Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Balneário Camboriú lança programa piloto de inclusão familiar
Quarta, 4/9/2019 18:50.

Reprodução

Publicidade

O Programa Bem-Estar da Família que será lançado nesta quinta-feira (5), no Teatro Municipal Bruno Nitz, nasceu com o objetivo de promover inclusão familiar em todas as áreas de atuação do poder público. Iniciativa da secretaria da Inclusão Social, o programa envolveu também as secretarias municipais de Articulação, Saúde, Meio Ambiente, Cultura, Esporte, Segurança e Educação.

“É um projeto piloto desenvolvido com assessoria técnica da Organização Mundial da Saúde (OMS) e Organização Pan-Americana da Saúde (OPA) em parceria com o Ministério da Cidadania e Ministério da Mulher e Direitos Humanos, o diferencial dele é essa intersetorialidade envolvendo aí oito pastas municipais”, explicou a secretária da Inclusão Social, Christina Barichello.

Basicamente a ideia é avaliar as famílias selecionadas desde o nascimento até a morte, em todas as áreas e tornando acessível todos os serviços públicos ofertados pelo município.

“Identificar as necessidades de cada integrante da família”, resume Christina, que apresentou o modelo para representantes da OMS que estiveram em Balneário Camboriú para conhecer o trabalho e dar assessoria.

Duzentas famílias que fazem parte do Cadastro Único no bairro dos Municípios serão visitadas por 10 agentes da área de Humanas e da Saúde, que estão sendo capacitados pela OMS, para detectar as deficiências de cada núcleo familiar.

“São muito mais famílias no Cadastro Único, mas a seleção vai ser de acordo com a aceitação, porque a primeira visitação vai ser de fortalecimento de vínculos e de confiança”, afirmou a secretária.

Representantes da OMS, OPA e governo federal participarão do lançamento do Programa Bem-Estar da Família, nesta quinta-feira, no Teatro Municipal Bruno Nitz, às 10h.


Informações: secretaria do Desenvolvimento e Inclusão Social (47) 3367-8345

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Destaques

Susana, atleta da seleção brasileira, sofreu constrangimento domingo


 Balneário Camboriú registrou seis suicídios esse ano



Sexto lugar no ranking das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas em 2019


 Uma restauração histórica de fotos aéreas para o primeiro plano diretor do município


Cidade

Susana, atleta da seleção brasileira, sofreu constrangimento domingo


Cidade

 Balneário Camboriú registrou seis suicídios esse ano


Geral


Economia

Sexto lugar no ranking das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas em 2019


Variedades

 Uma restauração histórica de fotos aéreas para o primeiro plano diretor do município


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Balneário Camboriú lança programa piloto de inclusão familiar

Reprodução

Publicidade

Quarta, 4/9/2019 18:50.

O Programa Bem-Estar da Família que será lançado nesta quinta-feira (5), no Teatro Municipal Bruno Nitz, nasceu com o objetivo de promover inclusão familiar em todas as áreas de atuação do poder público. Iniciativa da secretaria da Inclusão Social, o programa envolveu também as secretarias municipais de Articulação, Saúde, Meio Ambiente, Cultura, Esporte, Segurança e Educação.

“É um projeto piloto desenvolvido com assessoria técnica da Organização Mundial da Saúde (OMS) e Organização Pan-Americana da Saúde (OPA) em parceria com o Ministério da Cidadania e Ministério da Mulher e Direitos Humanos, o diferencial dele é essa intersetorialidade envolvendo aí oito pastas municipais”, explicou a secretária da Inclusão Social, Christina Barichello.

Basicamente a ideia é avaliar as famílias selecionadas desde o nascimento até a morte, em todas as áreas e tornando acessível todos os serviços públicos ofertados pelo município.

“Identificar as necessidades de cada integrante da família”, resume Christina, que apresentou o modelo para representantes da OMS que estiveram em Balneário Camboriú para conhecer o trabalho e dar assessoria.

Duzentas famílias que fazem parte do Cadastro Único no bairro dos Municípios serão visitadas por 10 agentes da área de Humanas e da Saúde, que estão sendo capacitados pela OMS, para detectar as deficiências de cada núcleo familiar.

“São muito mais famílias no Cadastro Único, mas a seleção vai ser de acordo com a aceitação, porque a primeira visitação vai ser de fortalecimento de vínculos e de confiança”, afirmou a secretária.

Representantes da OMS, OPA e governo federal participarão do lançamento do Programa Bem-Estar da Família, nesta quinta-feira, no Teatro Municipal Bruno Nitz, às 10h.


Informações: secretaria do Desenvolvimento e Inclusão Social (47) 3367-8345

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Destaques

Susana, atleta da seleção brasileira, sofreu constrangimento domingo


 Balneário Camboriú registrou seis suicídios esse ano



Sexto lugar no ranking das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas em 2019


 Uma restauração histórica de fotos aéreas para o primeiro plano diretor do município