Jornal Página 3
Coluna
Puxando Rede
Por Fabiane Diniz

O que era danoso está ainda pior

A rede em tempo de eleição, sempre muito agitada e animada.

Apesar de muitas discussões, em maioria elas acontecem de forma respeitosa, pelo menos dentro da redoma familiar e de amigos. Fora do círculo as coisas descambam pra agressões verbais e de humilhação. O clima das redes anda pesado, danoso para a saúde mental.

Ontem a Folha publicou uma matéria onde a ex-mulher do candidato a presidência, Bolsonaro, disse em 2011 que ele a ameaçou de morte, a matéria tem como base fontes e documento do Itamaraty. Hoje a mesma ex-mulher é candidata a deputada, usa o sobrenome do presidenciável em campanha e afirmou em um video publicado na internet que nada disso aconteceu.

Até aqui tudo bem, dentro da 'normalidade', é a ex-mulher afirmando que o Itamaraty está mentindo.

Mas as coisas não param por ai, nas redes os seguidores enfurecidos do candidato foram atrás de Mariana Dias, uma das jornalistas da Folha responsável pela matéria, e isso aconteceu. Covardia tem um novo significado. E como há muitas Marianas Dias pelo Brasil, elegeram a errada como alvo.

Contra tudo que está aí!

 

Escrito por Fabiane Diniz, 26/09/2018 às 09h59 | fabdiniz@gmail.com



Fabiane Diniz

Assina a coluna Puxando Rede

.. mestre ninja e tira nata do leite com garfo.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Puxando Rede
Por Fabiane Diniz

O que era danoso está ainda pior

A rede em tempo de eleição, sempre muito agitada e animada.

Apesar de muitas discussões, em maioria elas acontecem de forma respeitosa, pelo menos dentro da redoma familiar e de amigos. Fora do círculo as coisas descambam pra agressões verbais e de humilhação. O clima das redes anda pesado, danoso para a saúde mental.

Ontem a Folha publicou uma matéria onde a ex-mulher do candidato a presidência, Bolsonaro, disse em 2011 que ele a ameaçou de morte, a matéria tem como base fontes e documento do Itamaraty. Hoje a mesma ex-mulher é candidata a deputada, usa o sobrenome do presidenciável em campanha e afirmou em um video publicado na internet que nada disso aconteceu.

Até aqui tudo bem, dentro da 'normalidade', é a ex-mulher afirmando que o Itamaraty está mentindo.

Mas as coisas não param por ai, nas redes os seguidores enfurecidos do candidato foram atrás de Mariana Dias, uma das jornalistas da Folha responsável pela matéria, e isso aconteceu. Covardia tem um novo significado. E como há muitas Marianas Dias pelo Brasil, elegeram a errada como alvo.

Contra tudo que está aí!

 

Escrito por Fabiane Diniz, 26/09/2018 às 09h59 | fabdiniz@gmail.com



Fabiane Diniz

Assina a coluna Puxando Rede

.. mestre ninja e tira nata do leite com garfo.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade