Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Nilson propõe estacionamento grátis para motos e tolerância de 5 minutos para carros

Estacionamento rotativo de Balneário Camboriú precisa de ajustes

Domingo, 20/10/2019 7:18.
PMBC

Publicidade

O vereador Nilson Probst ingressou com projeto propondo que as motocicletas fiquem isentas de pagamento do estacionamento rotativo que está sendo implantado em Balneário Camboriú.

Propôs também que todos os veículos tenham uma tolerância de 5 minutos.

Por lei, já são isentos de pagar o estacionamento rotativo os idosos, com credencial, nas vagas reservadas a eles e veículos dirigidos ou para transporte de deficientes, também nas vagas específicas.

Esse é um erro da lei que vigora desde 2017, pois idosos e deficientes não deveriam pagar estacionamento em vaga alguma e não apenas nas reservadas a eles.

Outro erro é a prefetiura insistir que os idosos têm direito a apenas uma hora grátis por dia, a çei não diuz isso, não impõe limite algum à gratuidade.

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O ROTATIVO"

Fonte> PMBC

1 – Em quais dias e horários o estacionamento rotativo vai funcionar?
R. O estacionamento rotativo funcionará de segunda-feira a sábado, das 9h às 20h.

2 – Quais ruas farão parte do estacionamento rotativo?
R. Farão parte do estacionamento ruas entre a Rua 1001 e Rua 2000, nos trechos correspondentes entre a Avenida Atlântica até a Avenida do Estado e 3ª Avenida. Estão inclusas no estacionamento vagas pertencentes à Avenida Central, Avenida Brasil, Avenida do Estado e 3ª Avenida no trecho entre as ruas citadas, assim como Avenida da Lagoa, Avenida Alvim Bauer, Rua Dinamarca e Rua Argentina.

3 – Quanto vai custar a hora?
R. O preço da hora será de R$ 2,00 para carros e R$1,00 para motos. Mas será possível pagar pelo tempo de uso, por minuto, através do TAG e do aplicativo.

4 – Como cadastro meu veículo no parquímetro?
R. Com o número da sua placa (letras e números) e o número da VAGA. É permitida a permanência de 2h em cada vaga, que será numerada no meio-fio. Passado esse período, é necessário estacionar em uma nova, fazendo novo cadastro com o número atualizado.

5 – Como eu posso realizar o pagamento?
R. Há várias formas de realizar o pagamento do estacionamento rotativo. A primeira é no próprio parquímetro, por meio de moedas. Há também como fazer o pagamento por meio do aplicativo VAGO! ou, ainda, em pontos de venda conveniados, que estarão presentes por todo o perímetro do estacionamento.

Os pontos de venda serão identificados por meio de adesivos e, em cada parquímetro, haverá um informativo sobre onde estão os mais próximos. Nos pontos de venda, será possível adquirir um cartão (TAG) por R$ 10,00, que poderá ser abastecido com créditos e também será aceito pelos parquímetros. Com o TAG, o usuário pode resgatar o tempo não utilizado, pagando por minuto. É mais econômico, é mais justo!

6 – Cada TAG só poderá ser utilizado para somente uma placa de carro/moto?
R. Um TAG pode ser utilizado por vários carros/motos, mas não de forma simultânea.

7 – Idosos e Pessoas com Deficiência (PCD) também terão vagas reservadas no estacionamento rotativo?
R. Sim, conforme a lei e o decreto que regulamentam o estacionamento rotativo. A cobrança será diferenciada: a primeira hora utilizada POR DIA será gratuita. O usuário fará o cadastro da vaga no parquímetro, indicando ser prioritária, e após a hora gratuita será cobrado. Lembrando que o tempo máximo em cada vaga é de duas horas.

8 – Na hora do pagamento no parquímetro, eu receberei algum tipo de ticket para colocar no carro?
R. Sim, você poderá escolher entre ticket impresso ou via SMS, porém não é necessário colocar o ticket impresso no painel, já que os veículos serão identificados através do número da placa e vaga pelo sistema online. Adquira o TAG ou baixe o aplicativo, e pague somente pelo tempo de uso da vaga!

9 – Posso fazer a compra de uma fração de hora?
R. Pelo aplicativo e TAG, a compra pode ser feita por minutos. No parquímetro, as frações são 30, 60, 90 e 120 minutos (somente com moedas).

10 – Se eu paguei por uma hora e fiquei menos tempo, terei algum tipo de reembolso?
R. Para reembolso do tempo não utilizado é necessário utilizar o TAG ou aplicativo para finalizar o tempo de uso da vaga. No entanto, o procedimento não é viável quando o pagamento é feito em moeda. Para evitar desperdício, sugere-se pagar somente o tempo que for utilizar. Adquira o TAG ou baixe o aplicativo, e pague somente pelo tempo de uso da vaga!

11 – Quanto tempo meu veículo poderá ficar na vaga?
R. O limite de compra e permanecimento por veículo é de duas horas.

12 – Se eu ficar duas horas em uma vaga, posso estacionar meu veículo em outra vaga na mesma rua e realizar o pagamento no parquímetro novamente?
R. Sim. Após o período de duas horas, o sistema do parquímetro registrará o veículo como estacionado de maneira irregular na vaga. É necessário passar para uma nova vaga, registrando o novo número.

13 – Se eu ficar mais do que duas horas na vaga, ou não pagar pelo tempo em que estiver estacionado lá, o que pode acontecer?
R. Durante o período de funcionamento do estacionamento rotativo, duas equipes de Agentes de Trânsito farão rondas pelas ruas e avenidas, conferindo a placa de cada veículo estacionado. Caso algum veículo esteja irregular, os agentes aplicarão uma multa de trânsito por infração grave no valor de R$ 195,23 e 5 pontos na carteira de habilitação. Além disso, poderá haver a remoção do veículo do local como medida administrativa.

14 – Haverá vagas específicas para motos?
R. Das 2800 vagas do estacionamento, 450 serão reservadas para motocicletas. Motos NÃO poderão estacionar em vagas para carros.

15– Caçambas de entulhos poderão ficar em vagas do estacionamento rotativo?
R. Sim. Porém, a empresa responsável pela caçamba deverá estar previamente cadastrada no Departamento de Trânsito (na Avenida Santa Catarina, nº 701 – Bairro dos Estados) e realizar o pagamento por dia, antecipadamente (R$ 33,00). Fica proibido o estacionamento de caçambas aos fins de semana.

16 – Como é feita a manutenção dos parquímetros?
R. É feita pela empresa responsável pelo serviço, cujo contato está disponível no equipamento.

17 – Como será feita a fiscalização?
R. O sistema do estacionamento rotativo informa a placa de cada veículo que está válida no momento aos Agentes de Trânsito, que utilizarão tablets para ter acesso ao sistema. Caso aviste algum veículo cuja placa não conste no sistema, o agente imprimirá uma notificação de multa por infração no trânsito.

18 – Quando o estacionamento rotativo começam a funcionar?
R. Até o dia 5 de novembro, os parquímetros funcionam em caráter educativo, ou seja, não há cobrança. Após essa data, a cobrança começa normalmente.

19 – Quem estiver irregular já receberá multa a partir do início do funcionamento do estacionamento rotativo?
R. Não. Serão 15 dias de testes, embora os agentes já estejam fiscalizando e o sistema, funcionando. Entretanto, neste período, nenhum veículo receberá multa. O objetivo é que, nesses primeiros dias, haja informação e conscientização dos usuários ao novo sistema de funcionamento. Os Agentes de Trânsito vão informar quem estiver com dúvidas ou estiver irregular.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
PMBC

Nilson propõe estacionamento grátis para motos e tolerância de 5 minutos para carros

Estacionamento rotativo de Balneário Camboriú precisa de ajustes

Publicidade

Domingo, 20/10/2019 7:18.

O vereador Nilson Probst ingressou com projeto propondo que as motocicletas fiquem isentas de pagamento do estacionamento rotativo que está sendo implantado em Balneário Camboriú.

Propôs também que todos os veículos tenham uma tolerância de 5 minutos.

Por lei, já são isentos de pagar o estacionamento rotativo os idosos, com credencial, nas vagas reservadas a eles e veículos dirigidos ou para transporte de deficientes, também nas vagas específicas.

Esse é um erro da lei que vigora desde 2017, pois idosos e deficientes não deveriam pagar estacionamento em vaga alguma e não apenas nas reservadas a eles.

Outro erro é a prefetiura insistir que os idosos têm direito a apenas uma hora grátis por dia, a çei não diuz isso, não impõe limite algum à gratuidade.

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O ROTATIVO"

Fonte> PMBC

1 – Em quais dias e horários o estacionamento rotativo vai funcionar?
R. O estacionamento rotativo funcionará de segunda-feira a sábado, das 9h às 20h.

2 – Quais ruas farão parte do estacionamento rotativo?
R. Farão parte do estacionamento ruas entre a Rua 1001 e Rua 2000, nos trechos correspondentes entre a Avenida Atlântica até a Avenida do Estado e 3ª Avenida. Estão inclusas no estacionamento vagas pertencentes à Avenida Central, Avenida Brasil, Avenida do Estado e 3ª Avenida no trecho entre as ruas citadas, assim como Avenida da Lagoa, Avenida Alvim Bauer, Rua Dinamarca e Rua Argentina.

3 – Quanto vai custar a hora?
R. O preço da hora será de R$ 2,00 para carros e R$1,00 para motos. Mas será possível pagar pelo tempo de uso, por minuto, através do TAG e do aplicativo.

4 – Como cadastro meu veículo no parquímetro?
R. Com o número da sua placa (letras e números) e o número da VAGA. É permitida a permanência de 2h em cada vaga, que será numerada no meio-fio. Passado esse período, é necessário estacionar em uma nova, fazendo novo cadastro com o número atualizado.

5 – Como eu posso realizar o pagamento?
R. Há várias formas de realizar o pagamento do estacionamento rotativo. A primeira é no próprio parquímetro, por meio de moedas. Há também como fazer o pagamento por meio do aplicativo VAGO! ou, ainda, em pontos de venda conveniados, que estarão presentes por todo o perímetro do estacionamento.

Os pontos de venda serão identificados por meio de adesivos e, em cada parquímetro, haverá um informativo sobre onde estão os mais próximos. Nos pontos de venda, será possível adquirir um cartão (TAG) por R$ 10,00, que poderá ser abastecido com créditos e também será aceito pelos parquímetros. Com o TAG, o usuário pode resgatar o tempo não utilizado, pagando por minuto. É mais econômico, é mais justo!

6 – Cada TAG só poderá ser utilizado para somente uma placa de carro/moto?
R. Um TAG pode ser utilizado por vários carros/motos, mas não de forma simultânea.

7 – Idosos e Pessoas com Deficiência (PCD) também terão vagas reservadas no estacionamento rotativo?
R. Sim, conforme a lei e o decreto que regulamentam o estacionamento rotativo. A cobrança será diferenciada: a primeira hora utilizada POR DIA será gratuita. O usuário fará o cadastro da vaga no parquímetro, indicando ser prioritária, e após a hora gratuita será cobrado. Lembrando que o tempo máximo em cada vaga é de duas horas.

8 – Na hora do pagamento no parquímetro, eu receberei algum tipo de ticket para colocar no carro?
R. Sim, você poderá escolher entre ticket impresso ou via SMS, porém não é necessário colocar o ticket impresso no painel, já que os veículos serão identificados através do número da placa e vaga pelo sistema online. Adquira o TAG ou baixe o aplicativo, e pague somente pelo tempo de uso da vaga!

9 – Posso fazer a compra de uma fração de hora?
R. Pelo aplicativo e TAG, a compra pode ser feita por minutos. No parquímetro, as frações são 30, 60, 90 e 120 minutos (somente com moedas).

10 – Se eu paguei por uma hora e fiquei menos tempo, terei algum tipo de reembolso?
R. Para reembolso do tempo não utilizado é necessário utilizar o TAG ou aplicativo para finalizar o tempo de uso da vaga. No entanto, o procedimento não é viável quando o pagamento é feito em moeda. Para evitar desperdício, sugere-se pagar somente o tempo que for utilizar. Adquira o TAG ou baixe o aplicativo, e pague somente pelo tempo de uso da vaga!

11 – Quanto tempo meu veículo poderá ficar na vaga?
R. O limite de compra e permanecimento por veículo é de duas horas.

12 – Se eu ficar duas horas em uma vaga, posso estacionar meu veículo em outra vaga na mesma rua e realizar o pagamento no parquímetro novamente?
R. Sim. Após o período de duas horas, o sistema do parquímetro registrará o veículo como estacionado de maneira irregular na vaga. É necessário passar para uma nova vaga, registrando o novo número.

13 – Se eu ficar mais do que duas horas na vaga, ou não pagar pelo tempo em que estiver estacionado lá, o que pode acontecer?
R. Durante o período de funcionamento do estacionamento rotativo, duas equipes de Agentes de Trânsito farão rondas pelas ruas e avenidas, conferindo a placa de cada veículo estacionado. Caso algum veículo esteja irregular, os agentes aplicarão uma multa de trânsito por infração grave no valor de R$ 195,23 e 5 pontos na carteira de habilitação. Além disso, poderá haver a remoção do veículo do local como medida administrativa.

14 – Haverá vagas específicas para motos?
R. Das 2800 vagas do estacionamento, 450 serão reservadas para motocicletas. Motos NÃO poderão estacionar em vagas para carros.

15– Caçambas de entulhos poderão ficar em vagas do estacionamento rotativo?
R. Sim. Porém, a empresa responsável pela caçamba deverá estar previamente cadastrada no Departamento de Trânsito (na Avenida Santa Catarina, nº 701 – Bairro dos Estados) e realizar o pagamento por dia, antecipadamente (R$ 33,00). Fica proibido o estacionamento de caçambas aos fins de semana.

16 – Como é feita a manutenção dos parquímetros?
R. É feita pela empresa responsável pelo serviço, cujo contato está disponível no equipamento.

17 – Como será feita a fiscalização?
R. O sistema do estacionamento rotativo informa a placa de cada veículo que está válida no momento aos Agentes de Trânsito, que utilizarão tablets para ter acesso ao sistema. Caso aviste algum veículo cuja placa não conste no sistema, o agente imprimirá uma notificação de multa por infração no trânsito.

18 – Quando o estacionamento rotativo começam a funcionar?
R. Até o dia 5 de novembro, os parquímetros funcionam em caráter educativo, ou seja, não há cobrança. Após essa data, a cobrança começa normalmente.

19 – Quem estiver irregular já receberá multa a partir do início do funcionamento do estacionamento rotativo?
R. Não. Serão 15 dias de testes, embora os agentes já estejam fiscalizando e o sistema, funcionando. Entretanto, neste período, nenhum veículo receberá multa. O objetivo é que, nesses primeiros dias, haja informação e conscientização dos usuários ao novo sistema de funcionamento. Os Agentes de Trânsito vão informar quem estiver com dúvidas ou estiver irregular.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade