Jornal Página 3
Cidade
Edital de licitação do estacionamento rotativo tem erro grave
Quarta, 5/12/2018 7:44.

Google.
Prefeitura parece incapaz de implantar um estacionamento de maneira clara.

Publicidade

O edital de licitação de aluguel de parquímetros para o estacionamento rotativo de Balneário Camboriú tem um erro grave porque permite em extremo ao vencedor entregar apenas um aparelho que vale cerca de R$ 25 mil e cobrar até R$ 3 milhões por ele.

O fato chegou ao conhecimento do Página 3 na tarde desta quarta-feira quando uma funcionária da Rizzo Parking and Mobility S/A, até o momento pré-classificada para vencer a licitação, questionou reportagem do jornal que fala em 140 parquímetros.

Ela alegou que o edital da licitação não exigia esse número de máquinas.

E com efeito não exige, o edital diz que deverão ser instalados parquímetros à taxa máxima de um a cada 20 vagas de estacionamento (são 2.800 vagas).

É um erro grosseiro, as palavras no edital deveriam ser taxa mínima, para garantir ao menos um parquímetro a cada 20 vagas.

Há quase dois anos a prefeitura vem tentando licitar o estacionamento rotativo, mas até agora só conseguiu produzir editais que são cancelados pelo Tribunal de Contas, ou pela justiça ou que contém erros.

Esse que está em andamento já teve uma errata publicada, mas permaneceram as palavras taxa máxima em vez de taxa mínima como se vê abaixo.

Para evitar prejuízos à cidade a reportagem avisou a assessoria do prefeito que até o momento não deu retorno sobre qual procedimento será tomado.

O gestor do Fundo Municipal de Trânsito, Mário César Oliveira, responsável pelo Termo de Referência da licitação, não quis se manifestar.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Destaques


Sexto lugar no ranking das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas em 2019


 Uma restauração histórica de fotos aéreas para o primeiro plano diretor do município



 Em 12 meses foram registradas 2,4 infrações desse tipo por hora


 “Afastar a corrupção é o dever de todos”, disse o prefeito


Geral


Economia

Sexto lugar no ranking das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas em 2019


Variedades

 Uma restauração histórica de fotos aéreas para o primeiro plano diretor do município


Variedades


Policia

 Em 12 meses foram registradas 2,4 infrações desse tipo por hora


Política

 “Afastar a corrupção é o dever de todos”, disse o prefeito


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Edital de licitação do estacionamento rotativo tem erro grave

Google.
Prefeitura parece incapaz de implantar um estacionamento de maneira clara.
Prefeitura parece incapaz de implantar um estacionamento de maneira clara.

Publicidade

Quarta, 5/12/2018 7:44.

O edital de licitação de aluguel de parquímetros para o estacionamento rotativo de Balneário Camboriú tem um erro grave porque permite em extremo ao vencedor entregar apenas um aparelho que vale cerca de R$ 25 mil e cobrar até R$ 3 milhões por ele.

O fato chegou ao conhecimento do Página 3 na tarde desta quarta-feira quando uma funcionária da Rizzo Parking and Mobility S/A, até o momento pré-classificada para vencer a licitação, questionou reportagem do jornal que fala em 140 parquímetros.

Ela alegou que o edital da licitação não exigia esse número de máquinas.

E com efeito não exige, o edital diz que deverão ser instalados parquímetros à taxa máxima de um a cada 20 vagas de estacionamento (são 2.800 vagas).

É um erro grosseiro, as palavras no edital deveriam ser taxa mínima, para garantir ao menos um parquímetro a cada 20 vagas.

Há quase dois anos a prefeitura vem tentando licitar o estacionamento rotativo, mas até agora só conseguiu produzir editais que são cancelados pelo Tribunal de Contas, ou pela justiça ou que contém erros.

Esse que está em andamento já teve uma errata publicada, mas permaneceram as palavras taxa máxima em vez de taxa mínima como se vê abaixo.

Para evitar prejuízos à cidade a reportagem avisou a assessoria do prefeito que até o momento não deu retorno sobre qual procedimento será tomado.

O gestor do Fundo Municipal de Trânsito, Mário César Oliveira, responsável pelo Termo de Referência da licitação, não quis se manifestar.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Destaques


Sexto lugar no ranking das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas em 2019


 Uma restauração histórica de fotos aéreas para o primeiro plano diretor do município



 Em 12 meses foram registradas 2,4 infrações desse tipo por hora


 “Afastar a corrupção é o dever de todos”, disse o prefeito