Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Alargamento da praia central na pauta da Fatma para terça-feira

Balneário Camboriú parece prestes a obter a Licença Ambiental Prévia. Veja o projeto.

Sexta, 23/3/2018 7:10.
Reprodução.

Publicidade

A reunião da Comissão Central de Licenciamento Ambiental da Fatma prevê na pauta da próxima terça-feira (27) a apresentação do relatório da Licença Ambiental Prévia (LAP) para o alargamento da praia central de Balneário Camboriú.

A pauta da sessão é extensa e o processo de Balneário o último da lista, sendo possível que sua discussão seja adiada por mais alguns dias.

A LAP é a primeira licença. Ela apontará as exigências que devem ser supridas para o fornecimento da Licença Ambiental de Instalação (LAI) que permite a execução da obra.

O prazo entre a LAP e a LAI é estimado em poucos meses, dependendo das exigências feitas pelo órgão ambiental, mas a expectativa otimista é que se viabilizados os recursos financeiros o alargamento poderia ser feito no ano que vem.

Alargar a praia, trazendo areia de uma jazida no mar até a costa, é obra rápida, dragas modernas garantem que o trabalho pode ser feito em poucas semanas.

O demorado é reurbanizar a Avenida Atlântica, mas na prática alargar a praia não depende dessa reurbanização.

Além das licenças ambientais o maior entrave ao alargamento hoje é financeiro, a administração ainda não tem um projeto claro nesse sentido.

Para ver o projeto clique neste link.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Reprodução.

Alargamento da praia central na pauta da Fatma para terça-feira

Balneário Camboriú parece prestes a obter a Licença Ambiental Prévia. Veja o projeto.

Publicidade

Sexta, 23/3/2018 7:10.

A reunião da Comissão Central de Licenciamento Ambiental da Fatma prevê na pauta da próxima terça-feira (27) a apresentação do relatório da Licença Ambiental Prévia (LAP) para o alargamento da praia central de Balneário Camboriú.

A pauta da sessão é extensa e o processo de Balneário o último da lista, sendo possível que sua discussão seja adiada por mais alguns dias.

A LAP é a primeira licença. Ela apontará as exigências que devem ser supridas para o fornecimento da Licença Ambiental de Instalação (LAI) que permite a execução da obra.

O prazo entre a LAP e a LAI é estimado em poucos meses, dependendo das exigências feitas pelo órgão ambiental, mas a expectativa otimista é que se viabilizados os recursos financeiros o alargamento poderia ser feito no ano que vem.

Alargar a praia, trazendo areia de uma jazida no mar até a costa, é obra rápida, dragas modernas garantem que o trabalho pode ser feito em poucas semanas.

O demorado é reurbanizar a Avenida Atlântica, mas na prática alargar a praia não depende dessa reurbanização.

Além das licenças ambientais o maior entrave ao alargamento hoje é financeiro, a administração ainda não tem um projeto claro nesse sentido.

Para ver o projeto clique neste link.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade