Jornal Página 3
Coluna
Dedo na Moleira
Por Waldemar Cezar Neto

Evaldo copiando o Pimenta

Dezoito anos atrás quando a Mercedes começou a fabricar o Classe A no Brasil o Pimenta, conhecido fora do bar como Dr. Antônio Carlos Cenzi Pimentel, me disse que o prefeito da época, o Pavan, deveria comprar vários daqueles charmosos veículos e doar para a Polícia Militar patrulhar a cidade no verão.

Claro, cidade glamourosa, carro de polícia glamouroso, como fazem em outros destinos turísticos pelo mundo.

Nesta sexta-feira pintou nas redes a foto de um Camaro (ou Maverick?) com as cores do 12o Batalhão e logo os cabeças de osso para sopa passaram a questionar que é um absurdo gastar tanto com carro de polícia.

Em Balneário Camboriú floresceu uma parcela de moradores com complexo de vira-latas. Somos uma das melhores cidades do Brasil para viver, mas não falta gente que veio de lugares que são uma verdadeira bosta e aqui chegando reclama o tempo todo de tudo.

Por motivos mesquinhos, interesses escusos ou frustração consigo mesmo esculhamba Balneário Camboriú e consegue uma plateia de idiotas (o Face é uma paraíso) para bater palmas.

Bem, me explicou o Coronel Evaldo, comandante do 12o Batalhão, que o carrão (Camaro ou Maverick?) é 2013, era usado por bandidos, foi apreendido e doado à polícia pelo judiciário.

É usado em ocasiões especiais como hoje que tem formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd).

E tem mais coisa boa: a PM recebeu também duas ou 3 motos daquelas de parar o comércio e elas andarão por aí durante a temporada o que é muito bom para imagem da nossa cidade.

Escrito por Waldemar Cezar Neto, 30/11/2018 às 16h59 | waldemar@camboriu.com.br



Waldemar Cezar Neto

Assina a coluna Dedo na Moleira

Lê, pesca, cozinha, escreve e é diretor chefe do Jornal Página 3.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Dedo na Moleira
Por Waldemar Cezar Neto

Evaldo copiando o Pimenta

Dezoito anos atrás quando a Mercedes começou a fabricar o Classe A no Brasil o Pimenta, conhecido fora do bar como Dr. Antônio Carlos Cenzi Pimentel, me disse que o prefeito da época, o Pavan, deveria comprar vários daqueles charmosos veículos e doar para a Polícia Militar patrulhar a cidade no verão.

Claro, cidade glamourosa, carro de polícia glamouroso, como fazem em outros destinos turísticos pelo mundo.

Nesta sexta-feira pintou nas redes a foto de um Camaro (ou Maverick?) com as cores do 12o Batalhão e logo os cabeças de osso para sopa passaram a questionar que é um absurdo gastar tanto com carro de polícia.

Em Balneário Camboriú floresceu uma parcela de moradores com complexo de vira-latas. Somos uma das melhores cidades do Brasil para viver, mas não falta gente que veio de lugares que são uma verdadeira bosta e aqui chegando reclama o tempo todo de tudo.

Por motivos mesquinhos, interesses escusos ou frustração consigo mesmo esculhamba Balneário Camboriú e consegue uma plateia de idiotas (o Face é uma paraíso) para bater palmas.

Bem, me explicou o Coronel Evaldo, comandante do 12o Batalhão, que o carrão (Camaro ou Maverick?) é 2013, era usado por bandidos, foi apreendido e doado à polícia pelo judiciário.

É usado em ocasiões especiais como hoje que tem formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd).

E tem mais coisa boa: a PM recebeu também duas ou 3 motos daquelas de parar o comércio e elas andarão por aí durante a temporada o que é muito bom para imagem da nossa cidade.

Escrito por Waldemar Cezar Neto, 30/11/2018 às 16h59 | waldemar@camboriu.com.br



Waldemar Cezar Neto

Assina a coluna Dedo na Moleira

Lê, pesca, cozinha, escreve e é diretor chefe do Jornal Página 3.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade