Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Ciência
Prefeito Fabrício decide "peitar" LRF e contratar professores

Anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira

Quinta, 1/3/2018 18:55.
Andrea Artigas

Publicidade

No final da tarde desta quinta-feira (1º) o prefeito Fabricio Oliveira anunciou que vai contratar os professores/técnicos para os esportes de alto rendimento e escolinhas.

Como de hábito nesse governo os detalhes não estão claros, mas aparentemente o prefeito decidiu "peitar" a Lei de Responsabilidade Fiscal.

O município excedeu o limite prudencial de gastos com pessoal, por isso não estava podendo contratar esses professores/técnicos.

Pelo que a reportagem pode apurar o prefeito está confiando em futuras possíveis decisões do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e mesmo do judiciário, o que é um salto no escuro porque ele pode ser diretamente responsabilizado, sofrer severas sanções e inclusive ficar inelegível.

Após o anúncio, os assessores do prefeito "sumiram". A reportagem não conseguiu encontrar nenhum, nem o próprio prefeito para explicar qual foi a mágica que fizeram para resolver o problema dos professores, já que a situação não se alterou, o munícipio continua excedendo o limite prudencial da LRF.

O mais surpreendente neste cenário é que o prefeito sofreu enorme desgaste junto à opinião pública e tomou a decisão de contratar sem que a situação se alterasse, então ele poderia ter contratado antes, sem ter se desgastado.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Andrea Artigas

Prefeito Fabrício decide "peitar" LRF e contratar professores

Anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira

Publicidade

Quinta, 1/3/2018 18:55.

No final da tarde desta quinta-feira (1º) o prefeito Fabricio Oliveira anunciou que vai contratar os professores/técnicos para os esportes de alto rendimento e escolinhas.

Como de hábito nesse governo os detalhes não estão claros, mas aparentemente o prefeito decidiu "peitar" a Lei de Responsabilidade Fiscal.

O município excedeu o limite prudencial de gastos com pessoal, por isso não estava podendo contratar esses professores/técnicos.

Pelo que a reportagem pode apurar o prefeito está confiando em futuras possíveis decisões do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e mesmo do judiciário, o que é um salto no escuro porque ele pode ser diretamente responsabilizado, sofrer severas sanções e inclusive ficar inelegível.

Após o anúncio, os assessores do prefeito "sumiram". A reportagem não conseguiu encontrar nenhum, nem o próprio prefeito para explicar qual foi a mágica que fizeram para resolver o problema dos professores, já que a situação não se alterou, o munícipio continua excedendo o limite prudencial da LRF.

O mais surpreendente neste cenário é que o prefeito sofreu enorme desgaste junto à opinião pública e tomou a decisão de contratar sem que a situação se alterasse, então ele poderia ter contratado antes, sem ter se desgastado.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade