Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Consultor da Unesco visita Balneário Camboriú: projeto da cidade estará em livro da entidade

Quarta, 4/3/2020 15:32.
Divulgação
Paulo (C) ao lado de Christina, na Casa da Mulher

Publicidade

Balneário Camboriú foi reconhecida novamente por suas ações desenvolvidas em prol da terceira idade. A premiação foi conquistada no Mapeamento de Boas Práticas em Ações Voltadas para a Melhoria da Qualidade de Vida da População Idosa, promovido pelo Ministério da Cidadania. A cidade obteve destaque com o projeto Tudo Junto e Misturado - Todas as tribos interagindo no mesmo espaço, na categoria Dimensão/Respeito e Inclusão Social (região sul) do Mapeamento de Boas Práticas em Ações Voltadas para Melhoria da Qualidade de Vida da População Idosa.

A iniciativa é do Departamento de Atenção ao Idoso do Ministério da Cidadania, com apoio da Organização das Nações Unidas pela Educação, Ciência e Cultura (Unesco). Todos os municípios que integram a Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa foram convidados para inscrever suas experiências municipais.

Foram inscritas 485 experiências e foram selecionadas 177 de 124 países que participaram das várias categorias do Mapeamento. 23 delas foram destaques e 10 serão visitadas pelo consultor da Unesco, Paulo Medeiros. A primeira cidade visitada é Balneário Camboriú. Em Santa Catarina Blumenau também está incluída, com um projeto de mobilidade urbana. Paulo estará em Blumenau nesta quinta e sexta-feira (5 e 6).

O Página 3 conversou com Paulo nesta quarta-feira e ele contou que está fazendo a visita técnica para saber como a experiência do Tudo Junto e Misturado acontece. O projeto de Balneário utiliza a integração entre todas as gerações, desde idosos, crianças, adolescentes e adultos no mesmo ambiente – a Casa da Mulher e do Voluntário, que fica no centro da cidade.

“Estou conversando com o prefeito, secretários municipais e comunidade para saber como é a experiência. Já sabíamos que Balneário é destaque em políticas públicas para pessoas idosas, é uma cidade com visão e preocupação, com grande população de idosos, e com qualidade de vida. Os idosos querem viver em Balneário Camboriú”, diz.

O consultor disse estar ‘bastante impressionado’ com o que está vendo, e que o clima na Casa da Mulher ‘é diferente’.

“Há um acolhimento especial, um olhar integral. As atividades desenvolvidas trabalham corpo e mente, há socialização, criação de vínculos. Integram o ser humano como um todo, além do destaque que é o trabalho dos voluntários, que oferecem muitas atividades. Fiquei impressionado com o número, e em várias áreas. Estou bastante feliz com o que estou vendo”, acrescenta.

Paulo aproveita para contar que das 23 experiências selecionadas, haverá 10 visitas presenciais e 13 entrevistas à distância (por telefone ou Skype) e até junho será lançado um livro unindo os 23 projetos.

A secretária de Inclusão Social, Christina Barichello, foi a autora do projeto Tudo Junto e Misturado - Todas as tribos interagindo no mesmo espaço. Ela diz que se sente ‘muito feliz’ e que o que está acontecendo ‘é um ápice, algo que ela não imaginou que poderia acontecer’.

“Entre mais de 400 cidades, nós fomos referência. Não há outra forma de trabalhar com o idoso se não for misturando com outras gerações. Todos ganham. Nunca imaginei na vida que uma prática da nossa cidade estaria em um livro da Unesco. A Casa da Mulher é um local de empoderamento. Os idosos levam seus netos, mulheres levam seus filhos. Une todo mundo, e é isso que faz a diferença”, completa.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação
Paulo (C) ao lado de Christina, na Casa da Mulher
Paulo (C) ao lado de Christina, na Casa da Mulher

Consultor da Unesco visita Balneário Camboriú: projeto da cidade estará em livro da entidade

Publicidade

Quarta, 4/3/2020 15:32.

Balneário Camboriú foi reconhecida novamente por suas ações desenvolvidas em prol da terceira idade. A premiação foi conquistada no Mapeamento de Boas Práticas em Ações Voltadas para a Melhoria da Qualidade de Vida da População Idosa, promovido pelo Ministério da Cidadania. A cidade obteve destaque com o projeto Tudo Junto e Misturado - Todas as tribos interagindo no mesmo espaço, na categoria Dimensão/Respeito e Inclusão Social (região sul) do Mapeamento de Boas Práticas em Ações Voltadas para Melhoria da Qualidade de Vida da População Idosa.

A iniciativa é do Departamento de Atenção ao Idoso do Ministério da Cidadania, com apoio da Organização das Nações Unidas pela Educação, Ciência e Cultura (Unesco). Todos os municípios que integram a Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa foram convidados para inscrever suas experiências municipais.

Foram inscritas 485 experiências e foram selecionadas 177 de 124 países que participaram das várias categorias do Mapeamento. 23 delas foram destaques e 10 serão visitadas pelo consultor da Unesco, Paulo Medeiros. A primeira cidade visitada é Balneário Camboriú. Em Santa Catarina Blumenau também está incluída, com um projeto de mobilidade urbana. Paulo estará em Blumenau nesta quinta e sexta-feira (5 e 6).

O Página 3 conversou com Paulo nesta quarta-feira e ele contou que está fazendo a visita técnica para saber como a experiência do Tudo Junto e Misturado acontece. O projeto de Balneário utiliza a integração entre todas as gerações, desde idosos, crianças, adolescentes e adultos no mesmo ambiente – a Casa da Mulher e do Voluntário, que fica no centro da cidade.

“Estou conversando com o prefeito, secretários municipais e comunidade para saber como é a experiência. Já sabíamos que Balneário é destaque em políticas públicas para pessoas idosas, é uma cidade com visão e preocupação, com grande população de idosos, e com qualidade de vida. Os idosos querem viver em Balneário Camboriú”, diz.

O consultor disse estar ‘bastante impressionado’ com o que está vendo, e que o clima na Casa da Mulher ‘é diferente’.

“Há um acolhimento especial, um olhar integral. As atividades desenvolvidas trabalham corpo e mente, há socialização, criação de vínculos. Integram o ser humano como um todo, além do destaque que é o trabalho dos voluntários, que oferecem muitas atividades. Fiquei impressionado com o número, e em várias áreas. Estou bastante feliz com o que estou vendo”, acrescenta.

Paulo aproveita para contar que das 23 experiências selecionadas, haverá 10 visitas presenciais e 13 entrevistas à distância (por telefone ou Skype) e até junho será lançado um livro unindo os 23 projetos.

A secretária de Inclusão Social, Christina Barichello, foi a autora do projeto Tudo Junto e Misturado - Todas as tribos interagindo no mesmo espaço. Ela diz que se sente ‘muito feliz’ e que o que está acontecendo ‘é um ápice, algo que ela não imaginou que poderia acontecer’.

“Entre mais de 400 cidades, nós fomos referência. Não há outra forma de trabalhar com o idoso se não for misturando com outras gerações. Todos ganham. Nunca imaginei na vida que uma prática da nossa cidade estaria em um livro da Unesco. A Casa da Mulher é um local de empoderamento. Os idosos levam seus netos, mulheres levam seus filhos. Une todo mundo, e é isso que faz a diferença”, completa.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade