Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Finalmente Carnaval de Balneário Camboriú não terá música sertaneja
Reprodução.
Xô sertanejo.

Segunda, 9/1/2017 8:14.

Em reunião realizada na última sexta-feira na Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico ficou acertado que a prefeitura, como fez em outros anos, ajudará os blocos, mas está vedada a execução de músicas que não sejam carnavalescas.

A vedação, determinada pelo prefeito Fabrício Oliveira, atinge de frente o sertanejo, gênero mais executado no Brasil em 2016, mas que em Balneário se tornou uma distorção porque diversos shows foram promovidos pela prefeitura exatamente no Carnaval.

Na reunião ficou acertado que 19 blocos participarão da folia que terá o aquecimento no dia 24 de fevereiro.

A experiência mostra que moradores e turistas querem blocos para seguir atrás, durante o dia e ao anoitecer.

O sertanejo continuará tendo seu espaço em algumas casas noturnas que se dedicam ao gênero.

 Representantes da secretaria de turismo levantaram possibilidades típicas de quem tem cintura dura, sem prática de samba como, por exemplo, deixar o trânsito em meia pista nas avenidas Atlântica e Brasil durante a passagem dos blocos.

Outra cogitação estranha foi controlar o volume dos carros de som.

No ano passado a prefeitura investiu R$ 1.300.000,00 no Carnaval e o objetivo neste ano é gastar menos que a metade desse valor.        
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Finalmente Carnaval de Balneário Camboriú não terá música sertaneja

Reprodução.
Xô sertanejo.
Xô sertanejo.
Segunda, 9/1/2017 8:14.

Em reunião realizada na última sexta-feira na Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico ficou acertado que a prefeitura, como fez em outros anos, ajudará os blocos, mas está vedada a execução de músicas que não sejam carnavalescas.

A vedação, determinada pelo prefeito Fabrício Oliveira, atinge de frente o sertanejo, gênero mais executado no Brasil em 2016, mas que em Balneário se tornou uma distorção porque diversos shows foram promovidos pela prefeitura exatamente no Carnaval.

Na reunião ficou acertado que 19 blocos participarão da folia que terá o aquecimento no dia 24 de fevereiro.

A experiência mostra que moradores e turistas querem blocos para seguir atrás, durante o dia e ao anoitecer.

O sertanejo continuará tendo seu espaço em algumas casas noturnas que se dedicam ao gênero.

 Representantes da secretaria de turismo levantaram possibilidades típicas de quem tem cintura dura, sem prática de samba como, por exemplo, deixar o trânsito em meia pista nas avenidas Atlântica e Brasil durante a passagem dos blocos.

Outra cogitação estranha foi controlar o volume dos carros de som.

No ano passado a prefeitura investiu R$ 1.300.000,00 no Carnaval e o objetivo neste ano é gastar menos que a metade desse valor.        
 

Publicidade

Publicidade