Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Observatório Social mostra que foi um erro a Emasa assumir a limpeza pública
Divulgação PMBC

Quarta, 9/11/2016 8:12.

O Observatório Social fez um levantamento em documentos oficiais mostrando que foi péssima para os moradores a decisão do prefeito Edson Piriquito de retirar o serviço de limpeza pública de uma empresa privada e repassá-lo à Empresa Municipal de Água e Saneamento, Emasa porque a despesa aumentou.

Em 2014, Piriquito decidiu que não pagaria à Ambiental Limpeza Urbana e Saneamento Ltda. os R$ 801.442,60 que ela queria mensalmente para limpar a cidade e pintar os meios-fios. O prefeito disse que com o trabalho feito pela Emasa sairia mais barato, mas hoje gasta R$ 1.228.630,70 e se tivesse ficado com a empresa privada o custo atualizado seria R$ 1.032.000,00 por mês.

A Ambiental tinha 102 empregados fazendo este serviço e a Emasa tem 294. A pintura de meio-fio hoje é feita pela Secretaria de Obras, agregando mais despesa ao município.

Mesmo sendo um levantamento preliminar, o Observatório Social recomenda que o serviço volte a ser privatizado, através de licitação pública.

Veja as tabelas comparativas:

 
Pessoas ocupadas na varrição
Manual e serviços gerais de limpeza
Ambiental
em 2013
Emasa
em 2016
Garis/varredores
94
288
Fiscais de rua
2
8
Auxiliar de fiscal
5
0
Encarregado chefe
1
1
Total
102
297
 
Custos mensais com pessoal operacional e administrativo
Ambiental
Em 2013*
Emasa
Em 2016
Pessoal operacional
253.031,00
706.041,10
Pessoal administrativo
23.972,00
32.190,29
Total
277.003,00
745.571,70
*valores atualizados pelo IGP-M
 
Limpeza da praia na temporada e Carnaval
Ambiental
Em 2013
Emasa
Em 15/16
Serviço terceirizado limpeza
0,0
1.126.913,30
Locação de veículos/tratores
0,00
1.965.508,40
Locação de galpão
0,00
77.950,00
Total
0,00
3.170.011,70

 

 

E você leitor, sente alguma diferença na qualidade do serviço prestado pela Emasa? Opine!


 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Observatório Social mostra que foi um erro a Emasa assumir a limpeza pública

Divulgação PMBC
Quarta, 9/11/2016 8:12.

O Observatório Social fez um levantamento em documentos oficiais mostrando que foi péssima para os moradores a decisão do prefeito Edson Piriquito de retirar o serviço de limpeza pública de uma empresa privada e repassá-lo à Empresa Municipal de Água e Saneamento, Emasa porque a despesa aumentou.

Em 2014, Piriquito decidiu que não pagaria à Ambiental Limpeza Urbana e Saneamento Ltda. os R$ 801.442,60 que ela queria mensalmente para limpar a cidade e pintar os meios-fios. O prefeito disse que com o trabalho feito pela Emasa sairia mais barato, mas hoje gasta R$ 1.228.630,70 e se tivesse ficado com a empresa privada o custo atualizado seria R$ 1.032.000,00 por mês.

A Ambiental tinha 102 empregados fazendo este serviço e a Emasa tem 294. A pintura de meio-fio hoje é feita pela Secretaria de Obras, agregando mais despesa ao município.

Mesmo sendo um levantamento preliminar, o Observatório Social recomenda que o serviço volte a ser privatizado, através de licitação pública.

Veja as tabelas comparativas:

 
Pessoas ocupadas na varrição
Manual e serviços gerais de limpeza
Ambiental
em 2013
Emasa
em 2016
Garis/varredores
94
288
Fiscais de rua
2
8
Auxiliar de fiscal
5
0
Encarregado chefe
1
1
Total
102
297
 
Custos mensais com pessoal operacional e administrativo
Ambiental
Em 2013*
Emasa
Em 2016
Pessoal operacional
253.031,00
706.041,10
Pessoal administrativo
23.972,00
32.190,29
Total
277.003,00
745.571,70
*valores atualizados pelo IGP-M
 
Limpeza da praia na temporada e Carnaval
Ambiental
Em 2013
Emasa
Em 15/16
Serviço terceirizado limpeza
0,0
1.126.913,30
Locação de veículos/tratores
0,00
1.965.508,40
Locação de galpão
0,00
77.950,00
Total
0,00
3.170.011,70

 

 

E você leitor, sente alguma diferença na qualidade do serviço prestado pela Emasa? Opine!


 

Publicidade

Publicidade