Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Feirantes da Rua 200 querem levar a feira para os bairros

Terça, 20/9/2016 8:35.

Os feirantes da Rua 200 estão se movimentando para levar a feira aos bairros. “Há mais de quatro anos estamos tentando, mas não conseguimos apoio do prefeito. Agora, junto do vereador Roberto Souza Júnior e do candidato Fabrício Oliveira, que aprovam a ideia, queremos dar seguimento”, explica Paulo Rodrigues de Carvalho, o Paulinho do Pastel.

O feirante quer incentivar campanhas como troca de materiais recicláveis por produtos da feira. “Quem quiser montar o seu comércio na feira vai poder montar, diferente de como é hoje na Rua 200, onde é difícil de conseguir entrar pessoas novas”, salienta.

Os bairros que a princípio receberiam a feira são Nações, Vila Real, Municípios e Barra, além do Centro, que já conta com a original.

“Queremos nos unir com a Feira do Artesanato. Há alguns grupos de Camboriú que estão interessados. Também queremos trazer alguns músicos para abrilhantar ainda mais”, acrescenta.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Justiça

MP diz que aluguel de totens de segurança causou prejuízo ao erário


Cidade


Cidade

Agora são seis com o objetivo de aumentar a coleta de resíduos recicláveis


Política

 Relembre negociações de FHC e Lula


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Feirantes da Rua 200 querem levar a feira para os bairros

Publicidade

Terça, 20/9/2016 8:35.

Os feirantes da Rua 200 estão se movimentando para levar a feira aos bairros. “Há mais de quatro anos estamos tentando, mas não conseguimos apoio do prefeito. Agora, junto do vereador Roberto Souza Júnior e do candidato Fabrício Oliveira, que aprovam a ideia, queremos dar seguimento”, explica Paulo Rodrigues de Carvalho, o Paulinho do Pastel.

O feirante quer incentivar campanhas como troca de materiais recicláveis por produtos da feira. “Quem quiser montar o seu comércio na feira vai poder montar, diferente de como é hoje na Rua 200, onde é difícil de conseguir entrar pessoas novas”, salienta.

Os bairros que a princípio receberiam a feira são Nações, Vila Real, Municípios e Barra, além do Centro, que já conta com a original.

“Queremos nos unir com a Feira do Artesanato. Há alguns grupos de Camboriú que estão interessados. Também queremos trazer alguns músicos para abrilhantar ainda mais”, acrescenta.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade