Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Fiscalização fecha três creches ilegais em Balneário Camboriú, operação continua

Sexta, 19/6/2020 14:48.
Divulgação/PMBC

Publicidade

Equipes da Fiscalização Fazendária e de Posturas, junto da Polícia Militar, fecharam três casas que funcionavam como creches irregulares em Balneário Camboriú, na quinta-feira (18). Em uma delas havia 12 crianças.

Há mais locais sendo investigados e a prefeitura irá continuar fiscalizando, já que durante a pandemia de Coronavírus está proibido o funcionamento de escolas e creches, principalmente para prevenir a disseminação do vírus, já que aglomeração é um dos principais problemas.

As denúncias chegaram até a prefeitura através de proprietários de creches regularizadas, que não estão podendo atender ao público por conta do decreto que proíbe atividades escolares, incluindo creches/núcleos de educação infantil.

O diretor de Fiscalização de Obras, Planejamento e Posturas de Balneário Camboriú, Matheus Rafaeli, explica que os locais flagrados eram casas que haviam sido adaptadas para receber as crianças. Um dos locais, localizado na Rua Noruega, no Bairro das Nações, atendia 12 crianças na tarde de quinta-feira. A atividade foi embargada e a creche interditada; é a segunda vez que o local foi fiscalizado. As outras creches funcionavam irregularmente na Rua 1.926, no centro, e a terceira no Bairro Ariribá.

Segundo Matheus, os responsáveis pelos pontos irregulares, que não possuíam alvará de funcionamento, diziam que eram babás, mas os espaços seriam explicitamente creches, já que estavam divididos por salas, espaços sem móveis, apenas com colchonetes e brinquedos.

“A estrutura estava montada dessa forma, mas eram casas mesmo. As crianças estavam bem, isso não podemos reclamar, mas a questão é irregular e estavam descumprindo o decreto”, diz.

O diretor salienta que entendem que pais precisam trabalhar e muitos não têm com quem deixar os filhos, mas lembra que é injusto com as empresas regularizadas e que não estão podendo atender ao público, além de ser preocupante por conta da pandemia.

Os serviços eram divulgados pelas redes sociais, inclusive com pacotes para o dia inteiro, somente vespertino ou matutino e até semanal/mensal.

“Diziam ser acolhimento infantil, babá... mas babá atende uma família, e não 12 ou oito crianças de uma vez. Seguiremos fiscalizando, as denúncias podem ser feitas diretamente para a Ouvidoria Municipal (pode ser acessada pelo site da prefeitura, https://www.bc.sc.gov.br/)”, acrescenta.

Os locais foram interditados, com embargo da atividade por não possuírem alvará e desrespeitarem os decretos. Os responsáveis foram intimados a se regularizarem, mas a atividade não está permitida, então não poderão atender ao público. Há mais locais sendo investigados e a prefeitura irá continuar fiscalizando.

Fiscalização está atuando todos os dias

Matheus aproveita para citar que as equipes da fiscalização estão atuando todos os dias, fiscalizando ainda bares e restaurantes. Na noite de quinta-feira foi fechado um bar, a exemplo do final de semana, onde sete estabelecimentos foram interditados.

“As pessoas seguem se aglomerando, desrespeitando várias medidas. Vamos intensificar as fiscalizações porque os casos de Coronavírus estão aumentando em nossa cidade. Estamos com equipes de segunda a segunda nas ruas”, completa.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação/PMBC
Divulgação/PMBC

Fiscalização fecha três creches ilegais em Balneário Camboriú, operação continua

Publicidade

Sexta, 19/6/2020 14:48.

Equipes da Fiscalização Fazendária e de Posturas, junto da Polícia Militar, fecharam três casas que funcionavam como creches irregulares em Balneário Camboriú, na quinta-feira (18). Em uma delas havia 12 crianças.

Há mais locais sendo investigados e a prefeitura irá continuar fiscalizando, já que durante a pandemia de Coronavírus está proibido o funcionamento de escolas e creches, principalmente para prevenir a disseminação do vírus, já que aglomeração é um dos principais problemas.

As denúncias chegaram até a prefeitura através de proprietários de creches regularizadas, que não estão podendo atender ao público por conta do decreto que proíbe atividades escolares, incluindo creches/núcleos de educação infantil.

O diretor de Fiscalização de Obras, Planejamento e Posturas de Balneário Camboriú, Matheus Rafaeli, explica que os locais flagrados eram casas que haviam sido adaptadas para receber as crianças. Um dos locais, localizado na Rua Noruega, no Bairro das Nações, atendia 12 crianças na tarde de quinta-feira. A atividade foi embargada e a creche interditada; é a segunda vez que o local foi fiscalizado. As outras creches funcionavam irregularmente na Rua 1.926, no centro, e a terceira no Bairro Ariribá.

Segundo Matheus, os responsáveis pelos pontos irregulares, que não possuíam alvará de funcionamento, diziam que eram babás, mas os espaços seriam explicitamente creches, já que estavam divididos por salas, espaços sem móveis, apenas com colchonetes e brinquedos.

“A estrutura estava montada dessa forma, mas eram casas mesmo. As crianças estavam bem, isso não podemos reclamar, mas a questão é irregular e estavam descumprindo o decreto”, diz.

O diretor salienta que entendem que pais precisam trabalhar e muitos não têm com quem deixar os filhos, mas lembra que é injusto com as empresas regularizadas e que não estão podendo atender ao público, além de ser preocupante por conta da pandemia.

Os serviços eram divulgados pelas redes sociais, inclusive com pacotes para o dia inteiro, somente vespertino ou matutino e até semanal/mensal.

“Diziam ser acolhimento infantil, babá... mas babá atende uma família, e não 12 ou oito crianças de uma vez. Seguiremos fiscalizando, as denúncias podem ser feitas diretamente para a Ouvidoria Municipal (pode ser acessada pelo site da prefeitura, https://www.bc.sc.gov.br/)”, acrescenta.

Os locais foram interditados, com embargo da atividade por não possuírem alvará e desrespeitarem os decretos. Os responsáveis foram intimados a se regularizarem, mas a atividade não está permitida, então não poderão atender ao público. Há mais locais sendo investigados e a prefeitura irá continuar fiscalizando.

Fiscalização está atuando todos os dias

Matheus aproveita para citar que as equipes da fiscalização estão atuando todos os dias, fiscalizando ainda bares e restaurantes. Na noite de quinta-feira foi fechado um bar, a exemplo do final de semana, onde sete estabelecimentos foram interditados.

“As pessoas seguem se aglomerando, desrespeitando várias medidas. Vamos intensificar as fiscalizações porque os casos de Coronavírus estão aumentando em nossa cidade. Estamos com equipes de segunda a segunda nas ruas”, completa.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade