Jornal Página 3
Coluna
Puxando Rede
Por Fabiane Diniz

Por que sempre tenho razão?

JÁ SE PERGUNTOU?

Vivemos em uma bolha cibernética, é isso mesmo. Cada pessoa tem sua própria bolha online, um local de conforto e sem confrontos. E como isso acontece?

Todos os grandes sites de buscas e redes sociais como Google e Facebook trabalham com algoritmos (um robô com uma sequência de regras) que servem para entregar conteúdo similar ao que tem acessado.

O Google acha que está ajudando, todos acham que estão ajudando. Funciona da seguinte forma: quando você faz uma pesquisa ele te gera uma lista com algumas opções, você escolhe e quando faz escolhas isso vai gerando algoritmos de entrega. Pode notar, se acessou um site de compra de materiais esportivos, por um bom tempo é isso que ele vai te apresentar pelos sites que navegar.

O Facebook também tem seu próprio algoritmo, que diferente do Google, não está claro o funcionamento, e fazem mudanças constantes nele. Igualmente sabe qual conteúdo você curte, publica, compartillha, mais comenta e assim, sabendo de tudo isso colocam no topo no seu mural  publicações dos amigos com o qual ele entende que irá se identificar.

Por que parece que todo mundo está concordando com você, que as pessoas pensam todas iguais a você, que sempre está com razão sobre tudo?

Porque os algoritmos fazem com que você não veja opiniões diferentes das suas. E isso pode ter causa letal no mundo. As minorias são prejudicadas, sem direito à defesa; a maioria entra em estado de loop. Se repetem, se cumprimentam, compartilham das mesmas opiniões, são os maiorais.

Políticos em geral podem se beneficiar, e fazem isso com o esquema que os algoritmos de hoje proporcionam. Basta olhar para a maioria, se fixar nela e montar campanha em cima das opiniões dela.

Mesmo que essa cortina de ilusão criada pelas redes sociais, de que está sempre certa, seja preconceituosa, que não goste de pobre, de gente de cor e de gente diferente da maioria.

Ajuda sempre se a economia não estiver lá essas coisas. É o gás ideal para botar fogo em tudo.

Assim, essa é a bolha que você pode estar vivendo, quando se perguntar porque sempre tem razão, está aí a explicação. Mas olha, tem muito mundo lá fora.

Tem mais

O Facebook também faz com que pessoas entrem em conflitos, jogando como publicação sugerida notícias 'contra' tudo o que defende, e com isso seguram pessoas brigando lá dentro da plataforma. Eles admitiram essa semana, junto com o Google, que não têm cuidado com propagação de notícia falsas e devem mudar seus robôs para frear blogs que espalham boatos que geram medo. O que especialistas dizem ser um dos motivos que elegeu Donald Trump nos Estados Unidos.

 

Escrito por Fabiane Diniz, 16/11/2016 às 10h49 | fabdiniz@gmail.com



Fabiane Diniz

Assina a coluna Puxando Rede

.. mestre ninja e tira nata do leite com garfo.














Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: [email protected]

Página 3
Puxando Rede
Por Fabiane Diniz

Por que sempre tenho razão?

JÁ SE PERGUNTOU?

Vivemos em uma bolha cibernética, é isso mesmo. Cada pessoa tem sua própria bolha online, um local de conforto e sem confrontos. E como isso acontece?

Todos os grandes sites de buscas e redes sociais como Google e Facebook trabalham com algoritmos (um robô com uma sequência de regras) que servem para entregar conteúdo similar ao que tem acessado.

O Google acha que está ajudando, todos acham que estão ajudando. Funciona da seguinte forma: quando você faz uma pesquisa ele te gera uma lista com algumas opções, você escolhe e quando faz escolhas isso vai gerando algoritmos de entrega. Pode notar, se acessou um site de compra de materiais esportivos, por um bom tempo é isso que ele vai te apresentar pelos sites que navegar.

O Facebook também tem seu próprio algoritmo, que diferente do Google, não está claro o funcionamento, e fazem mudanças constantes nele. Igualmente sabe qual conteúdo você curte, publica, compartillha, mais comenta e assim, sabendo de tudo isso colocam no topo no seu mural  publicações dos amigos com o qual ele entende que irá se identificar.

Por que parece que todo mundo está concordando com você, que as pessoas pensam todas iguais a você, que sempre está com razão sobre tudo?

Porque os algoritmos fazem com que você não veja opiniões diferentes das suas. E isso pode ter causa letal no mundo. As minorias são prejudicadas, sem direito à defesa; a maioria entra em estado de loop. Se repetem, se cumprimentam, compartilham das mesmas opiniões, são os maiorais.

Políticos em geral podem se beneficiar, e fazem isso com o esquema que os algoritmos de hoje proporcionam. Basta olhar para a maioria, se fixar nela e montar campanha em cima das opiniões dela.

Mesmo que essa cortina de ilusão criada pelas redes sociais, de que está sempre certa, seja preconceituosa, que não goste de pobre, de gente de cor e de gente diferente da maioria.

Ajuda sempre se a economia não estiver lá essas coisas. É o gás ideal para botar fogo em tudo.

Assim, essa é a bolha que você pode estar vivendo, quando se perguntar porque sempre tem razão, está aí a explicação. Mas olha, tem muito mundo lá fora.

Tem mais

O Facebook também faz com que pessoas entrem em conflitos, jogando como publicação sugerida notícias 'contra' tudo o que defende, e com isso seguram pessoas brigando lá dentro da plataforma. Eles admitiram essa semana, junto com o Google, que não têm cuidado com propagação de notícia falsas e devem mudar seus robôs para frear blogs que espalham boatos que geram medo. O que especialistas dizem ser um dos motivos que elegeu Donald Trump nos Estados Unidos.

 

Escrito por Fabiane Diniz, 16/11/2016 às 10h49 | fabdiniz@gmail.com



Fabiane Diniz

Assina a coluna Puxando Rede

.. mestre ninja e tira nata do leite com garfo.