Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Prefeitura precisa dar solução ao lixo no Centro da cidade
Renata Rutes Henning
Av. Central com Av.Brasil, ontem, por volta da meia noite.

Segunda, 9/1/2017 10:15.

Ontem à noite montanhas de lixo se acumulavam no Centro de Balneário Camboriú, num misto de desrespeito por parte dos comerciantes e desorganização da prefeitura.

Vários comércios do Centro geram lixo muito além da sua capacidade de estocar, por isso colocam sobre as calçadas muito antes ou depois do caminhão da coleta passar.

A prefeitura deveria ter concentradores de lixo, como já ocorreu em épocas passadas, e exigir que os comerciantes, sob pena de multa e cassação do alvará de funcionamento, levem o material até esses locais.

Há terrenos próprios e de terceiros na região mais problemática da cidade que poderiam ser usados com este propósito.

É necessário que os responsáveis pela limpeza pública na Emasa façam seu trabalho ou cedam espaço a quem resolva o problema.

O Página 3 apurou que no final da manhã de hoje o prefeito Fabrício Oliveira se reuniu com assessores para tratar do assunto. 
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Prefeitura precisa dar solução ao lixo no Centro da cidade

Renata Rutes Henning
Av. Central com Av.Brasil, ontem, por volta da meia noite.
Av. Central com Av.Brasil, ontem, por volta da meia noite.
Segunda, 9/1/2017 10:15.

Ontem à noite montanhas de lixo se acumulavam no Centro de Balneário Camboriú, num misto de desrespeito por parte dos comerciantes e desorganização da prefeitura.

Vários comércios do Centro geram lixo muito além da sua capacidade de estocar, por isso colocam sobre as calçadas muito antes ou depois do caminhão da coleta passar.

A prefeitura deveria ter concentradores de lixo, como já ocorreu em épocas passadas, e exigir que os comerciantes, sob pena de multa e cassação do alvará de funcionamento, levem o material até esses locais.

Há terrenos próprios e de terceiros na região mais problemática da cidade que poderiam ser usados com este propósito.

É necessário que os responsáveis pela limpeza pública na Emasa façam seu trabalho ou cedam espaço a quem resolva o problema.

O Página 3 apurou que no final da manhã de hoje o prefeito Fabrício Oliveira se reuniu com assessores para tratar do assunto. 
 

Publicidade

Publicidade