Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Abraço à Mulher foi pra rua para lembrar 13 anos da Lei Maria da Penha
Quinta, 8/8/2019 14:49.

Divulgação/PMBC

Publicidade

Para lembrar os 13 anos da criação da Lei Maria da Penha, sancionada em 7 de agosto de 2006, a secretaria da Inclusão Social levou seu programa mais recente de combate à violência contra mulheres, o Abraço à Mulher, para a avenida Brasil, na tarde de ontem (7).

A secretária da pasta, Christina Barichello disse que foi uma ato de conscientização e uma demonstração da luta contra a violência feminina.

“O Abraço que entrou em funcionamento há poucos meses, já fez 54 atendimentos presenciais e 75 por telefone. Funcionamos em regime de plantão 24h. É a nossa mais recente ferramenta de proteção às mulheres vítimas de violência. Nós oferecemos assistência jurídica, acompanhamento psicológico, encaminhamentos à rede de apoio e a grupos focais”, disse.

Os atendimentos são anônimos e as mulheres recebem o encaminhamento necessário como acolhimento na Casa de Passagem, Hospital Municipal Ruth Cardoso, dentre outras ações para retirar as vítimas dessa situação. Desde sua criação, em abril deste ano, o programa já realizou 54 atendimentos presenciais e 75 por telefone.

A divulgação desse programa segue agora nos Núcleos de Educação Infantil (NEI´s), participando das reuniões dos pais e depois seguirá nas escolas municipais, estaduais e particulares.

A equipe conta com uma supervisão geral, duas psicólogas, uma assistente social e duas integrantes de apoio.

O ABRAÇO à Mulher atende 24h pelo telefone (47) 99982-1906, ou das 8h às 18h, na Rua 2850, nº 303, na Casa da Mulher e do Voluntário.

Informações: secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social (47) 3344 2559 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Destaques

Susana, atleta da seleção brasileira, sofreu constrangimento domingo


 Balneário Camboriú registrou seis suicídios esse ano



Sexto lugar no ranking das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas em 2019


 Uma restauração histórica de fotos aéreas para o primeiro plano diretor do município


Cidade

Susana, atleta da seleção brasileira, sofreu constrangimento domingo


Cidade

 Balneário Camboriú registrou seis suicídios esse ano


Geral


Economia

Sexto lugar no ranking das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas em 2019


Variedades

 Uma restauração histórica de fotos aéreas para o primeiro plano diretor do município


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Abraço à Mulher foi pra rua para lembrar 13 anos da Lei Maria da Penha

Divulgação/PMBC

Publicidade

Quinta, 8/8/2019 14:49.

Para lembrar os 13 anos da criação da Lei Maria da Penha, sancionada em 7 de agosto de 2006, a secretaria da Inclusão Social levou seu programa mais recente de combate à violência contra mulheres, o Abraço à Mulher, para a avenida Brasil, na tarde de ontem (7).

A secretária da pasta, Christina Barichello disse que foi uma ato de conscientização e uma demonstração da luta contra a violência feminina.

“O Abraço que entrou em funcionamento há poucos meses, já fez 54 atendimentos presenciais e 75 por telefone. Funcionamos em regime de plantão 24h. É a nossa mais recente ferramenta de proteção às mulheres vítimas de violência. Nós oferecemos assistência jurídica, acompanhamento psicológico, encaminhamentos à rede de apoio e a grupos focais”, disse.

Os atendimentos são anônimos e as mulheres recebem o encaminhamento necessário como acolhimento na Casa de Passagem, Hospital Municipal Ruth Cardoso, dentre outras ações para retirar as vítimas dessa situação. Desde sua criação, em abril deste ano, o programa já realizou 54 atendimentos presenciais e 75 por telefone.

A divulgação desse programa segue agora nos Núcleos de Educação Infantil (NEI´s), participando das reuniões dos pais e depois seguirá nas escolas municipais, estaduais e particulares.

A equipe conta com uma supervisão geral, duas psicólogas, uma assistente social e duas integrantes de apoio.

O ABRAÇO à Mulher atende 24h pelo telefone (47) 99982-1906, ou das 8h às 18h, na Rua 2850, nº 303, na Casa da Mulher e do Voluntário.

Informações: secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social (47) 3344 2559 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Destaques

Susana, atleta da seleção brasileira, sofreu constrangimento domingo


 Balneário Camboriú registrou seis suicídios esse ano



Sexto lugar no ranking das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas em 2019


 Uma restauração histórica de fotos aéreas para o primeiro plano diretor do município