Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cidade
Lideranças comunitárias se manifestam sobre o alargamento da praia

Muitos acreditam que a cidade precisa de renovação para continuar competitiva

Terça, 8/5/2018 16:03.
Power Produtora

Publicidade

O Página 3 escutou lideranças comunitárias sobre o alargamento da faixa de areia e a reurbanização da Avenida Atlântica e as opiniões majoritariamente são de apoio à iniciativa.

Parece predominar a certeza que Balneário Camboriú precisa se renovar para continuar competindo no disputado mercado turístico.

Há preocupações de que a obra respeite o meio ambiente e que a execução não altere as condições do banho de mar que hoje é relativamente seguro devido à declividade progressiva.

Nas entrevistas, feitas por telefone, a reportagem colheu a impressão que aspectos técnicos banais sobre a obra, como por exemplo o tamanho ideal dos grãos de areia para o alargamento, não foram comunicados de maneira clara e eficaz à sociedade.

Com isso surgem dúvidas que poderiam ser facilmente esclarecidas.

Aqui neste link é possível acessar o trabalho técnico apresentado à Fatma para obtenção da Licença Ambiental Prévia. O texto pode esclarecer dúvidas sobre a obra.


Confira as opiniões:

Aldemar “Bola Pereira”, vereador - Não tenho nada a opor, muito pelo contrário. Os juros de 9% que o BNDES ofereceu é agiotagem. Acredito na valorização dos imóveis entre 10% e 15% e que o simples anúncio na realização da obra já aquecerá o mercado com investidores apostando na expectativa de lucro futuro. Concordo com a cobrança de Contribuição de Melhoria calculada de forma correta, com custo proporcional ao benefício que cada um tiver.

Nelson Nitz, presidente do sindicato da construção civil - A categoria apoia a reurbanização e o alargamento porque não existe mais espaço na praia, ela fica lotada. Em 1988 quando concorri a prefeito coloquei isso no meu plano de governo, defendo uma reurbanização humanizada, com mais calçadas, espaço para esportes e lazer. O foco não são os automóveis, e sim as pessoas que devem ser incentivadas. Admito a implantação de uma faixa adicional para serviços como entregas rápidas, carros de socorro e transporte coletivo. Tiramos o estacionamento da Atlântica, no começo o pessoal reclamou, mas melhorou. A atração de Balneário Camboriú sempre será a praia central, essa obra dividiria a história da cidade entre o antes e o depois.

Hélio Dagnoni, presidente do sindicato dos lojistas - Sindilojas - Tenho algumas dúvidas técnicas, mas sou favorável.

Nilson Probst, vereador - Sim sou a favor, tanto que um deputado do MDB, o Peninha, é quem está tentando ajudar no financiamento. Como ser contra uma obra tão importante. Sou contrário ao aumento de impostos neste momento de grave crise econômica, admito que precisa ser feita uma adequação nos tributos municipais, mas nesse momento sou contrário.

Silvio Ribeiro, presidente do sindicato dos contabilistas - Não discutimos ainda. Não sou contra, na quinta-feira a diretoria executiva vai discutir isso e eu acompanharei a decisão da maioria.

Eliane Colla, presidente da CDL Na quarta-feira teremos reunião de diretoria e depois vamos nos posicionar oficialmente

Olga Ferreira, presidente do sindicato dos trabalhadores em hotéis, restaurantes e bares - Já examinamos várias vezes no Conselho Municipal de Turismo que inclusive presidi e de maneira geral somos favoráveis porque incrementa o turismo desde que não ameace a preservação natural. São necessários estudos técnicos bem feitos. Com o alargamento passa a existir a possibilidade de servir na praia, colocar mesas na praia ao anoitecer, dentro de um horário que depois seja retirado, regulamentado e fiscalizado. Estamos perdendo espaço na competição do turismo, não atualizamos e 20 anos se passaram da primeira revolução que tornou a cidade conhecida no mundo todo. Olha Itajaí aqui ao lado se desenvolvendo. Vai ser muito bom sim. A faixa de areia foi perdida, a água está subindo na calçada é necessário até para preservar a Avenida Atlântica.

Ana Maria Alves dos Santos, presidente do Convention and Visitors Bureau - Somos favoráveis a tudo que venha trazer melhoria para a cidade. Precisamos desse processo, chegamos a um esgotamento do espaço físico, avanços são necessários para o próprio morador. É importantíssima para embelezamento, mobilidade etc.

