Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Polícia Civil volta à carga com projeto de edifício que é nocivo ao interesse da cidade

Sexta, 17/2/2017 5:51.

A Polícia Civil retomou a ideia de construir uma nova delegacia regional onde funcionava o antigo presídio (e onde ainda funciona a delegacia da Comarca), na Rua Inglaterra.

O novo delegado regional, David Tarcísio Queiroz de Souza, informou que o conselheiro da cidade Valdir de Andrade lhe disse que a delegacia poderia se aprovada naquela local.

Valdir confirma o diálogo, mas esclarece que a aprovação dependeria de estudos de impacto de trânsito.

A verdade é que a Polícia Civil já tentou construir a delegacia naquele local e o Conselho da Cidade negou de pronto a autorização.

Negou porque queriam construir um prédio de oito pavimentos, concentrando quase todos os serviços da polícia num único edifício, gerando um fluxo de centenas e até milhares de pessoas numa rua que é quase um beco sem saída.

Por isso, em dezembro de 2014, a cidade doou ao Governo do Estado um terreno com 2.400 m2, próximo ao Fórum, para construir o complexo de segurança.

A contrapartida seria o Estado doar ao município o terreno da Rua Inglaterra, o que não ocorreu.

Agora a Polícia Civil volta à carga com um projeto, que se fosse aprovado, causaria danos graves e duradouros ao sistema viário da cidade.

O Página 3 apurou que se o assunto for apresentado novamente ao Conselho da Cidade, a probabilidade maior é que seja novamente reprovado.

O Governo do Estado chantageia a prefeitura alegando que na atual delegacia, na Quarta Avenida, não há mais condições de operar.

A verdade é que a Delegacia Regional de Polícia é uma mina de ouro para o governo, um monopólio que presta atendimentos de qualidade duvidosa por preços indecentes. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Polícia Civil volta à carga com projeto de edifício que é nocivo ao interesse da cidade

Sexta, 17/2/2017 5:51.

A Polícia Civil retomou a ideia de construir uma nova delegacia regional onde funcionava o antigo presídio (e onde ainda funciona a delegacia da Comarca), na Rua Inglaterra.

O novo delegado regional, David Tarcísio Queiroz de Souza, informou que o conselheiro da cidade Valdir de Andrade lhe disse que a delegacia poderia se aprovada naquela local.

Valdir confirma o diálogo, mas esclarece que a aprovação dependeria de estudos de impacto de trânsito.

A verdade é que a Polícia Civil já tentou construir a delegacia naquele local e o Conselho da Cidade negou de pronto a autorização.

Negou porque queriam construir um prédio de oito pavimentos, concentrando quase todos os serviços da polícia num único edifício, gerando um fluxo de centenas e até milhares de pessoas numa rua que é quase um beco sem saída.

Por isso, em dezembro de 2014, a cidade doou ao Governo do Estado um terreno com 2.400 m2, próximo ao Fórum, para construir o complexo de segurança.

A contrapartida seria o Estado doar ao município o terreno da Rua Inglaterra, o que não ocorreu.

Agora a Polícia Civil volta à carga com um projeto, que se fosse aprovado, causaria danos graves e duradouros ao sistema viário da cidade.

O Página 3 apurou que se o assunto for apresentado novamente ao Conselho da Cidade, a probabilidade maior é que seja novamente reprovado.

O Governo do Estado chantageia a prefeitura alegando que na atual delegacia, na Quarta Avenida, não há mais condições de operar.

A verdade é que a Delegacia Regional de Polícia é uma mina de ouro para o governo, um monopólio que presta atendimentos de qualidade duvidosa por preços indecentes. 

Publicidade

Publicidade