Jornal Página 3
Coluna
Puxando Rede
Por Fabiane Diniz

Aquela olhada, meio que BBB

Fui dar uma olhada no site da prefeitura de Florianópolis, pra ver qual a tecnologia e qual a padronização de UX (experiência de usuário) que eles usam e acabei achando um link super legal com câmeras ao vivo.

O site da prefeitura de Balneário Camboriú está pra ser atualizado -já era pra ter acontecido na verdade- então vai ai uma ideia boa: distribuir o sinal de algumas das câmeras da cidade com a população e turistas, parece genial mas é bem comum, tomara que tenham pensado nisso, ia ser divertido.

Pra que se inspirem, está aí o link FLORIPA EM TEMPO REAL

Escrito por Fabiane Diniz, 20/04/2018 às 09h57 | fabdiniz@gmail.com

Noticiário hiperlocal

Google Bancas é a forma que a empresa do vale do Silicio econtrou para o combate à Fake News.

Particulamente achei a ideia  brilhante, tá certo que sou um pouquinho deslumbrada com tecnologias para criadores de conteúdo, mas é animador ver notícias longe/separadas um pouco das redes sociais.

Eles querem criar uma espécie, não, exatamente isso mesmo, um agregador de notícias que no futuro próximo fará por exemplo, distribuição por hiperlocal.

As notícias serão cada vez mais locais. Entregue ao usuário com opção de região, cidade ou bairro (no caso de grandes capitais), e isso tudo trabalhando junto com o Maps, pura geolocalização.

Assim o leitor  que optar pelo serviço poderá saber o que está acontecendo próximo a ele, e as fontes são analisadas pelo Google, o que -torcemos para que sim- dê respaldo ao noticiário.

Alguns podem chamar de controle de informação, mas não vejo dessa forma. Vejo como uma grande opção para quem está interessado em notícias quentes na tela do celular. 

A Google tem ferramantas pra implantar o que estão traçando. 

Nós do Página 3 já garantimos a edição na plataforma, ainda gratuitamente, mas vamos cobrar. 

O sistema de paywall é cada vez mais aceito no mundo, onde o leitor tem direito a um número x de artigos por dia e depois disso deverá ser cobrado. Podendo aceitar ou não a opção para estender a leitura.

O Facebook depois do anúncio da Google correu atrás do prejuízo e resolveu trabalhar também com geolocalização e promete implantar em seus algoritmos a distribuição por hiperlocal.

Escrito por Fabiane Diniz, 29/03/2018 às 15h12 | fabdiniz@gmail.com

Dicas de docs na Netflix

Tive que ficar de molho esse final de semana e acabei assistindo três bons documentários na Netflix, são eles:

1. "Wild Wild Country", uma paulada, impactante. Aconteceu na década de 80 nos EUA, mas é bem atual. Sheela, personagem revolucionário dos acontecimentos é peça chave da série documental (são 6 episódios em torno de 50 minutos cada um).

Sinopse: Quando um polêmico líder de seita constrói uma cidade utópica no deserto do Oregon, o conflito com os moradores vira um escândalo nacional.

2. "Ícaro", filme que deu o primeito Oscar por uma obra original Netflix, me deixou impressionada com a audácia. A corrupção alcança mesmo todos os setores da sociedade.

Sinopse: Neste documentário vencedor do Oscar, um ciclista norte-americano mergulha em um gigantesco escândalo de doping envolvendo um cientista russo caçado por Putin.

3. "Voyeur", indicado por uma amiga e igualmente bom, o filme mostra a história dos bastidores do lançamento do livro de mesmo nome de Gay Talese, conceituado reporter americano, personagem de discussão nas faculdades de jornalismo.

Sinopse: O lendário jornalista Gay Talese desmascara um dono de motel que espionou seus hóspedes por décadas. Mas sua história bombástica logo se torna um escândalo por si só.

Escrito por Fabiane Diniz, 19/03/2018 às 10h59 | fabdiniz@gmail.com

Terrorismo na rede e na roda gigante

Que tem gente maldosa no mundo não é novidade nenhuma, que tem gente que tá aí só pra confundir também não é nada novo, mas terroristas em comentários de notícias não é algo relativamente antigo, é coisa dos nossos tempos.

Já sabemos que existem exércitos virtuais montados só pra desvirturar anúncios, colocar armadilhas e arrastar a discussão pra outro lado; em sua maioria discussões infundadas e irrelevantes para o tema.

O caso da roda gigante de Balneário Camboriú tem sido alvo de terroristas; grande oportunidade inclusive, projeto de grande repercussão.

Mas então, tem um pessoal que vai na notícia, comenta de forma equivocada só pra confundir quem não conhece toda a matéria, normal que as pessoas todas não estejam inteiradas -totalmente- sobre o assunto.

A roda gigante será construída por uma empresa, a prefeitura não vai pagar por ela, mas ai vai lá o cara que sabe disso e escreve nos comentários "MAS E A SAÚDE, E A EDUCAÇÃO?", sabendo que não será gasto dinheiro público no equipamento turístico.

É proposital, pra confundir quem não está por dentro da matéria, não conhece ainda bem o assunto ou está começando a se informar agora.

Não acredito que sejam pessoas boazinhas que fazem isso, tem muita coisa em jogo pra ser desproposital.

ps. Não tenho uma opinião formada sobre a instalação da roda gigante, sem conhecer o projeto que ainda não foi entregue à sociedade fica complicado dizer, mas em principio, e no entanto, acho muito bom, principalmente porque o secretário de planejamento falou sobre um parque público nos arredores. Gostamos de parques, não é mesmo?

Escrito por Fabiane Diniz, 18/01/2018 às 09h56 | fabdiniz@gmail.com

6 toques para um Carnaval agradável

A Skol e a Jout Jout se juntaram pra dar essas preciosas 6 dicas para um Carnaval agradável, e como de costume, ela está lecionando de forma didática para que todos possam entender. Assiste ai e leva essas lições pra vida.

Escrito por Fabiane Diniz, 17/01/2018 às 11h25 | fabdiniz@gmail.com

Lula e Bolsonaro, os honestos

Esses dois já emplacam os assuntos mais comentados das Eleições 2018.

O Bola fez uma pergunta capciosa no Facebook, "Quem é o mais honesto, Lula ou Bolsonaro?" e os comentários são polarizados, assim como deverá ser a disputa à presidência. Dificilmente ficará em meios termos, até porque o ano chegou mas os candidatos ainda não.

Ainda é cedo pra dizer, não sabemos nem se Lula poderá concorrer e Bolsonaro parece ter dificuldade em encontrar um partido que o apoie 100%, e anda com a imprensa fungando no cangote, tirando seus esqueletos do armário; os do Lula já são conhecidos de todos.

Salve-se quem puder.

Escrito por Fabiane Diniz, 15/01/2018 às 10h52 | fabdiniz@gmail.com



1 2 3 4 5 6

Fabiane Diniz

Assina a coluna Puxando Rede

.. mestre ninja e tira nata do leite com garfo.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br