José Domingos Minela, secretário do sindicato dos trabalhadores da construção civil - Já discutimos e no plebiscito feito pelo Pavan ajudamos. Na época éramos a favor para gerar mais emprego e acredito que não mudou, queremos a cidade bonita e com mais empregos.

Gustavo Ramalho Bisi – presidente da associação de moradores do Pioneiros - Acho uma medida essencial para o crescimento. Temos limitação de espaço, a cidade cresceu muito para cima e nos vários momentos de pico de movimento não comporta mais. Não temos outra alternativa a não ser alargar e dar a comodidade ao turista. Dependemos exclusivamente do turista, nossa liderança em indicadores sociais como saúde seriam insustentáveis sem o turismo.

Luiz Fernando Michels Brito - presidente da associação de moradores do CentroSe feito com capacidade técnica é interessante para a cidade. Tem que preservar a declividade, as condições da praia para o banho de mar inclusive das crianças. Quanto à reurbanização da Avenida Atlântica sou muito favorável, agregando valor aos espaços, nada de milho e churros. Também considero imprescindível banheiros públicos de qualidade.

Marisa Strebe, presidente da associação de moradores do Nações - Fui na apresentação do projeto e achei bastante interessante, Balneário Camboriú vive do turismo e o alargamento desde que não interfira com as condições da praia é muito importante. A reurbanização dará mais espaço para bicicletas, famílias... é a nossa vitrine. Tem que haver investimentos nos bairros, mas é importante investir na nossa vitrine para que todos tenham benefício. O lazer grátis é a praia, todos podem usufruir, as pessoas se divertem sem gastar e o turista terá mais espaço. Vai ser muito bom para a cidade.

Juliano Mandelli Moreira, presidente da OAB/BCSou favorável desde que respeitem as normas técnicas principalmente ambientais. A tecnologia é avançada nessa área. A obra pode contribuir muito para o avanço da cidade. Admito a Contribuição de Melhoria por ser um instrumento legal, mas entendo que deveriam procurar outras formas de financiamento com a iniciativa privada porque o povo está assoberbado de impostos e taxas.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Power Produtora

Lideranças comunitárias se manifestam sobre o alargamento da praia

Muitos acreditam que a cidade precisa de renovação para continuar competitiva

Publicidade

Terça, 8/5/2018 16:03.

O Página 3 escutou lideranças comunitárias sobre o alargamento da faixa de areia e a reurbanização da Avenida Atlântica e as opiniões majoritariamente são de apoio à iniciativa.

Parece predominar a certeza que Balneário Camboriú precisa se renovar para continuar competindo no disputado mercado turístico.

Há preocupações de que a obra respeite o meio ambiente e que a execução não altere as condições do banho de mar que hoje é relativamente seguro devido à declividade progressiva.

Nas entrevistas, feitas por telefone, a reportagem colheu a impressão que aspectos técnicos banais sobre a obra, como por exemplo o tamanho ideal dos grãos de areia para o alargamento, não foram comunicados de maneira clara e eficaz à sociedade.

Com isso surgem dúvidas que poderiam ser facilmente esclarecidas.

Aqui neste link é possível acessar o trabalho técnico apresentado à Fatma para obtenção da Licença Ambiental Prévia. O texto pode esclarecer dúvidas sobre a obra.


Confira as opiniões:

Aldemar “Bola Pereira”, vereador - Não tenho nada a opor, muito pelo contrário. Os juros de 9% que o BNDES ofereceu é agiotagem. Acredito na valorização dos imóveis entre 10% e 15% e que o simples anúncio na realização da obra já aquecerá o mercado com investidores apostando na expectativa de lucro futuro. Concordo com a cobrança de Contribuição de Melhoria calculada de forma correta, com custo proporcional ao benefício que cada um tiver.

Nelson Nitz, presidente do sindicato da construção civil - A categoria apoia a reurbanização e o alargamento porque não existe mais espaço na praia, ela fica lotada. Em 1988 quando concorri a prefeito coloquei isso no meu plano de governo, defendo uma reurbanização humanizada, com mais calçadas, espaço para esportes e lazer. O foco não são os automóveis, e sim as pessoas que devem ser incentivadas. Admito a implantação de uma faixa adicional para serviços como entregas rápidas, carros de socorro e transporte coletivo. Tiramos o estacionamento da Atlântica, no começo o pessoal reclamou, mas melhorou. A atração de Balneário Camboriú sempre será a praia central, essa obra dividiria a história da cidade entre o antes e o depois.

Hélio Dagnoni, presidente do sindicato dos lojistas - Sindilojas - Tenho algumas dúvidas técnicas, mas sou favorável.

Nilson Probst, vereador - Sim sou a favor, tanto que um deputado do MDB, o Peninha, é quem está tentando ajudar no financiamento. Como ser contra uma obra tão importante. Sou contrário ao aumento de impostos neste momento de grave crise econômica, admito que precisa ser feita uma adequação nos tributos municipais, mas nesse momento sou contrário.

Silvio Ribeiro, presidente do sindicato dos contabilistas - Não discutimos ainda. Não sou contra, na quinta-feira a diretoria executiva vai discutir isso e eu acompanharei a decisão da maioria.

Eliane Colla, presidente da CDL Na quarta-feira teremos reunião de diretoria e depois vamos nos posicionar oficialmente

Olga Ferreira, presidente do sindicato dos trabalhadores em hotéis, restaurantes e bares - Já examinamos várias vezes no Conselho Municipal de Turismo que inclusive presidi e de maneira geral somos favoráveis porque incrementa o turismo desde que não ameace a preservação natural. São necessários estudos técnicos bem feitos. Com o alargamento passa a existir a possibilidade de servir na praia, colocar mesas na praia ao anoitecer, dentro de um horário que depois seja retirado, regulamentado e fiscalizado. Estamos perdendo espaço na competição do turismo, não atualizamos e 20 anos se passaram da primeira revolução que tornou a cidade conhecida no mundo todo. Olha Itajaí aqui ao lado se desenvolvendo. Vai ser muito bom sim. A faixa de areia foi perdida, a água está subindo na calçada é necessário até para preservar a Avenida Atlântica.

Ana Maria Alves dos Santos, presidente do Convention and Visitors Bureau - Somos favoráveis a tudo que venha trazer melhoria para a cidade. Precisamos desse processo, chegamos a um esgotamento do espaço físico, avanços são necessários para o próprio morador. É importantíssima para embelezamento, mobilidade etc.

José Domingos Minela, secretário do sindicato dos trabalhadores da construção civil - Já discutimos e no plebiscito feito pelo Pavan ajudamos. Na época éramos a favor para gerar mais emprego e acredito que não mudou, queremos a cidade bonita e com mais empregos.

Gustavo Ramalho Bisi – presidente da associação de moradores do Pioneiros - Acho uma medida essencial para o crescimento. Temos limitação de espaço, a cidade cresceu muito para cima e nos vários momentos de pico de movimento não comporta mais. Não temos outra alternativa a não ser alargar e dar a comodidade ao turista. Dependemos exclusivamente do turista, nossa liderança em indicadores sociais como saúde seriam insustentáveis sem o turismo.

Luiz Fernando Michels Brito - presidente da associação de moradores do CentroSe feito com capacidade técnica é interessante para a cidade. Tem que preservar a declividade, as condições da praia para o banho de mar inclusive das crianças. Quanto à reurbanização da Avenida Atlântica sou muito favorável, agregando valor aos espaços, nada de milho e churros. Também considero imprescindível banheiros públicos de qualidade.

Marisa Strebe, presidente da associação de moradores do Nações - Fui na apresentação do projeto e achei bastante interessante, Balneário Camboriú vive do turismo e o alargamento desde que não interfira com as condições da praia é muito importante. A reurbanização dará mais espaço para bicicletas, famílias... é a nossa vitrine. Tem que haver investimentos nos bairros, mas é importante investir na nossa vitrine para que todos tenham benefício. O lazer grátis é a praia, todos podem usufruir, as pessoas se divertem sem gastar e o turista terá mais espaço. Vai ser muito bom para a cidade.

Juliano Mandelli Moreira, presidente da OAB/BCSou favorável desde que respeitem as normas técnicas principalmente ambientais. A tecnologia é avançada nessa área. A obra pode contribuir muito para o avanço da cidade. Admito a Contribuição de Melhoria por ser um instrumento legal, mas entendo que deveriam procurar outras formas de financiamento com a iniciativa privada porque o povo está assoberbado de impostos e taxas.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade