Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Prefeitura e associação vão trabalhar juntos por melhorias no trânsito do Bairro das Nações

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Terça, 20/2/2018 16:48.

Uma completa revitalização no sistema de sinalização, acompanhada de um programa de educação no trânsito, criar o sistema cicloviário, mudanças de mão e de locais de estacionamento foram algumas das questões apresentadas pelo diretor de trânsito Carlos Eduardo Santi, na reunião desta segunda-feira (19), para comunidade do Bairro das Nações.

O Plano de Mobilidade Urbana está em andamento desde janeiro e ele passa por vários setores que sofrerão melhorias, como transporte público de qualidade, com pontualidade de horários, sistema cicloviário, mobilidade elétrica etc.

“O Bairro das Nações é o maior da cidade. Reuniões como esta serão feitas em todos os bairros para conversar com os moradores, ouvir as preocupações deles e apresentar as mudanças que serão implantadas. Serão uma ação continuada que estamos iniciando e que seguirá nos próximos anos”, colocou o diretor.

As placas de sinalização horizontal e vertical serão todas trocadas. Haverá algum tipo de intervenção em todas as ruas do bairro, algumas ficarão em mão dupla, outras em mão única, novos estacionamentos serão criados.

“Além disso todas as demandas coletivas que nos foram apresentadas pelos moradores serão estudadas e nós responderemos todas elas”, garantiu Carlos.

A presidente da Associação de Moradores do bairro (Amoban) Marisa Strebe disse que mudanças bastante significativas foram anunciadas.

“Entre elas a transformação de várias ruas em mão única, estacionamento de um lado só em outras ruas, implantação de ciclovias, colocação de semáforos em pontos estratégicos.... estas alterações dependerão de abaixo assinado com os moradores para que sejam implantadas a partir de março. A Associação iniciará imediatamente a providenciar este abaixo assinado”, disse Marisa.

Mais de 120 pessoas participaram da reunião, inclusive cinco vereadores (Arlindo Cruz, Patrick Machado, Joceli Nazari, Marcelo Achutti, Bola Pereira) e outros três mandaram representantes (Gelson Rodrigues, Roberto Souza Jr. e Marcos Kurtz).

“Queremos agradecer a todos, mas especialmente ao Carlos, diretor no Departamento de Trânsito pela disponibilidade, profissionalismo e respeito às opiniões de cada pessoa presente... e também aos moradores do Bairro das Nações, que vieram fazer valer seus direitos... é dizer que cada vez mais acreditamos que podemos trabalhar Juntos pela Comunidade”, afirmou Marisa.

O vereador Marcelo Achutti considerou a reunião produtiva, mas acredita que as soluções devem ser mais rápidas.

“Fui bastante crítico, porque as coisas acabam demorando muito. Por ex: pedimos várias reivindicações para a comunidade, como redutores de velocidade, mais de um ano que a comunidade vem pedindo, mais de um ano em alguns casos, em outros mais de 2, 3; pedimos também a pintura do meio-fio, pintura de faixa de segurança, várias mudanças, sentidos de ruas são necessários, temos que ver o bairro como um todo e não os problemas individuais, temos que ver a questão da mobilidade...mas antes da prefeitura fazer um plano para daqui 20, 30 anos temos que pensar na cidade no dia de hoje, nos problemas que temos hoje, pintura de faixa de segurança na frente de escolas, por exemplo, é uma necessidade, é emergencial”, disse o vereador.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade