Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Molhe da Barra Norte em Balneário Camboriú só depende da licença do IMA

Quinta, 25/4/2019 6:46.

A prefeitura de Balneário Camboriú concluiu na terça-feira a licitação para construir o molhe da Barra Norte, homologou o resultado e cpara a obra iniciar falta apenas a Licença Ambiental de Instalação (LAI) que deve ser emitida pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA).

A vencedora da licitação foi uma empresa conceituada, a Balti Empreiteira, Transporte e Terraplanagem Ltda, que ofereceu o preço de R$ 1.994.224,66.

Neste preço não está incluída a urbanização, cujo projeto será licitado nos próximos dias.

Consultada sobre a previsão para emitir a LAI, a assessoria do IMA respondeu que “o processo da LAI do molhe foi protocolado no IMA no dia 20 de março de 2019. Neste momento está em análise pela equipe. Não há previsão de conclusão”.

A exemplo do que ocorre com o molhe da Barra Sul, o da Barra Norte tende a se constituir em importante atração turística e deverá sanar aquele ponto da praia central para banho porque evitará a contaminação pelo Canal do Marambaia.


 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Molhe da Barra Norte em Balneário Camboriú só depende da licença do IMA

Publicidade

Quinta, 25/4/2019 6:46.

A prefeitura de Balneário Camboriú concluiu na terça-feira a licitação para construir o molhe da Barra Norte, homologou o resultado e cpara a obra iniciar falta apenas a Licença Ambiental de Instalação (LAI) que deve ser emitida pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA).

A vencedora da licitação foi uma empresa conceituada, a Balti Empreiteira, Transporte e Terraplanagem Ltda, que ofereceu o preço de R$ 1.994.224,66.

Neste preço não está incluída a urbanização, cujo projeto será licitado nos próximos dias.

Consultada sobre a previsão para emitir a LAI, a assessoria do IMA respondeu que “o processo da LAI do molhe foi protocolado no IMA no dia 20 de março de 2019. Neste momento está em análise pela equipe. Não há previsão de conclusão”.

A exemplo do que ocorre com o molhe da Barra Sul, o da Barra Norte tende a se constituir em importante atração turística e deverá sanar aquele ponto da praia central para banho porque evitará a contaminação pelo Canal do Marambaia.


 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade