Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Secretaria de Inclusão inaugura sede no centro em julho, mas local já está funcionando
Renata Rutes Henning.

Quinta, 20/6/2019 9:35.

A secretaria de Inclusão Social em breve terá uma unidade no centro, na rua 2.850, entre as avenidas Brasil e Terceira. A casa azul de dois pavimentos é grande e conta até com piscina (onde deverá ter aula de hidroginástica). Apesar de ainda não ter não ter sido inaugurado, o local está atendendo ao público com várias oficinas e atividades gratuitas, como cursos de idioma, aulas de dança e costura e crochê. O espaço na rua Itália permanecerá aberto, com cursos profissionalizantes.

O Página 3 esteve na nova unidade na tarde de terça-feira (18), para conhecer a nova estrutura, que é ampla e custa para a prefeitura cerca de R$ 7 mil por mês (na rua 2.000, antiga unidade, era R$ 9 mil). Segundo a secretária Christina Barichello, o pedido por um ponto de atendimento no Centro acontecia desde que a unidade da rua 2.000 foi fechada.

“60% dos moradores da cidade estão no Centro, não é porque moram na área central que não são vulneráveis e não precisam de atendimento. Precisam tanto quanto os outros bairros”, destaca.

No local já funciona um laboratório de línguas (com aulas de inglês, espanhol, francês, alemão, português e alfabetização), além de aulas de reiki, ginástica, pilates, alongamento e fortalecimento, maquiagem, dança do ventre, Clube de Mães, costura e crochê, Oficina Cultural Oh de Casa (focada na cultura gaúcha) e muito mais.

Na nova unidade também funciona o ABRAÇO à Mulher e o ABRAÇO à Vida e a Clínica da Mulher, com exames psicológicos, preventivo, fisioterapia e nutricionista.

“E a rua Itália continuará atendendo também. Lá temos mais de mil vagas em cursos profissionalizantes gratuitos, em parceria com o Sebrae, desde mecânica até cabeleireiro”, acrescenta a secretária. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Secretaria de Inclusão inaugura sede no centro em julho, mas local já está funcionando

Renata Rutes Henning.

Publicidade

Quinta, 20/6/2019 9:35.

A secretaria de Inclusão Social em breve terá uma unidade no centro, na rua 2.850, entre as avenidas Brasil e Terceira. A casa azul de dois pavimentos é grande e conta até com piscina (onde deverá ter aula de hidroginástica). Apesar de ainda não ter não ter sido inaugurado, o local está atendendo ao público com várias oficinas e atividades gratuitas, como cursos de idioma, aulas de dança e costura e crochê. O espaço na rua Itália permanecerá aberto, com cursos profissionalizantes.

O Página 3 esteve na nova unidade na tarde de terça-feira (18), para conhecer a nova estrutura, que é ampla e custa para a prefeitura cerca de R$ 7 mil por mês (na rua 2.000, antiga unidade, era R$ 9 mil). Segundo a secretária Christina Barichello, o pedido por um ponto de atendimento no Centro acontecia desde que a unidade da rua 2.000 foi fechada.

“60% dos moradores da cidade estão no Centro, não é porque moram na área central que não são vulneráveis e não precisam de atendimento. Precisam tanto quanto os outros bairros”, destaca.

No local já funciona um laboratório de línguas (com aulas de inglês, espanhol, francês, alemão, português e alfabetização), além de aulas de reiki, ginástica, pilates, alongamento e fortalecimento, maquiagem, dança do ventre, Clube de Mães, costura e crochê, Oficina Cultural Oh de Casa (focada na cultura gaúcha) e muito mais.

Na nova unidade também funciona o ABRAÇO à Mulher e o ABRAÇO à Vida e a Clínica da Mulher, com exames psicológicos, preventivo, fisioterapia e nutricionista.

“E a rua Itália continuará atendendo também. Lá temos mais de mil vagas em cursos profissionalizantes gratuitos, em parceria com o Sebrae, desde mecânica até cabeleireiro”, acrescenta a secretária. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade