesta temporada. Mas algumas ainda não estão prontas.

Por último a ciclofaixa que não é novidade neste verão, mas chamou atenção de muita gente pelo volume de usuários e alguns em velocidade exagerada. Um garoto se exibindo veloz sobre o patinete elétrico que ganhou no Natal. Quase bateu na mulher que corria. Ouviu desaforos do pessoal que viu a cena. Mas seguiu na mesma disposição. Bikes indo e vindo, crianças com patins pra cima e pra baixo, pedestres atravessando, o local ficou conturbado e exige muita atenção de todos que frequentam ou passam por ali.

Tudo isso em menos de uma hora. Quarta-feira, dia 27 de dezembro, por volta de 16h.

Pensei com meus botões: uma ida até a praia nessa época é só novidade!

Escrito por Marlise Schneider, 28/12/2017 às 09h15 | lisi@pagina3.com.br



Marlise Schneider

Assina a coluna Falando Nisso

... curiosa desde guria, ligada, discreta, caseira, sonhadora. Jornalista, chefe de jornalismo do Jornal Página 3.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade