Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Morador reclama de uso abusivo do espaço público

Quarta, 1/2/2017 9:44.

O leitor M.T.L enviou para o Página 3 reclamação que uma oficina de automóveis usa abusivamente o espaço público e supostamente polui o pluvial.

O jornal entrou em contato com o proprietário da empresa que negou qualquer irregularidade. Diante disso a reclamação foi repassada à prefeitura para que vistorie o local.

O texto enviado pelo leitor foi o seguinte (os trechos que identificam a oficina foram omitidos)  

Aproveitando a orientação contida na matéria disponibilizada na data de hoje, versando sobre a utilização da calçada pela Construtora Fórmula, venho denunciar que o mesmo ocorre no nº XXX da Rua XXX, esquina com a Rua XXX, onde se encontra instalada a oficina XXX.

Dito estabelecimento se utiliza das calçadas, não só ao redor da oficina mas até do outro lado da rua para realização de consertos, pintura, lixação e polimento de veículos, obstruindo totalmente a passagem de pedestres.

E mais: todos os resíduos líquidos oriundos dessa atividade, como água suja, fuligem, pó, solventes e tintas, são lavados e despejados nas bocas de lobo daquela rua.

É impossível passar por ali usando a calçada porque além dos trabalhos serem executados sobre a mesma, às vezes utilizando equipamentos elétricos como lixadeiras e outros, o pouco espaço que sobra ainda é usado para estacionamento das motocicletas de seus funcionários, o que inclusive está registrado no Google Maps:


 

E, não satisfeitos com isso, ainda estacionam os carros que estão aguardando reparos sobre as calçadas, e do outro lado da rua, sob a placa de proibido parar e estacionar.




Nota: denúncias da comunidade, com foto e identificação do reclamante, podem ser feitas ao Página3 pelo e-mail jornal@pagina3.com.br ou pelo serviço “Fala Cidadão”.

A identidade dos reclamantes será preservada. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Divulgação

Excelente opção para os micro empreendedores, pequenas empresas e freelancers.


Editais

Renovação de Licença Ambiental de Operação


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Morador reclama de uso abusivo do espaço público

Quarta, 1/2/2017 9:44.

O leitor M.T.L enviou para o Página 3 reclamação que uma oficina de automóveis usa abusivamente o espaço público e supostamente polui o pluvial.

O jornal entrou em contato com o proprietário da empresa que negou qualquer irregularidade. Diante disso a reclamação foi repassada à prefeitura para que vistorie o local.

O texto enviado pelo leitor foi o seguinte (os trechos que identificam a oficina foram omitidos)  

Aproveitando a orientação contida na matéria disponibilizada na data de hoje, versando sobre a utilização da calçada pela Construtora Fórmula, venho denunciar que o mesmo ocorre no nº XXX da Rua XXX, esquina com a Rua XXX, onde se encontra instalada a oficina XXX.

Dito estabelecimento se utiliza das calçadas, não só ao redor da oficina mas até do outro lado da rua para realização de consertos, pintura, lixação e polimento de veículos, obstruindo totalmente a passagem de pedestres.

E mais: todos os resíduos líquidos oriundos dessa atividade, como água suja, fuligem, pó, solventes e tintas, são lavados e despejados nas bocas de lobo daquela rua.

É impossível passar por ali usando a calçada porque além dos trabalhos serem executados sobre a mesma, às vezes utilizando equipamentos elétricos como lixadeiras e outros, o pouco espaço que sobra ainda é usado para estacionamento das motocicletas de seus funcionários, o que inclusive está registrado no Google Maps:


 

E, não satisfeitos com isso, ainda estacionam os carros que estão aguardando reparos sobre as calçadas, e do outro lado da rua, sob a placa de proibido parar e estacionar.




Nota: denúncias da comunidade, com foto e identificação do reclamante, podem ser feitas ao Página3 pelo e-mail jornal@pagina3.com.br ou pelo serviço “Fala Cidadão”.

A identidade dos reclamantes será preservada. 

Publicidade

Publicidade