Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Fiscal agride ambulante ilegal e caso repercute nas redes sociais

Quinta, 17/11/2016 10:39.

Uma confusão envolvendo um fiscal da Secretaria da Fazenda e um vendedor ambulante de morango chamou a atenção de quem passava pela Avenida Brasil na tarde de ontem (16). O caso está repercutindo nas redes sociais. Segundo testemunhas, o fiscal teria agredido o ambulante ‘simplesmente porque ele não possuía alvará’. Os dois foram parar na delegacia.

O Página 3 procurou a secretária da Fazenda, Juliana Zimmermann, que disse já ter conversado com o fiscal envolvido na situação. Ele é funcionário público efetivo da prefeitura. A versão apresentada foi um pouco diferente da que está circulando nas redes. Os fiscais e o vendedor de morango já se estranharam há duas semanas.

Juliana relata que primeiramente os fiscais abordaram o homem e informaram que ele não poderia comercializar morangos sem alvará, e inclusive teriam indicado que ele procurasse a prefeitura para se regularizar. Porém, três dias depois a equipe de fiscalização encontrou o sujeito novamente, ainda sem alvará. “Eles o abordaram para recolher os produtos dele. Houve tumulto, o vendedor jogou morangos em cima dos fiscais, brigaram, xingaram...”, conta.

Ontem a equipe e o homem se encontraram novamente, ocasião em que os fiscais relembraram o vendedor sobre a necessidade do alvará. “O ambulante jogou morangos novamente nos fiscais, pegou um pedaço de pau e foi pra cima da equipe. Os fiscais tiveram que contê-lo e chamaram a Polícia Militar”, diz. Todos foram encaminhados à delegacia, onde um boletim de ocorrência foi registrado.

Questionada sobre a versão que o fiscal teria agredido o ambulante, Juliana ressalta que o funcionário não relatou isso. Ele teria dito apenas que tentou se defender. “Esses ambulantes de morango são de Camboriú e vêm vender em Balneário. Sabemos que eles estão sem emprego e que estão tentando trabalhar, mas eles estão ilegais. Precisamos tomar uma atitude. Recebemos muitas denúncias de comerciantes regularizados que exigem que os sem alvará também se regularizem. Há clamor social, mas precisamos cumprir a lei", justificou a secretária.

Repercussão

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

Receberão a certificação ambiental as praias do Estaleiro e Estaleirinho


Justiça

Ele considera ilegal a lei municipal que permitiu o empreendimento 


Geral

É necessário economizar água 


Variedades

Escolha por voto popular contou com participação de sete mil pessoas


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Fiscal agride ambulante ilegal e caso repercute nas redes sociais

Quinta, 17/11/2016 10:39.

Uma confusão envolvendo um fiscal da Secretaria da Fazenda e um vendedor ambulante de morango chamou a atenção de quem passava pela Avenida Brasil na tarde de ontem (16). O caso está repercutindo nas redes sociais. Segundo testemunhas, o fiscal teria agredido o ambulante ‘simplesmente porque ele não possuía alvará’. Os dois foram parar na delegacia.

O Página 3 procurou a secretária da Fazenda, Juliana Zimmermann, que disse já ter conversado com o fiscal envolvido na situação. Ele é funcionário público efetivo da prefeitura. A versão apresentada foi um pouco diferente da que está circulando nas redes. Os fiscais e o vendedor de morango já se estranharam há duas semanas.

Juliana relata que primeiramente os fiscais abordaram o homem e informaram que ele não poderia comercializar morangos sem alvará, e inclusive teriam indicado que ele procurasse a prefeitura para se regularizar. Porém, três dias depois a equipe de fiscalização encontrou o sujeito novamente, ainda sem alvará. “Eles o abordaram para recolher os produtos dele. Houve tumulto, o vendedor jogou morangos em cima dos fiscais, brigaram, xingaram...”, conta.

Ontem a equipe e o homem se encontraram novamente, ocasião em que os fiscais relembraram o vendedor sobre a necessidade do alvará. “O ambulante jogou morangos novamente nos fiscais, pegou um pedaço de pau e foi pra cima da equipe. Os fiscais tiveram que contê-lo e chamaram a Polícia Militar”, diz. Todos foram encaminhados à delegacia, onde um boletim de ocorrência foi registrado.

Questionada sobre a versão que o fiscal teria agredido o ambulante, Juliana ressalta que o funcionário não relatou isso. Ele teria dito apenas que tentou se defender. “Esses ambulantes de morango são de Camboriú e vêm vender em Balneário. Sabemos que eles estão sem emprego e que estão tentando trabalhar, mas eles estão ilegais. Precisamos tomar uma atitude. Recebemos muitas denúncias de comerciantes regularizados que exigem que os sem alvará também se regularizem. Há clamor social, mas precisamos cumprir a lei", justificou a secretária.

Repercussão

Publicidade

Publicidade