Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Funcionalismo de Balneário Camboriú receberá 9,69% de reajuste

Sábado, 22/12/2018 7:28.

O prefeito Fabrício Oliveira e os vereadores aumentaram a crise fiscal de Balneário Camboriú ao aprovar nesta sexta-feira (21) o percentual de 9,69% de reajuste para o funcionalismo público municipal.

Foi o maior reajuste de uma categoria profissional na cidade neste ano. É mais do que o dobro do reajuste previsto para o Salário Mínimo; é mais do que o dobro da inflação prevista para 2018 e assegura aos servidores municipais o mais alto piso salarial da cidade.

O reajuste dos professores ainda não foi definido, ele é determinado indiretamente pelo governo federal com base nos investimentos no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

A estimativa é que os professores, que há oito anos recebem reajustes superiores ao restante do funcionalismo, dessa vez percam. Há especulações de reajuste em torno de 4%.

Aparentemente o prefeito e seus assessores não sabem fazer contas. A prefeitura já gasta mais de 50% da sua arrecadação em salários; o déficit projetado para 2019, segundo o próprio prefeito, é superior a R$ 50 milhões e além do reajuste, muito acima da inflação, os servidores receberão em média mais 3,33% de triênio, além de progressão horizontal e vertical.

Esse modelo é insustentável na opinião de assessores do próprio prefeito Fabrício Oliveira, mas em dois anos de governo ele não tomou qualquer medida corretiva.

A prefeitura é o maior empregador da cidade, na data de hoje o Portal da Transparência apontava 6.116 nomes, entre pessoal da ativa e pensionistas.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Funcionalismo de Balneário Camboriú receberá 9,69% de reajuste

Publicidade

Sábado, 22/12/2018 7:28.

O prefeito Fabrício Oliveira e os vereadores aumentaram a crise fiscal de Balneário Camboriú ao aprovar nesta sexta-feira (21) o percentual de 9,69% de reajuste para o funcionalismo público municipal.

Foi o maior reajuste de uma categoria profissional na cidade neste ano. É mais do que o dobro do reajuste previsto para o Salário Mínimo; é mais do que o dobro da inflação prevista para 2018 e assegura aos servidores municipais o mais alto piso salarial da cidade.

O reajuste dos professores ainda não foi definido, ele é determinado indiretamente pelo governo federal com base nos investimentos no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

A estimativa é que os professores, que há oito anos recebem reajustes superiores ao restante do funcionalismo, dessa vez percam. Há especulações de reajuste em torno de 4%.

Aparentemente o prefeito e seus assessores não sabem fazer contas. A prefeitura já gasta mais de 50% da sua arrecadação em salários; o déficit projetado para 2019, segundo o próprio prefeito, é superior a R$ 50 milhões e além do reajuste, muito acima da inflação, os servidores receberão em média mais 3,33% de triênio, além de progressão horizontal e vertical.

Esse modelo é insustentável na opinião de assessores do próprio prefeito Fabrício Oliveira, mas em dois anos de governo ele não tomou qualquer medida corretiva.

A prefeitura é o maior empregador da cidade, na data de hoje o Portal da Transparência apontava 6.116 nomes, entre pessoal da ativa e pensionistas.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade