Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Cobertura do Camelódromo em Balneário Camboriú deve estar pronta em setembro
Sexta, 9/8/2019 11:27.

Divulgação

Publicidade

Com o objetivo de dar uma ‘nova cara’ para o camelódromo da Rua 1.400, o local está passando por obras e a previsão é que até setembro tudo seja finalizado. Os trabalhos estão a todo vapor e só param neste final de semana, por causa do movimento do Dia dos Pais.

Na próxima terça e quarta-feira (13 e 14) o local estará fechado, porque guindastes estarão trabalhando com a colocação de placas e metais. A previsão é que após o próximo mês faltem apenas pequenos ajustes, como iluminação e alterações na fachada de entrada do complexo.

O síndico do camelódromo, Nelson Oliveira, explica que o local completa 33 anos em novembro, e para comemorar estão fazendo mudanças por lá. O regimento também está sendo modificado para qualificar a demanda.

“A segurança vem acima de tudo, por isso a proposta está sendo colocar um telhado padrão, com cobertura de oito metros de altura, com galerias de ar-condicionado onde hoje há lonas, porque nos preocupa o fato de que há lonas com ar-condicionado no camelô”, diz.

O objetivo é também trazer mais conforto para as 622 pessoas que trabalham diariamente no complexo, além ainda do público de visitantes.

Haverá ainda iluminação de led e há um regimento interno para a padronização de placas. Nelson avalia que é um trabalho que levará tempo, mas está contando com o apoio dos condôminos, que há muito tempo não participavam ativamente da gestão do camelô. Um exemplo é que há cerca de 280 e 243 deles participaram da última audiência com a diretoria.

“As pessoas estão mais conscientes e estão nos apoiando. Gosto de desafios, e hoje há transparência e participação no camelô. Precisamos dar uma ‘cara diferente’ para esse espaço, que conta com localização privilegiada e concentra o maior fluxo de pessoas da cidade, além de gerar emprego e renda para muitas famílias”, completa.


 Video de apresentação

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Destaques

Susana, atleta da seleção brasileira, sofreu constrangimento domingo


 Balneário Camboriú registrou seis suicídios esse ano



Sexto lugar no ranking das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas em 2019


 Uma restauração histórica de fotos aéreas para o primeiro plano diretor do município


Cidade

Susana, atleta da seleção brasileira, sofreu constrangimento domingo


Cidade

 Balneário Camboriú registrou seis suicídios esse ano


Geral


Economia

Sexto lugar no ranking das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas em 2019


Variedades

 Uma restauração histórica de fotos aéreas para o primeiro plano diretor do município


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Cobertura do Camelódromo em Balneário Camboriú deve estar pronta em setembro

Divulgação

Publicidade

Sexta, 9/8/2019 11:27.

Com o objetivo de dar uma ‘nova cara’ para o camelódromo da Rua 1.400, o local está passando por obras e a previsão é que até setembro tudo seja finalizado. Os trabalhos estão a todo vapor e só param neste final de semana, por causa do movimento do Dia dos Pais.

Na próxima terça e quarta-feira (13 e 14) o local estará fechado, porque guindastes estarão trabalhando com a colocação de placas e metais. A previsão é que após o próximo mês faltem apenas pequenos ajustes, como iluminação e alterações na fachada de entrada do complexo.

O síndico do camelódromo, Nelson Oliveira, explica que o local completa 33 anos em novembro, e para comemorar estão fazendo mudanças por lá. O regimento também está sendo modificado para qualificar a demanda.

“A segurança vem acima de tudo, por isso a proposta está sendo colocar um telhado padrão, com cobertura de oito metros de altura, com galerias de ar-condicionado onde hoje há lonas, porque nos preocupa o fato de que há lonas com ar-condicionado no camelô”, diz.

O objetivo é também trazer mais conforto para as 622 pessoas que trabalham diariamente no complexo, além ainda do público de visitantes.

Haverá ainda iluminação de led e há um regimento interno para a padronização de placas. Nelson avalia que é um trabalho que levará tempo, mas está contando com o apoio dos condôminos, que há muito tempo não participavam ativamente da gestão do camelô. Um exemplo é que há cerca de 280 e 243 deles participaram da última audiência com a diretoria.

“As pessoas estão mais conscientes e estão nos apoiando. Gosto de desafios, e hoje há transparência e participação no camelô. Precisamos dar uma ‘cara diferente’ para esse espaço, que conta com localização privilegiada e concentra o maior fluxo de pessoas da cidade, além de gerar emprego e renda para muitas famílias”, completa.


 Video de apresentação

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Destaques

Susana, atleta da seleção brasileira, sofreu constrangimento domingo


 Balneário Camboriú registrou seis suicídios esse ano



Sexto lugar no ranking das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas em 2019


 Uma restauração histórica de fotos aéreas para o primeiro plano diretor do município