Jornal Página 3
Coluna
CINERAMA BC
Por André Gevaerd

Cine Night - Tim Burton

 Clássicos do diretor vão dar tom a estranha noite.
 
Cine Night é uma festa que celebra o cinema e as boas amizades, e para mostrar o respeito e admiração que a equipe da programação da Arthouse têm pelo público, preparamos uma noite inteira com filmes do inigualável Tim Burton.A noite acontecerá no sábado, 23/03, a partir das 22:30, e apresentará dois filmes escolhidos pelo público, um filme-surpresa, duas party breaks, sorteio de prêmios e café da manhã para os “sobreviventes” da noite.
 
Música tema da noite:
 
 __
 
** PROGRAMAÇÃO **
 
22h30 - Esquenta Cine Night  
23h00 - Beetlejuice - Os Fantasmas se Divertem
00h35 - Party Break e Sorteio
 00h45 - Edward Mãos de Tesoura 
02h30 - Party Break
02h40 - O Estranho Mundo de Jack 
04h00 - Café da Manhã 
 
INFORMAÇÕES
 
A Cine Night é uma noite inteira dedicada ao cinema que vai proporcionar muitos filmes e curtição para a galera, ou manter você coladinho com o seu crush no escurinho do cinema. O evento é noturno, começando entre 22h e 23h, e segue até as 06h da manhã do outro dia. São apresentados três filmes, com duas party breaks, sorteio, e no final o público ainda ganha um café da manhã para sair satisfeito da noite de cinema.
Endereço: Cineramabc Arthouse / Rua São Paulo 581-1 / Bairro dos Estados / Balneário Camboriú
Ingresso:R$ 40,00 (inteira) ou R$ 20,00 (meia) a venda na bilheteria do cinema ou compre antecipadamente clicando aqui!
 
Escrito por André Gevaerd, 22/03/2019 às 12h45 | andre@cineramabc.com

Pancadaria na Telona – The Warriors: Os Selvagens da Noite

"The Warriors", título traduzido no Brasil para "Os Selvagens da Noite", é um filme de ação, norte-americano de 1979, dirigido por Walter Hill e baseado no livro homônimo de Sol Yurick. O filme será exibido no Auditório Livre, dia 22/03 às 22h30, onde o público poderá vibrar com as cenas mais memoráveis enquanto curte entre seus amigos.

Para resumir, a narrativa conta a história de um bando que tem de cruzar territórios de gangues inimigas, no momento em que é acusada da morte do líder da assembleia de todas as gangues, e por isso, são perseguidos por vingança. A narrativa é bastante simples e repleta de pancadaria, e talvez por isso transformou em um dos maiores Cults.

O filme ressurgiu no início dos anos 2000, não apenas com o videogame da Rockstar Studios, mas também com um relançamento atualizado do filme com imagens inéditas adicionadas. O fato levou ao surgimento decosplaysde "The Warriors" em convenções de quadrinhos e de diversas reuniões com o elenco sobre a possibilidade de realizar um reboot. Será que sai?

Enquanto não temos a resposta, a Cineramabc Arthouse presta homenagem a este cult da pancadaria e convida todas as "gangues" a se reunirem.

Warriors, de Walter Hill (Ação/Suspense - 92 min - 14 anos - EUA - 1979)

Sinopse: Nova York, em um indeterminado futuro. As gangues de delinqüentes juvenis se reúnem numa convenção. O líder do principal grupo prega a união entre eles, pois juntos poderão controlar a cidade - o contingente deles é maior que a força policial. O líder acaba sendo assassinado, com a culpa recaindo sobre um bando da periferia, que nada teve a ver com o atentado. Assim eles se vêem obrigados a atravessar a cidade, enquanto são caçados pelos membros das outras gangues.

Curiosidades: O diretor Walter Hill inicialmente queria que a gangue Warriors fosse formada inteiramente por pessoas negras, mas os produtores não aceitaram a idéia.

Trailer:

https://www.youtube.com/watch?v=MV4cgs-bPic

___________________________________________________________

INFORMAÇÕES

Endereço: Cineramabc Arthouse / Rua São Paulo 581-1 / Bairro dos Estados / Balneário Camboriú
Entrada: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). Adquira antecipadamente clicando aqui!
Bilheteria: De terça a domingo das 16:00 as 22:00 / Dinheiro, Débito ou Crédito na bilheteria.

Escrito por André Gevaerd, 22/03/2019 às 12h29 | andre@cineramabc.com

Circuito de Cinema 21/03 a 24/03

 Circuito de Cinema dessa semana estreia os filmes "O Galã", de Francisco Ramalho Jr e "Eleições", de Alice Riff. Seguem em cartaz os filmes "Guerra Fria", de Pawel Pawlikowskie "O Último Trago", de Pedro Diógenes, Ricardo Pretti, Luiz Pretti.

 

 

** O Último Trago, de Pedro Diógenes, Ricardo Pretti, Luiz Pretti (Drama - 93 min - 16 anos - Brasil - 2016) **

21/03 a 24/03 às 16h05*

Com Rodrigo Fischer, Samya de Lavor, Vitor Colares, Elisa Porto, Daniel Medina, Mariana Nunes, Demick Lopes, Fernando Piancó, Ana Luiza Rios, Iara Lilu, Larissa Siqueira, Uirá dos Reis

Sinopse: Uma mulher resgatada à beira da estrada incorpora o espírito de uma guerreira indígena desencadeando uma série de eventos que atravessam tempo e espaço. Do sertão nordestino ao litoral, séculos de lutas de dominação e resistência.

Trailer: www.youtube.com/watch

_____

 

** Guerra Fria, de Pawel Pawlikowski (Drama - 84 min - Livre - França/Polônia/Reino Unido - 2018) **

21/03 a 24/03 às 17h50*

Com Joanna Kulig, Tomasz Kot e Jeanne Balibar

Sinopse: Durante a Guerra Fria, entre a Polônia stalinista e a Paris boêmia dos anos 50, um músico amante da liberdade e uma jovem cantora com histórias e temperamentos completamente diferentes vivem um amor impossível.

Curiosidades: 3 indicações ao Oscar

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=xq-tu6ZbmmI

_____

 

** Eleições, de Alice Riff (Documentário - 100 min - 12 anos - Brasil - 2019) **

*21/03 a 24/03 às 19h20*

Sinopse: A rotina do ensino médio da Escola Estadual Doutor Alarico da Silveira, localizada no centro de São Paulo, é alterada por conta das eleições do grêmio estudantil que se aproximam. Durante este período é possível identificar como as consequências do processo eleitoral afetam as relações entre os alunos, assim como as eleições presidenciais, em proporções bem maiores, conseguem alterar a atmosfera de um país.

Curiosidades: Selecionado para a Mostra Futuro Brasil do 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (2018).

Trailer: www.youtube.com/watch

_____

 

** O Galã, de Francisco Ramalho Jr (Comédia - 90 min - 16 anos - Brasil - 2016) **
21/03 a 24/03 às 21h05*

Com Thiago Fragoso, Fiuk e Christiana Ubach.

Sinopse: Júlio (Thiago Fragoso) aspira se tornar um grande ator, mas a grande maioria de suas empreitadas nas telas costumam dar errado. Quando o dinheiro aperta, ele resolve recorrer ao seu meio irmão Beto (Luiz Henrique Nogueira), um obcecado roteirista de novelas que vive em reclusão, com quem ele não tem muito contato. O ator acredita que sua grande chance será concedida pelo irmão, mas a relação entre os dois se torna a cada dia mais insustentável.

Trailer: www.youtube.com/watch

___________________________________________________________

** INFORMAÇÕES**

Circuito de Cinema traz para a tela da Cineramabc Arthouse filmes de longa-metragem, brasileiros e estrangeiros, que estão em cartaz no circuito brasileiro de salas de cinema. A programação fica disponível ao público todas semanas, de quinta-feira a domingo, em diferentes horários com foco na projeção de filmes do circuito de arte realizados por diferentes autores, estreantes ou consolidados, reconhecidos pela qualidade estética e narrativa de suas obras.

Endereço: Cineramabc Arthouse / Rua São Paulo 581-1 / Bairro dos Estados / Balneário Camboriú / SC
Ingresso: R$ 25,00 (inteira) ou R$ 12,50 (meia) a venda na bilheteria do cinema
Bilheteria: de quarta a domingo das 16:00 às 22:00 / Dinheiro, Débito ou Crédito

Escrito por André Gevaerd, 22/03/2019 às 09h49 | andre@cineramabc.com

Das Câmaras Setorias da Cultura (de BC, mas com possibilidade de aplicação em escala nacional)

O conceito de Câmaras Setoriais da Cultura apareceu em Balneário Camboriú em meados de 2013/14. Na época a Cineramabc estava em vias de realizar o 3° Festival Internacional de Cinema em Balneário Camboriú, projeto que nasceu de forma espontânea e foi rapidamente abraçado por grande parte da intelectualidade do estado. Isso incluiu o apoio incondicional do Jornal Página 3.

Nesse momento inicial procurei acreditar que a Camara Setorial poderia se tornar um ótimo caminho para a emancipação política das atividades ligadas a arte e cultura. Foi muita inocência minha. Em pouco tempo a verdadeira natureza das câmaras setoriais foi revelando-se. Sua similaridade com a estrutura de um sindicato ganhava força a cada dia. Na verdade o fato é que se tratava do processo de formação de um grupo de pessoas que trabalha para si mesmo, julgando-se representante de toda uma classe, e isso foi tornando-se cada vez mais evidente. Aos poucos, as Camaras Setoriais foram se fechando, restringindo o acesso e criando condições de privilégio para os que dela se empoderaram.Tanto que membros historicamente ligados à política da cidade e funcionários públicos, cargos de confiança, acabaram porse apropriar cada vez mais de todas as suas possibilidades e, assim, se beneficiaram de sua estrutura deliberativa no formato de conselho e o fazem até hoje.

Neste cenário, as únicas iniciativas que poderiam tornar-se geradoras de riqueza significativa, seja cultural ou econômica, acabaram sepultadas em um emaranhado de interesses de uma minoria que impera dentro de seus canais obscuros, fato comprovado pela ausência total de atas de reunião e falsas verdades sopradas ao olho dos espectadores dessa tragédia. Acreditando que algumas iniciativas poderiam ser preservadas e funcionar de maneira transparente, foi que levei o projeto da BC Filme as mãos da FCBC e da Câmara Setorial. Mesmo depois de anos afundada em um emaranhado de interesses e de iniciativas que se provaram apenas incompetentes, ainda tenho esperanças de que a BC Filme possa ser exumada e colocada na rua para funcionar.

Para se ter idéia, apenas com os valores que foram investidos no audiovisual nestes anos, seja pela prefeitura ou por produtoras audiovisuais locais, perdeu-se nada mais nada menos que o investimento aproximado de 15 a 30 milhões de reais. Isso por mero descuido dos orgãos competentes que deixaram a validação dos trabalhos, que invariavelmente não são realizados, com excessão de alguns poucos projetos que beneficiaram alguns poucos envolvidos. Estes valores que não foram atraídos para Balneário Camboriú, seriam definitivos na implantação do desenvolvimento de uma indústria limpa e geradora de empregos para baixa temporada e de turismo qualificado para a alta temporada. Fico imaginando se a história tivesse sido diferente... e, otimista que sou, ainda acredito que há tempo.

Chega a hora de reformular e de mudar a estratégia de ação. Não podemos mais permitir que um ciclo fechado, retro-alimentado, continue ditando as regras. Ainda há tempo de um processo de renovação, a Film Commission pode muito bem procurar outros caminhos para o desenvolvimento do audioviual como expressão artística e do estímulo a economia local. Basta colocar a entidade para operar verdadeiramente junto aos empresários e profissionais consolidados da área.

Escrito por André Gevaerd, 10/01/2019 às 08h52 | andre@cineramabc.com

COPI INICIA SUA PRÉ PRODUÇÃO

Cineramabc Filmes inicia pré-produção de curta-metragem aprovado pela LIC-BC

A produtora abre seleção de profissionais e artistas para diversas áreas de atuação

Para candidatar-se a uma vaga, o interessado deve enviar um e-mail com o assunto “VAGA COPI – (Nome Completo do Candidato)”, anexar currículo e carta de interesse para participação na equipe do filme, para o endereço eletrônico contato@cineramabc.com.Após o recebimento, a equipe de produção analisará o conteúdo do e-mail e entrará em contato para dar continuidade ao processo que segue com entrevista pessoal. Serão priorizados os profissionais nascidos, residentes ou atuantes no município de Balneário Camboriú. A previsão para o início das filmagens é outubro de 2018. A empresa procura diferentes profissionais e iniciantes para integrar diferentes funções nas equipes de Direção, Produção, Fotografia, Elétrica, Maquinaria, Arte, Som, Montagem e Finalização.

A filme narra a história de Renê, 35 anos, um recepcionista de um hotel do período noturno, que faz alguns bicos para complementar sua renda e pagar a pensão de seu filho de 6 anos. Uma noite conhece Copi, 30 anos, uma artista amadora, argentina, travesti, que ganha a vida na noite de Balneário Camboriú. O destino se encarrega de cruzar o caminho dos dois e uma improvável amizade nasce repentinamente, até ser interrompida pela morte de Copi.

Esse é o contexto do novo curta-metragem do diretor e produtor André Gevaerd, em fase de preparação e prestes a iniciar a pré-produção nas próximas semanas. André que é natural de Balneário Camboriú, tem vasta experiência na produção de filmes, trabalhando com renomados diretores brasileiros. “Copi” é o terceiro curta-metragem do cineasta como diretor. Empreendedor na cidade, André movimenta o circuito cultural em Balneário com uma casa inovadora, a Cineramabc Arthouse, que apresenta ao público uma programação completa composta por projeções, palestras, debates e exposições das mais variadas áreas artísticas (Cinema, Música, Artes Cênicas, Dança, Literatura, Fotografia, Artes Visuais, etc).  Fundador da Cineramabc Filmes, produtora de conteúdo audiovisual sediada na cidade a mais de 12 anos, André movimenta a produção audiovisual, narrando uma história local, com apelo universal, promovendo o município de Balneário Camboriú nas telas de cinema do Brasil e do Mundo.

“Copi” é uma produção que recebeu recursos da Lei de Incentivo à Cultura (LIC), através da Fundação Cultural e da Prefeitura Municipal de Balneário Camboriú e seleciona profissionais interessados em trabalhar na equipe de produção do curta-metragem.

Escrito por André Gevaerd, 13/11/2018 às 10h55 | andre@cineramabc.com

Programação do Cinema - 16 a 19 de novembro

CIRCUITO DE CINEMA

Olhando para as Estrelas

Livre – 90 min –  Documentário –  Brasil / EUA – 2017

Horários: de quinta a domingo às 19:00

Direção: Alexandre Peralta

Sinopse: Geyza é uma jovem como todas as outras, que batalha para vencer na vida. Professora e dançarina, ela é a primeira bailarina da Associação Fernanda Bianchini, a única escola de balé para cegos do mundo. Enquanto se divide entre os preparativos para o seu casamento e as preocupações de ser uma boa profissional, noiva e amiga, ela lida com Thalia, uma de suas alunas adolescentes, que deseja ter cada vez mais autonomia.>

Trailer:


Souvenir

14 anos – 90 min –  Romance/Drama – França – 2016 – Legendado

Horários: de quinta a domingo às 20:30

Direção: Arnaud Viard

Sinopse: Uma esquecida cantora (Isabelle Huppert) do Eurovision Song Contest de 1970, famoso concurso musical organizado pela União Europeia, vive no anonimato trabalhando em uma fábrica de patê. Um jovem colega de trabalho descobre seu segredo e, com charme, a convence a se apresentar pela primeira vez em anos. Aspirante a boxeador, ele se empolga com a nova possibilidade de negócio e, apaixonados, os dois decidem tentar fazer com que o retorno dela aos holofotes aconteça.

Trailer:


CINEFILIA

Cores

16 anos – 95 min –  Drama – Brasil – 2013

Horário: dia 18 às 17:15

Direção: Francisco Garcia

Sinopse: Na cidade de São Paulo, três jovens vivem histórias de amor e tristeza na metrópole: Luiz passa o dia entre pequenos empregos que ele consegue com sua moto e o trabalho em uma drogaria; sua namorada, Laura, mora em frente ao aeroporto e ganha a vida em uma loja de peixes ornamentais, enquanto sonha em viajar ao exterior, e Luca é um tatuador que mora com sua avó.

Trailer:


Insubordinados

16 anos – 82 min –  Drama – Brasil – 2015

Horário: dia 19 às 17:15

Direção: Edu Felistoque

Sinopse: Janete (Sílvia Lourenço) está sempre em um hospital, onde acompanha a internação de seu pai, um coronel aposentado da Polícia Militar, que está inconsciente. Ela ocupa as horas ociosas escrevendo seu primeiro romance, uma história policial influenciada pelos relatos do próprio pai quando era mais jovem. Aos poucos as pessoas que ela conhece em sua monótona rotina ganham vida também nas páginas do livro em formação, de acordo com a imaginação da autora.

Trailer:


• Confira nossa programação completa em: www.arthousebc.com/agenda 

• Ingressos antecipados em https://oneticket.com.br/casa/art-house-bc?

Escrito por André Gevaerd, 15/11/2017 às 12h19 | andre@cineramabc.com



1 2 3 4 5 6 7

André Gevaerd

Assina a coluna CINERAMA BC

Nasceu em Balneário Camboriú, resolveu fazer cinema, mudou-se para São Paulo, fez muitos filmes, voltou para Balneário. Continua fazendo filmes. Diretor do Festival CinemaramaBC e idealizador da sala de cinema e eventos, ArtHouse.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
CINERAMA BC
Por André Gevaerd

Cine Night - Tim Burton

 Clássicos do diretor vão dar tom a estranha noite.
 
