Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Maria Pissaia assume a BC Investimentos com foco na tecnologia e atrair novos empreendimentos

Sexta, 8/1/2021 14:35.

Publicidade

A empresária Maria Pissaia, sócia-proprietária do Grupo Preze, assume o cargo de diretora presidente da BC Investimentos, na segunda-feira (11) e antecipou ao Página 3 os desafios que terá pela frente e as boas expectativas, já que traz no currículo o associativismo, tendo presidido a Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú (Acibalc) até o final de 2020.

Internacionalização de Balneário

Maria é formada em Relações Internacionais pela Universidade Ibero Americana de São Paulo e especialista em Negociações Econômicas Internacionais pelo Instituto San Tiago Dantas – foi exatamente isso e a participação dela no Conselho Municipal de Relações Internacionais de Balneário Camboriú que fez com que ela e o prefeito Fabrício Oliveira começassem a discutir, em meados de 2020, sobre ela assumir a BC Investimentos.

“Eu e o prefeito temos contato sempre (a primeira-dama, Mozara Paris, é sócia de Maria), e discutíamos com frequência a importância da internacionalização de Balneário, que é algo que ele [Fabrício] deseja. E como essa é a minha área, ele me convidou para assumir. Fomos amadurecendo a ideia, trocando ideias. Ele queria alguém bem especializado, e que tivesse um viés privado, do lado empresarial, e eu aceitei. Não tenho nenhuma vivência política nesse sentido, é o meu primeiro cargo público. Agradeço ao prefeito por essa oportunidade”, diz.

Parque tecnológico: um dos objetivos

Atuante há mais de uma década no associativismo empresarial de Balneário, na Acibalc, Maria tem uma visão direta do que os empresários da cidade desejam e precisam.

Por isso, ela acredita que o ‘desafio’ vai ser conciliar as demandas da sociedade com os trabalhos que já estão sendo desenvolvidos na pasta.

“A BC Investimentos visa estimular novos projetos de fontes de renda, empreendimentos criativos, há o projeto com coletivos, e um dos principais objetivos, que é atrair o parque tecnológico. Com isso, conseguimos uma mão de obra mais qualificada, gerando empregos. A tecnologia é o ‘auge’, ter um polo tecnológico em Balneário significa uma nova matriz econômica. Temos muitos desafios pela frente, mas estou extremamente otimista, com a força de vontade da iniciativa privada de fazer as coisas acontecerem”, afirma.

A empresária diz que dará prosseguimento a projetos já consolidados da BC Investimentos, como a Sala do Empreendedor.

“Sou empreendedora e sei da importância da pasta que estou assumindo. Tive um feedback muito positivo da classe, através da Acibalc, todos estão muito otimistas e parabenizando a gestão pública por trazer esse viés empresarial e alguém da iniciativa privada”, comenta.

2021: economia tende a dar uma ‘aquecida’

Sobre 2021, Maria tem expectativa de ser um ano ‘de muitas possibilidades’, com a vacina já sendo uma realidade.

“E com isso a economia tende a dar uma aquecida. Não vai ser um ‘toque de mágica’, mas há a perspectiva de estancar a evolução do vírus, e isso já nos dá um fôlego”, completa, citando que estará sempre à disposição dos empresários e empreendedores da cidade, e que seu objetivo será ‘viabilizar negócios’, sendo a ‘ponte entre o privado e o poder público’.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Maria Pissaia assume a BC Investimentos com foco na tecnologia e atrair novos empreendimentos

Sexta, 8/1/2021 14:35.

A empresária Maria Pissaia, sócia-proprietária do Grupo Preze, assume o cargo de diretora presidente da BC Investimentos, na segunda-feira (11) e antecipou ao Página 3 os desafios que terá pela frente e as boas expectativas, já que traz no currículo o associativismo, tendo presidido a Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú (Acibalc) até o final de 2020.

Internacionalização de Balneário

Maria é formada em Relações Internacionais pela Universidade Ibero Americana de São Paulo e especialista em Negociações Econômicas Internacionais pelo Instituto San Tiago Dantas – foi exatamente isso e a participação dela no Conselho Municipal de Relações Internacionais de Balneário Camboriú que fez com que ela e o prefeito Fabrício Oliveira começassem a discutir, em meados de 2020, sobre ela assumir a BC Investimentos.

“Eu e o prefeito temos contato sempre (a primeira-dama, Mozara Paris, é sócia de Maria), e discutíamos com frequência a importância da internacionalização de Balneário, que é algo que ele [Fabrício] deseja. E como essa é a minha área, ele me convidou para assumir. Fomos amadurecendo a ideia, trocando ideias. Ele queria alguém bem especializado, e que tivesse um viés privado, do lado empresarial, e eu aceitei. Não tenho nenhuma vivência política nesse sentido, é o meu primeiro cargo público. Agradeço ao prefeito por essa oportunidade”, diz.

Parque tecnológico: um dos objetivos

Atuante há mais de uma década no associativismo empresarial de Balneário, na Acibalc, Maria tem uma visão direta do que os empresários da cidade desejam e precisam.

Por isso, ela acredita que o ‘desafio’ vai ser conciliar as demandas da sociedade com os trabalhos que já estão sendo desenvolvidos na pasta.

“A BC Investimentos visa estimular novos projetos de fontes de renda, empreendimentos criativos, há o projeto com coletivos, e um dos principais objetivos, que é atrair o parque tecnológico. Com isso, conseguimos uma mão de obra mais qualificada, gerando empregos. A tecnologia é o ‘auge’, ter um polo tecnológico em Balneário significa uma nova matriz econômica. Temos muitos desafios pela frente, mas estou extremamente otimista, com a força de vontade da iniciativa privada de fazer as coisas acontecerem”, afirma.

A empresária diz que dará prosseguimento a projetos já consolidados da BC Investimentos, como a Sala do Empreendedor.

“Sou empreendedora e sei da importância da pasta que estou assumindo. Tive um feedback muito positivo da classe, através da Acibalc, todos estão muito otimistas e parabenizando a gestão pública por trazer esse viés empresarial e alguém da iniciativa privada”, comenta.

2021: economia tende a dar uma ‘aquecida’

Sobre 2021, Maria tem expectativa de ser um ano ‘de muitas possibilidades’, com a vacina já sendo uma realidade.

“E com isso a economia tende a dar uma aquecida. Não vai ser um ‘toque de mágica’, mas há a perspectiva de estancar a evolução do vírus, e isso já nos dá um fôlego”, completa, citando que estará sempre à disposição dos empresários e empreendedores da cidade, e que seu objetivo será ‘viabilizar negócios’, sendo a ‘ponte entre o privado e o poder público’.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade