Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Fiscalização dos ônibus de turismo deve ser intensificada
Divulgação PMBC

Quarta, 25/1/2017 7:42.

Não são poucas as reclamações sobre o impacto que os ônibus causam ao trânsito das áreas mais centrais de Balneário Camboriú. Esta semana a prefeitura determinou o reforço na fiscalização do trânsito principalmente, na Avenida Brasil, entre a Avenida Alvin Bauer até a Rua 1500, e na Avenida Central, locais que têm o maior registro de infrações.

O secretário de Turismo, Miro Teixeira, explica que a situação vai exigir uma atualização de todo o sistema do setor, pois o existente hoje é ultrapassado, tem cerca de 15 anos e precisa ser revisto. Ele revela que não há sequer interação de dados entre a Sectur e o Posto de Informações Turísticas (PIT).

A ideia de Miro é implantar um software de integração e chips nos selos dos ônibus, que facilitem a leitura de informações pelos agentes de trânsito em campo. Isso vai agilizar a fiscalização e acompanhar se estão respeitando as rotas estabelecidas.

Por enquanto, a fiscalização visual dos agentes de trânsito vai coibir tráfego fora da rota e paradas em locais proibidos.

Conforme a assessoria da prefeitura, nos primeiros 24 dias de janeiro, Balneário Camboriú recebeu 1.071 ônibus de turismo.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

O acordo põe fim a anos de insegurança e desgaste jurídico


Cidade

Sem a colaboração da população não existe medida que dê jeito


Cidade

Isso explica a redução drástica do nível na captação


Geral

É o terceiro município mais transparente de Santa Catarina


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Fiscalização dos ônibus de turismo deve ser intensificada

Divulgação PMBC
Quarta, 25/1/2017 7:42.

Não são poucas as reclamações sobre o impacto que os ônibus causam ao trânsito das áreas mais centrais de Balneário Camboriú. Esta semana a prefeitura determinou o reforço na fiscalização do trânsito principalmente, na Avenida Brasil, entre a Avenida Alvin Bauer até a Rua 1500, e na Avenida Central, locais que têm o maior registro de infrações.

O secretário de Turismo, Miro Teixeira, explica que a situação vai exigir uma atualização de todo o sistema do setor, pois o existente hoje é ultrapassado, tem cerca de 15 anos e precisa ser revisto. Ele revela que não há sequer interação de dados entre a Sectur e o Posto de Informações Turísticas (PIT).

A ideia de Miro é implantar um software de integração e chips nos selos dos ônibus, que facilitem a leitura de informações pelos agentes de trânsito em campo. Isso vai agilizar a fiscalização e acompanhar se estão respeitando as rotas estabelecidas.

Por enquanto, a fiscalização visual dos agentes de trânsito vai coibir tráfego fora da rota e paradas em locais proibidos.

Conforme a assessoria da prefeitura, nos primeiros 24 dias de janeiro, Balneário Camboriú recebeu 1.071 ônibus de turismo.

 

Publicidade

Publicidade