Cine Night é uma festa que celebra o cinema e as boas amizades, e para mostrar o respeito e admiração que a equipe da programação da Arthouse têm pelo público, preparamos uma noite inteira com filmes do inigualável Tim Burton.A noite acontecerá no sábado, 23/03, a partir das 22:30, e apresentará dois filmes escolhidos pelo público, um filme-surpresa, duas party breaks, sorteio de prêmios e café da manhã para os “sobreviventes” da noite.
 
Música tema da noite:
 
 __
 
** PROGRAMAÇÃO **
 
22h30 - Esquenta Cine Night  
23h00 - Beetlejuice - Os Fantasmas se Divertem
00h35 - Party Break e Sorteio
 00h45 - Edward Mãos de Tesoura 
02h30 - Party Break
02h40 - O Estranho Mundo de Jack 
04h00 - Café da Manhã 
 
INFORMAÇÕES
 
A Cine Night é uma noite inteira dedicada ao cinema que vai proporcionar muitos filmes e curtição para a galera, ou manter você coladinho com o seu crush no escurinho do cinema. O evento é noturno, começando entre 22h e 23h, e segue até as 06h da manhã do outro dia. São apresentados três filmes, com duas party breaks, sorteio, e no final o público ainda ganha um café da manhã para sair satisfeito da noite de cinema.
Endereço: Cineramabc Arthouse / Rua São Paulo 581-1 / Bairro dos Estados / Balneário Camboriú
Ingresso:R$ 40,00 (inteira) ou R$ 20,00 (meia) a venda na bilheteria do cinema ou compre antecipadamente clicando aqui!
 
Escrito por André Gevaerd, 22/03/2019 às 12h45 | andre@cineramabc.com

Pancadaria na Telona – The Warriors: Os Selvagens da Noite

"The Warriors", título traduzido no Brasil para "Os Selvagens da Noite", é um filme de ação, norte-americano de 1979, dirigido por Walter Hill e baseado no livro homônimo de Sol Yurick. O filme será exibido no Auditório Livre, dia 22/03 às 22h30, onde o público poderá vibrar com as cenas mais memoráveis enquanto curte entre seus amigos.

Para resumir, a narrativa conta a história de um bando que tem de cruzar territórios de gangues inimigas, no momento em que é acusada da morte do líder da assembleia de todas as gangues, e por isso, são perseguidos por vingança. A narrativa é bastante simples e repleta de pancadaria, e talvez por isso transformou em um dos maiores Cults.

O filme ressurgiu no início dos anos 2000, não apenas com o videogame da Rockstar Studios, mas também com um relançamento atualizado do filme com imagens inéditas adicionadas. O fato levou ao surgimento decosplaysde "The Warriors" em convenções de quadrinhos e de diversas reuniões com o elenco sobre a possibilidade de realizar um reboot. Será que sai?

Enquanto não temos a resposta, a Cineramabc Arthouse presta homenagem a este cult da pancadaria e convida todas as "gangues" a se reunirem.

Warriors, de Walter Hill (Ação/Suspense - 92 min - 14 anos - EUA - 1979)

Sinopse: Nova York, em um indeterminado futuro. As gangues de delinqüentes juvenis se reúnem numa convenção. O líder do principal grupo prega a união entre eles, pois juntos poderão controlar a cidade - o contingente deles é maior que a força policial. O líder acaba sendo assassinado, com a culpa recaindo sobre um bando da periferia, que nada teve a ver com o atentado. Assim eles se vêem obrigados a atravessar a cidade, enquanto são caçados pelos membros das outras gangues.

Curiosidades: O diretor Walter Hill inicialmente queria que a gangue Warriors fosse formada inteiramente por pessoas negras, mas os produtores não aceitaram a idéia.

Trailer:

https://www.youtube.com/watch?v=MV4cgs-bPic

___________________________________________________________

INFORMAÇÕES

Endereço: Cineramabc Arthouse / Rua São Paulo 581-1 / Bairro dos Estados / Balneário Camboriú
Entrada: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). Adquira antecipadamente clicando aqui!
Bilheteria: De terça a domingo das 16:00 as 22:00 / Dinheiro, Débito ou Crédito na bilheteria.

Escrito por André Gevaerd, 22/03/2019 às 12h29 | andre@cineramabc.com

Circuito de Cinema 21/03 a 24/03

 Circuito de Cinema dessa semana estreia os filmes "O Galã", de Francisco Ramalho Jr e "Eleições", de Alice Riff. Seguem em cartaz os filmes "Guerra Fria", de Pawel Pawlikowskie "O Último Trago", de Pedro Diógenes, Ricardo Pretti, Luiz Pretti.

 

 

** O Último Trago, de Pedro Diógenes, Ricardo Pretti, Luiz Pretti (Drama - 93 min - 16 anos - Brasil - 2016) **

21/03 a 24/03 às 16h05*

Com Rodrigo Fischer, Samya de Lavor, Vitor Colares, Elisa Porto, Daniel Medina, Mariana Nunes, Demick Lopes, Fernando Piancó, Ana Luiza Rios, Iara Lilu, Larissa Siqueira, Uirá dos Reis

Sinopse: Uma mulher resgatada à beira da estrada incorpora o espírito de uma guerreira indígena desencadeando uma série de eventos que atravessam tempo e espaço. Do sertão nordestino ao litoral, séculos de lutas de dominação e resistência.

Trailer: www.youtube.com/watch

_____

 

** Guerra Fria, de Pawel Pawlikowski (Drama - 84 min - Livre - França/Polônia/Reino Unido - 2018) **

21/03 a 24/03 às 17h50*

Com Joanna Kulig, Tomasz Kot e Jeanne Balibar

Sinopse: Durante a Guerra Fria, entre a Polônia stalinista e a Paris boêmia dos anos 50, um músico amante da liberdade e uma jovem cantora com histórias e temperamentos completamente diferentes vivem um amor impossível.

Curiosidades: 3 indicações ao Oscar

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=xq-tu6ZbmmI

_____

 

** Eleições, de Alice Riff (Documentário - 100 min - 12 anos - Brasil - 2019) **

*21/03 a 24/03 às 19h20*

Sinopse: A rotina do ensino médio da Escola Estadual Doutor Alarico da Silveira, localizada no centro de São Paulo, é alterada por conta das eleições do grêmio estudantil que se aproximam. Durante este período é possível identificar como as consequências do processo eleitoral afetam as relações entre os alunos, assim como as eleições presidenciais, em proporções bem maiores, conseguem alterar a atmosfera de um país.

Curiosidades: Selecionado para a Mostra Futuro Brasil do 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (2018).

Trailer: www.youtube.com/watch

_____

 

** O Galã, de Francisco Ramalho Jr (Comédia - 90 min - 16 anos - Brasil - 2016) **
21/03 a 24/03 às 21h05*

Com Thiago Fragoso, Fiuk e Christiana Ubach.

Sinopse: Júlio (Thiago Fragoso) aspira se tornar um grande ator, mas a grande maioria de suas empreitadas nas telas costumam dar errado. Quando o dinheiro aperta, ele resolve recorrer ao seu meio irmão Beto (Luiz Henrique Nogueira), um obcecado roteirista de novelas que vive em reclusão, com quem ele não tem muito contato. O ator acredita que sua grande chance será concedida pelo irmão, mas a relação entre os dois se torna a cada dia mais insustentável.

Trailer: www.youtube.com/watch

___________________________________________________________

** INFORMAÇÕES**

Circuito de Cinema traz para a tela da Cineramabc Arthouse filmes de longa-metragem, brasileiros e estrangeiros, que estão em cartaz no circuito brasileiro de salas de cinema. A programação fica disponível ao público todas semanas, de quinta-feira a domingo, em diferentes horários com foco na projeção de filmes do circuito de arte realizados por diferentes autores, estreantes ou consolidados, reconhecidos pela qualidade estética e narrativa de suas obras.

Endereço: Cineramabc Arthouse / Rua São Paulo 581-1 / Bairro dos Estados / Balneário Camboriú / SC
Ingresso: R$ 25,00 (inteira) ou R$ 12,50 (meia) a venda na bilheteria do cinema
Bilheteria: de quarta a domingo das 16:00 às 22:00 / Dinheiro, Débito ou Crédito

Escrito por André Gevaerd, 22/03/2019 às 09h49 | andre@cineramabc.com

Das Câmaras Setorias da Cultura (de BC, mas com possibilidade de aplicação em escala nacional)

O conceito de Câmaras Setoriais da Cultura apareceu em Balneário Camboriú em meados de 2013/14. Na época a Cineramabc estava em vias de realizar o 3° Festival Internacional de Cinema em Balneário Camboriú, projeto que nasceu de forma espontânea e foi rapidamente abraçado por grande parte da intelectualidade do estado. Isso incluiu o apoio incondicional do Jornal Página 3.

Nesse momento inicial procurei acreditar que a Camara Setorial poderia se tornar um ótimo caminho para a emancipação política das atividades ligadas a arte e cultura. Foi muita inocência minha. Em pouco tempo a verdadeira natureza das câmaras setoriais foi revelando-se. Sua similaridade com a estrutura de um sindicato ganhava força a cada dia. Na verdade o fato é que se tratava do processo de formação de um grupo de pessoas que trabalha para si mesmo, julgando-se representante de toda uma classe, e isso foi tornando-se cada vez mais evidente. Aos poucos, as Camaras Setoriais foram se fechando, restringindo o acesso e criando condições de privilégio para os que dela se empoderaram.Tanto que membros historicamente ligados à política da cidade e funcionários públicos, cargos de confiança, acabaram porse apropriar cada vez mais de todas as suas possibilidades e, assim, se beneficiaram de sua estrutura deliberativa no formato de conselho e o fazem até hoje.

Neste cenário, as únicas iniciativas que poderiam tornar-se geradoras de riqueza significativa, seja cultural ou econômica, acabaram sepultadas em um emaranhado de interesses de uma minoria que impera dentro de seus canais obscuros, fato comprovado pela ausência total de atas de reunião e falsas verdades sopradas ao olho dos espectadores dessa tragédia. Acreditando que algumas iniciativas poderiam ser preservadas e funcionar de maneira transparente, foi que levei o projeto da BC Filme as mãos da FCBC e da Câmara Setorial. Mesmo depois de anos afundada em um emaranhado de interesses e de iniciativas que se provaram apenas incompetentes, ainda tenho esperanças de que a BC Filme possa ser exumada e colocada na rua para funcionar.

Para se ter idéia, apenas com os valores que foram investidos no audiovisual nestes anos, seja pela prefeitura ou por produtoras audiovisuais locais, perdeu-se nada mais nada menos que o investimento aproximado de 15 a 30 milhões de reais. Isso por mero descuido dos orgãos competentes que deixaram a validação dos trabalhos, que invariavelmente não são realizados, com excessão de alguns poucos projetos que beneficiaram alguns poucos envolvidos. Estes valores que não foram atraídos para Balneário Camboriú, seriam definitivos na implantação do desenvolvimento de uma indústria limpa e geradora de empregos para baixa temporada e de turismo qualificado para a alta temporada. Fico imaginando se a história tivesse sido diferente... e, otimista que sou, ainda acredito que há tempo.

Chega a hora de reformular e de mudar a estratégia de ação. Não podemos mais permitir que um ciclo fechado, retro-alimentado, continue ditando as regras. Ainda há tempo de um processo de renovação, a Film Commission pode muito bem procurar outros caminhos para o desenvolvimento do audioviual como expressão artística e do estímulo a economia local. Basta colocar a entidade para operar verdadeiramente junto aos empresários e profissionais consolidados da área.

Escrito por André Gevaerd, 10/01/2019 às 08h52 | andre@cineramabc.com

COPI INICIA SUA PRÉ PRODUÇÃO

Cineramabc Filmes inicia pré-produção de curta-metragem aprovado pela LIC-BC

A produtora abre seleção de profissionais e artistas para diversas áreas de atuação

Para candidatar-se a uma vaga, o interessado deve enviar um e-mail com o assunto “VAGA COPI – (Nome Completo do Candidato)”, anexar currículo e carta de interesse para participação na equipe do filme, para o endereço eletrônico contato@cineramabc.com.Após o recebimento, a equipe de produção analisará o conteúdo do e-mail e entrará em contato para dar continuidade ao processo que segue com entrevista pessoal. Serão priorizados os profissionais nascidos, residentes ou atuantes no município de Balneário Camboriú. A previsão para o início das filmagens é outubro de 2018. A empresa procura diferentes profissionais e iniciantes para integrar diferentes funções nas equipes de Direção, Produção, Fotografia, Elétrica, Maquinaria, Arte, Som, Montagem e Finalização.

A filme narra a história de Renê, 35 anos, um recepcionista de um hotel do período noturno, que faz alguns bicos para complementar sua renda e pagar a pensão de seu filho de 6 anos. Uma noite conhece Copi, 30 anos, uma artista amadora, argentina, travesti, que ganha a vida na noite de Balneário Camboriú. O destino se encarrega de cruzar o caminho dos dois e uma improvável amizade nasce repentinamente, até ser interrompida pela morte de Copi.

Esse é o contexto do novo curta-metragem do diretor e produtor André Gevaerd, em fase de preparação e prestes a iniciar a pré-produção nas próximas semanas. André que é natural de Balneário Camboriú, tem vasta experiência na produção de filmes, trabalhando com renomados diretores brasileiros. “Copi” é o terceiro curta-metragem do cineasta como diretor. Empreendedor na cidade, André movimenta o circuito cultural em Balneário com uma casa inovadora, a Cineramabc Arthouse, que apresenta ao público uma programação completa composta por projeções, palestras, debates e exposições das mais variadas áreas artísticas (Cinema, Música, Artes Cênicas, Dança, Literatura, Fotografia, Artes Visuais, etc).  Fundador da Cineramabc Filmes, produtora de conteúdo audiovisual sediada na cidade a mais de 12 anos, André movimenta a produção audiovisual, narrando uma história local, com apelo universal, promovendo o município de Balneário Camboriú nas telas de cinema do Brasil e do Mundo.

“Copi” é uma produção que recebeu recursos da Lei de Incentivo à Cultura (LIC), através da Fundação Cultural e da Prefeitura Municipal de Balneário Camboriú e seleciona profissionais interessados em trabalhar na equipe de produção do curta-metragem.

Escrito por André Gevaerd, 13/11/2018 às 10h55 | andre@cineramabc.com

Programação do Cinema - 16 a 19 de novembro

CIRCUITO DE CINEMA

Olhando para as Estrelas

Livre – 90 min –  Documentário –  Brasil / EUA – 2017

Horários: de quinta a domingo às 19:00

Direção: Alexandre Peralta

Sinopse: Geyza é uma jovem como todas as outras, que batalha para vencer na vida. Professora e dançarina, ela é a primeira bailarina da Associação Fernanda Bianchini, a única escola de balé para cegos do mundo. Enquanto se divide entre os preparativos para o seu casamento e as preocupações de ser uma boa profissional, noiva e amiga, ela lida com Thalia, uma de suas alunas adolescentes, que deseja ter cada vez mais autonomia.>

Trailer:


Souvenir

14 anos – 90 min –  Romance/Drama – França – 2016 – Legendado

Horários: de quinta a domingo às 20:30

Direção: Arnaud Viard

Sinopse: Uma esquecida cantora (Isabelle Huppert) do Eurovision Song Contest de 1970, famoso concurso musical organizado pela União Europeia, vive no anonimato trabalhando em uma fábrica de patê. Um jovem colega de trabalho descobre seu segredo e, com charme, a convence a se apresentar pela primeira vez em anos. Aspirante a boxeador, ele se empolga com a nova possibilidade de negócio e, apaixonados, os dois decidem tentar fazer com que o retorno dela aos holofotes aconteça.

Trailer:


CINEFILIA

Cores

16 anos – 95 min –  Drama – Brasil – 2013

Horário: dia 18 às 17:15

Direção: Francisco Garcia

Sinopse: Na cidade de São Paulo, três jovens vivem histórias de amor e tristeza na metrópole: Luiz passa o dia entre pequenos empregos que ele consegue com sua moto e o trabalho em uma drogaria; sua namorada, Laura, mora em frente ao aeroporto e ganha a vida em uma loja de peixes ornamentais, enquanto sonha em viajar ao exterior, e Luca é um tatuador que mora com sua avó.

Trailer:


Insubordinados

16 anos – 82 min –  Drama – Brasil – 2015

Horário: dia 19 às 17:15

Direção: Edu Felistoque

Sinopse: Janete (Sílvia Lourenço) está sempre em um hospital, onde acompanha a internação de seu pai, um coronel aposentado da Polícia Militar, que está inconsciente. Ela ocupa as horas ociosas escrevendo seu primeiro romance, uma história policial influenciada pelos relatos do próprio pai quando era mais jovem. Aos poucos as pessoas que ela conhece em sua monótona rotina ganham vida também nas páginas do livro em formação, de acordo com a imaginação da autora.

Trailer:


• Confira nossa programação completa em: www.arthousebc.com/agenda 

• Ingressos antecipados em https://oneticket.com.br/casa/art-house-bc?

Escrito por André Gevaerd, 15/11/2017 às 12h19 | andre@cineramabc.com



1 2 3 4 5 6 7

André Gevaerd

Assina a coluna CINERAMA BC

Nasceu em Balneário Camboriú, resolveu fazer cinema, mudou-se para São Paulo, fez muitos filmes, voltou para Balneário. Continua fazendo filmes. Diretor do Festival CinemaramaBC e idealizador da sala de cinema e eventos, ArtHouse.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade