Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Domingo de Ramos: data cristã será lembrada pela internet por causa do Coronavírus

Sexta, 3/4/2020 17:11.
Divulgação

Publicidade

Marcando o início da Semana Santa, o Domingo de Ramos, que é neste domingo (5), será celebrado nas igrejas católicas e luteranas apenas pela internet, devido ao Coronavírus.O Domingo de Ramos lembrado uma semana antes da Páscoa é uma simbologia que remete à entrada de Jesus em Jerusalém, quando ele foi aclamado como rei, apesar de estar montado em um jumentinho. As pessoas o recepcionaram estendendo suas vestes e Ramos verdes pelo chão e o aclamaram o rei de todos.

A reportagem do Página 3 conversou com o Frei Clauzemir Makximovitz, da Igreja Matriz Santa Inês e também com o padre Pedro Daboit, pároco da Paróquia São Sebastião, que fica na Avenida do Estado, no Bairro Ariribá, que destacam a importância dos fiéis colocarem um ramo na porta de casa ou do prédio.

Igreja Matriz Santa Inês

O Frei Clauzemir explica que a celebração de Domingo de Ramos da Igreja Matriz Santa Inês será às 9h, transmitida pelo Facebook da paróquia (https://www.facebook.com/santainesbc). Ele salienta que para todas as missas que estão sendo transmitidas incentivam que as pessoas ‘preparem o ambiente em casa’, para que não seja apenas uma coisa de ‘assistir’, como um programa de televisão qualquer.

“Mas que na medida do possível possa ser um momento de oração e comunhão entre os que acompanham de suas casas e os freis aqui na paróquia. Para o Domingo de Ramos sugerimos, além dessa preparação, que em suas casas a comunidade procure enfeitar as portas ou janelas/varandas, como pode ser difícil encontrar ramos para quem vive em condomínios, pode-se utilizar outras coisas, como flores ou panos coloridos”, diz.

O Frei aproveita para acrescentar que a Semana Santa será toda transmitida via Facebook, e que não incentivam as pessoas a saírem de casa de forma alguma.

“Por isso essa preocupação em que se sintam em comunhão mesmo que fisicamente separados”, afirma.

Da esquerda para a direita: Frei Conrado, Frei Clauzemir, Frei Daniel (pároco), Frei Lindolfo e o Diácono Alberto. (Foto Divulgação)

Igreja São Sebastião

O padre Pedro também está incentivando que os católicos de Balneário Camboriú tenham seus ramos em casa e que coloquem na portaria do prédio onde residem ou na porta de suas casas ou apartamento.

“Abençoarei todos os ramos na missa de domingo (5), às 18h, como estamos fazendo todos os dias, sendo transmitida pelo Facebook (https://www.facebook.com/saosebastiaobc) sempre nesse horário”, diz.

Daboit avalia que esse momento é de ‘interiorização’, e que mostra o quanto a humanidade é frágil e precisa colocar Deus no centro da vida.

“Sem Deus desmorona tudo. Outra questão é a solidariedade, temos que sempre aprender a ser mais solidários e a nossa união é indispensável, ficando em casa como pedem as autoridades. O isolamento social é o grande remédio contra esse vírus e é um gesto solidário”, pontua.

O padre destaca que Jesus deu a vida pelo povo, morreu para que a humanidade tivesse vida, e que neste tempo de pandemia o público deve oferecer essa vida se isolando socialmente.

“Os médicos estão se entregando para cuidar de quem precisa, e Jesus também fez isso. Acredito que a Semana Santa pode favorecer e incentivar que as pessoas se cuidem e permaneçam em casa, esse foi o objetivo de Jesus e agora é a chance de mostrarmos que seguimos os ensinamentos dele”, explica.

Padre Pedro

Horários

Tanto a Paróquia São Sebastião como a Santa Inês estão transmitindo suas celebrações através do Facebook. A São Sebastião (https://www.facebook.com/saosebastiaobc) realiza missas todos os dias às 18h, já a Santa Inês (https://www.facebook.com/santainesbc) traz diariamente às 12h a oração do Angelus, às 17h de sexta-feira (3) a Via Sacra e às 9h de domingo a missa.

Dicas da CNBB

As igrejas católicas de todo o Brasil estão seguindo as normas da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que convida a todos a viverem o Domingo de Ramos durante a quarentena do coronavírus em suas casas, com as seguintes dicas:

1) Rezar pedindo a graça de bem viver a Semana Santa, ainda que em recolhimento em casa.

2) Colocar no portão ou na porta de casa (em lugar bem visível) alguns ramos. Marcar a casa é uma característica do povo de Deus.

3) Participar das celebrações transmitidas pela televisão ou pelas redes sociais.

4) Comprometer-se a, no futuro, participar ativamente da Coleta da Campanha da Fraternidade. Com ela, ajudamos os mais pobres.

5) Motivar pelas redes sociais, telefonemas ou outros meios que mantenham o distanciamento social, outras pessoas a também celebrarem o Domingo de Ramos desse mesmo modo.

Igreja Luterana Martin Luther

Igreja luterana Martin Luther preparada para celebrar o Domingo de Ramos, que será virtual
A data lembrada também no portão da igreja, fechado por conta do Coronavírus (Foto Luciane do Prado)

A presidente da Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil (IECLB), Sílvia Genz, gravou vídeo, convidando os luteranos de todo o país, a colocar um ramo verde no portão de sua casa, na porta ou na janela, neste sábado ao anoitecer, para esperar o Domingo de Ramos.

“Estamos em isolamento, mas conectados pela fé em Cristo e por este gesto. Queremos viver a paz e temos muita esperança em Deus”, disse a líder.

A comunidade de Balneário Camboriú poderá assistir cultos dominicais, como já vem acontecendo todos os domingos, através de links que serão postados neste sábado (4) https://www.luteranosbc.com


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação

Domingo de Ramos: data cristã será lembrada pela internet por causa do Coronavírus

Publicidade

Sexta, 3/4/2020 17:11.

Marcando o início da Semana Santa, o Domingo de Ramos, que é neste domingo (5), será celebrado nas igrejas católicas e luteranas apenas pela internet, devido ao Coronavírus.O Domingo de Ramos lembrado uma semana antes da Páscoa é uma simbologia que remete à entrada de Jesus em Jerusalém, quando ele foi aclamado como rei, apesar de estar montado em um jumentinho. As pessoas o recepcionaram estendendo suas vestes e Ramos verdes pelo chão e o aclamaram o rei de todos.

A reportagem do Página 3 conversou com o Frei Clauzemir Makximovitz, da Igreja Matriz Santa Inês e também com o padre Pedro Daboit, pároco da Paróquia São Sebastião, que fica na Avenida do Estado, no Bairro Ariribá, que destacam a importância dos fiéis colocarem um ramo na porta de casa ou do prédio.

Igreja Matriz Santa Inês

O Frei Clauzemir explica que a celebração de Domingo de Ramos da Igreja Matriz Santa Inês será às 9h, transmitida pelo Facebook da paróquia (https://www.facebook.com/santainesbc). Ele salienta que para todas as missas que estão sendo transmitidas incentivam que as pessoas ‘preparem o ambiente em casa’, para que não seja apenas uma coisa de ‘assistir’, como um programa de televisão qualquer.

“Mas que na medida do possível possa ser um momento de oração e comunhão entre os que acompanham de suas casas e os freis aqui na paróquia. Para o Domingo de Ramos sugerimos, além dessa preparação, que em suas casas a comunidade procure enfeitar as portas ou janelas/varandas, como pode ser difícil encontrar ramos para quem vive em condomínios, pode-se utilizar outras coisas, como flores ou panos coloridos”, diz.

O Frei aproveita para acrescentar que a Semana Santa será toda transmitida via Facebook, e que não incentivam as pessoas a saírem de casa de forma alguma.

“Por isso essa preocupação em que se sintam em comunhão mesmo que fisicamente separados”, afirma.

Da esquerda para a direita: Frei Conrado, Frei Clauzemir, Frei Daniel (pároco), Frei Lindolfo e o Diácono Alberto. (Foto Divulgação)

Igreja São Sebastião

O padre Pedro também está incentivando que os católicos de Balneário Camboriú tenham seus ramos em casa e que coloquem na portaria do prédio onde residem ou na porta de suas casas ou apartamento.

“Abençoarei todos os ramos na missa de domingo (5), às 18h, como estamos fazendo todos os dias, sendo transmitida pelo Facebook (https://www.facebook.com/saosebastiaobc) sempre nesse horário”, diz.

Daboit avalia que esse momento é de ‘interiorização’, e que mostra o quanto a humanidade é frágil e precisa colocar Deus no centro da vida.

“Sem Deus desmorona tudo. Outra questão é a solidariedade, temos que sempre aprender a ser mais solidários e a nossa união é indispensável, ficando em casa como pedem as autoridades. O isolamento social é o grande remédio contra esse vírus e é um gesto solidário”, pontua.

O padre destaca que Jesus deu a vida pelo povo, morreu para que a humanidade tivesse vida, e que neste tempo de pandemia o público deve oferecer essa vida se isolando socialmente.

“Os médicos estão se entregando para cuidar de quem precisa, e Jesus também fez isso. Acredito que a Semana Santa pode favorecer e incentivar que as pessoas se cuidem e permaneçam em casa, esse foi o objetivo de Jesus e agora é a chance de mostrarmos que seguimos os ensinamentos dele”, explica.

Padre Pedro

Horários

Tanto a Paróquia São Sebastião como a Santa Inês estão transmitindo suas celebrações através do Facebook. A São Sebastião (https://www.facebook.com/saosebastiaobc) realiza missas todos os dias às 18h, já a Santa Inês (https://www.facebook.com/santainesbc) traz diariamente às 12h a oração do Angelus, às 17h de sexta-feira (3) a Via Sacra e às 9h de domingo a missa.

Dicas da CNBB

As igrejas católicas de todo o Brasil estão seguindo as normas da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que convida a todos a viverem o Domingo de Ramos durante a quarentena do coronavírus em suas casas, com as seguintes dicas:

1) Rezar pedindo a graça de bem viver a Semana Santa, ainda que em recolhimento em casa.

2) Colocar no portão ou na porta de casa (em lugar bem visível) alguns ramos. Marcar a casa é uma característica do povo de Deus.

3) Participar das celebrações transmitidas pela televisão ou pelas redes sociais.

4) Comprometer-se a, no futuro, participar ativamente da Coleta da Campanha da Fraternidade. Com ela, ajudamos os mais pobres.

5) Motivar pelas redes sociais, telefonemas ou outros meios que mantenham o distanciamento social, outras pessoas a também celebrarem o Domingo de Ramos desse mesmo modo.

Igreja Luterana Martin Luther

Igreja luterana Martin Luther preparada para celebrar o Domingo de Ramos, que será virtual
A data lembrada também no portão da igreja, fechado por conta do Coronavírus (Foto Luciane do Prado)

A presidente da Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil (IECLB), Sílvia Genz, gravou vídeo, convidando os luteranos de todo o país, a colocar um ramo verde no portão de sua casa, na porta ou na janela, neste sábado ao anoitecer, para esperar o Domingo de Ramos.

“Estamos em isolamento, mas conectados pela fé em Cristo e por este gesto. Queremos viver a paz e temos muita esperança em Deus”, disse a líder.

A comunidade de Balneário Camboriú poderá assistir cultos dominicais, como já vem acontecendo todos os domingos, através de links que serão postados neste sábado (4) https://www.luteranosbc.com


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade