Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Estaleiro já tem primeiro diagnóstico para o Bandeira Azul

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Celso Peixoto

Sexta, 9/2/2018 11:39.

O comitê gestor do Programa Bandeira Azul avaliou as principais carências e também os pontos positivos da praia do Estaleiro que, junto com Taquaras e Estaleirinho, está se preparando para a certificação do Bandeira Azul.

Esta semana, o diagnóstico inicial foi entregue ao secretário do Meio Ambiente Ike Gevaerd em reunião realizada com a presença dos integrantes do Comitê e do promotor da 5ª PJ Isaac Sabbá, que está acompanhando de perto o desenvolvimento de todo esse trabalho.

O Estaleiro é a segunda praia a ser diagnosticada. A primeira foi Taquaras e em seguida será a vez do Estaleirinho. Feito isso, será definido um plano de trabalho, para preparar a infraestrutura das três praias e buscar recursos para alcançar o objetivo de conquistar a Bandeira Azul até o final deste ano.

O diagnóstico

As águas limpas, próprias para banho do Estaleiro e pela primeira vez a presença do programa de educação ambiental Praia Limpa foram os pontos positivos que o comitê gestor encontrou.

Mas na infraestrutura e na segurança é preciso melhorar. Segundo Luidgi Marchese, especialista em gestão de praias do comitê, a praia comporta mais três postos guarda-vidas (hoje tem dois, um precisando de ajustes e manutenção e o outro de substituição).

Na questão de limpeza, será preciso substituir os atuais recipientes de coleta de lixo (hoje são armações de ferro com sacos plásticos) e promover a separação do lixo reciclável.

Marchese resumiu a vistoria dizendo que as principais deficiências estão relacionadas à infraestrutura de acesso, segurança aquática e conservação dos ecossistemas.

O secretário Ike Gevaerd diz que tem muito trabalho pela frente.

“Este diagnóstico irá ordenar as ações que teremos que desenvolver durante o ano, tais como: recuperação de passarelas, implantação de banheiros públicos, relocação e implantação de postos de salva vidas além de ações de educação e conscientização”, apontou.

Gevaerd enfatizou a importância da participação dos moradores no desenvolvimento do programa.

“Ainda em fevereiro iremos finalizar o diagnóstico da praia do Estaleirinho. Feito isto iremos apresentar os resultados nas três praias pilotos Bandeira Azul, para conhecimento do que é o programa e a importância dos moradores de cada praia para o sucesso do que pretendemos”, anunciou.

O que é

O Bandeira Azul é um programa internacional de certificação ambiental para praias e marinas da Foundation for Environmental Education (FEE) – Fundação para Educação Ambiental e conta com apoio de instituições internacionais. No Brasil, é operado pelo Instituto Ambientes em Rede, com sede em Florianópolis.

O programa está pautado em quatro grandes áreas que definirão as praias como ecologicamente corretas: Educação Ambiental e Informação, Saneamento/Qualidade das Águas, Segurança e Serviço e Gestão Ambiental. O Comitê Gestor formado por representantes dos poderes executivo e legislativo, setores privados, entidades de classe, sociedade civil organizada, Ongs e comunidade em geral, para vistoriar e indicar as mudanças que precisam ser feitas em cada praia.

Informações: Secretaria do Meio Ambiente

(47) 3363-7145


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade


Cidade

As pessoas que tornaram mais conhecido o nome da cidade, aqui em formato digital 


Esportes

Atletismo masculino chegou ao título com 7 medalhas de ouro, uma prata e cinco bronzes.


Impresso

Edição é toda voltada para o aniversário da cidade. Garanta o seu exemplar.


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade