Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Morador denuncia terreno abandonado da Havan
Divulgação

Quarta, 9/11/2016 9:12.

Vizinhos de um terreno de propriedade da rede de lojas Havan, no final da avenida Brasil, estão preocupados com o abandono do local. Uma moradora da Rua 3.710 conta que uma empresa derrubou as duas casas, cortou árvores, mas deixou o terreno (que tem acesso para duas ruas) completamente abandonado e aberto.

“Isso já faz mais de um mês. Nesse período estamos vivendo com a presença de ladrões, usuários de drogas e todo tipo de pessoa que não presta acessando esse terreno e causando muito transtorno para os moradores das imediações”, relata.

Além de ter seus acessos abertos, o espaço também está se tornando depósito de lixo e coloca em risco quem passa por lá, pois existem fios de eletricidade que estão amarrados em um portão de ferro enferrujado.

A moradora destaca que registrou um Boletim de Ocorrência por furto. Um ladrão invadiu a casa dela e levou uma tevê. O suspeito ainda é visto na área.

“Não temos como deixar a casa sozinha, sempre revezamos para que alguém cuide porque acreditamos que em qualquer outra oportunidade esse sujeito vai invadi-la novamente. Foram inúmeras ligações para PM solicitando o apoio devido as invasões nesse terreno, mas nada é feito”, explica. Ela também já flagrou um morador de rua tentando entrar no terreno da residência.

O Página 3 tentou contato com os responsáveis pela rede Havan, mas não obteve retorno até o momento.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Morador denuncia terreno abandonado da Havan

Divulgação
Quarta, 9/11/2016 9:12.

Vizinhos de um terreno de propriedade da rede de lojas Havan, no final da avenida Brasil, estão preocupados com o abandono do local. Uma moradora da Rua 3.710 conta que uma empresa derrubou as duas casas, cortou árvores, mas deixou o terreno (que tem acesso para duas ruas) completamente abandonado e aberto.

“Isso já faz mais de um mês. Nesse período estamos vivendo com a presença de ladrões, usuários de drogas e todo tipo de pessoa que não presta acessando esse terreno e causando muito transtorno para os moradores das imediações”, relata.

Além de ter seus acessos abertos, o espaço também está se tornando depósito de lixo e coloca em risco quem passa por lá, pois existem fios de eletricidade que estão amarrados em um portão de ferro enferrujado.

A moradora destaca que registrou um Boletim de Ocorrência por furto. Um ladrão invadiu a casa dela e levou uma tevê. O suspeito ainda é visto na área.

“Não temos como deixar a casa sozinha, sempre revezamos para que alguém cuide porque acreditamos que em qualquer outra oportunidade esse sujeito vai invadi-la novamente. Foram inúmeras ligações para PM solicitando o apoio devido as invasões nesse terreno, mas nada é feito”, explica. Ela também já flagrou um morador de rua tentando entrar no terreno da residência.

O Página 3 tentou contato com os responsáveis pela rede Havan, mas não obteve retorno até o momento.

Publicidade

Publicidade