Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Nações receberá maior escola estadual da cidade em 2017
Fotos Daniele dos Reis

Quinta, 28/7/2016 7:33.

Entra em fase de acabamento a obra da 6ª escola estadual de Balneário Camboriú, que está em construção no Bairro das Nações, bem ao lado do Batalhão da Polícia Militar da Rua México. A expectativa da Secretaria de Educação é inaugurá-la em fevereiro de 2017, se tudo ocorrer dentro do previsto. A unidade terá capacidade de 1,4 mil alunos e será o maior colégio da cidade, ficando na frente até dos colégios João Goulart e Maria da Glória Pereira.

Esta será a segunda escola estadual de Balneário com ensino integral, depois do Francisca Alves Gevaerd, da Barra. Serão 700 vagas para o dia, e outras 700 vagas para ensino médio à noite. De acordo com o gerente regional de Educação, Ken Ichi Becherer a escola trará estrutura para desenvolver, no futuro, cursos de profissionalização, mas isso vai depender de uma análise sobre a demanda local.

Para Ken, a inauguração vai representar um novo momento para a educação de Balneário, justamente em seu bairro mais populoso e que não tinha escola estadual. Ela também vai trazer uma nova dinâmica na educação pública, com tantas vagas de ensino integral. Há expectativa para saber como será essa procura, já que muitos jovens do ensino médio começam a buscar o primeiro emprego.

O terreno foi doado pela prefeitura e como em Balneário a oferta de áreas é limitada, o projeto teve que ser mais verticalizado, se comparado a outras escolas que estão sendo construídas pelo Estado na região.

Serão ao todo quatro pavimentos, com secretaria, refeitório, cozinha, pátio, biblioteca ampla, auditório e banheiros. Dois dos andares serão destinados às 18 salas de aula com capacidade para cerca de 35 alunos cada. No último pavimento se concentrará a parte esportiva, com tatame, sala de educação física, mesa de ping pong e um ginásio com arquibancadas. Ao todo serão 7,2 mil metros quadrados de área construída.

O investimento é de 8,5 milhões. Os recursos são repassados pelo Ministério da Educação, através do Governo do Estado. Ao todo, são cinco escolas como esta sendo edificadas na região: a daqui, três em Itajaí e uma em Navegantes.

Segundo Ken, Balneário tem outras cinco escolas estaduais em funcionamento: João Goulart e Maria da Glória, do Centro, com cerca de 1,1 mil alunos cada, Laureano Pacheco, no Pioneiros com aproximadamente 700 alunos, Ruizélio Cabral no Nova Esperança com 500 alunos e o Francisca Gevaerd, na Barra com 400 alunos.

Auditório terá parede de vidro e cadeiras

Ginásio com arquibancadas fica no último pavimento

De longe é possível ter uma noção do tamanho da escola

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Variedades

A chegada do bom velhinho também dá inicio a uma intensa programação cultural  


Cidade

Toda a comunidade pode participar no próximo domingo


Cidade

Centro de Eventos de Balneário Camboriú será o maior do Sul do país  


Cidade

Obra é cara e mal explicada 


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Nações receberá maior escola estadual da cidade em 2017

Fotos Daniele dos Reis
Quinta, 28/7/2016 7:33.

Entra em fase de acabamento a obra da 6ª escola estadual de Balneário Camboriú, que está em construção no Bairro das Nações, bem ao lado do Batalhão da Polícia Militar da Rua México. A expectativa da Secretaria de Educação é inaugurá-la em fevereiro de 2017, se tudo ocorrer dentro do previsto. A unidade terá capacidade de 1,4 mil alunos e será o maior colégio da cidade, ficando na frente até dos colégios João Goulart e Maria da Glória Pereira.

Esta será a segunda escola estadual de Balneário com ensino integral, depois do Francisca Alves Gevaerd, da Barra. Serão 700 vagas para o dia, e outras 700 vagas para ensino médio à noite. De acordo com o gerente regional de Educação, Ken Ichi Becherer a escola trará estrutura para desenvolver, no futuro, cursos de profissionalização, mas isso vai depender de uma análise sobre a demanda local.

Para Ken, a inauguração vai representar um novo momento para a educação de Balneário, justamente em seu bairro mais populoso e que não tinha escola estadual. Ela também vai trazer uma nova dinâmica na educação pública, com tantas vagas de ensino integral. Há expectativa para saber como será essa procura, já que muitos jovens do ensino médio começam a buscar o primeiro emprego.

O terreno foi doado pela prefeitura e como em Balneário a oferta de áreas é limitada, o projeto teve que ser mais verticalizado, se comparado a outras escolas que estão sendo construídas pelo Estado na região.

Serão ao todo quatro pavimentos, com secretaria, refeitório, cozinha, pátio, biblioteca ampla, auditório e banheiros. Dois dos andares serão destinados às 18 salas de aula com capacidade para cerca de 35 alunos cada. No último pavimento se concentrará a parte esportiva, com tatame, sala de educação física, mesa de ping pong e um ginásio com arquibancadas. Ao todo serão 7,2 mil metros quadrados de área construída.

O investimento é de 8,5 milhões. Os recursos são repassados pelo Ministério da Educação, através do Governo do Estado. Ao todo, são cinco escolas como esta sendo edificadas na região: a daqui, três em Itajaí e uma em Navegantes.

Segundo Ken, Balneário tem outras cinco escolas estaduais em funcionamento: João Goulart e Maria da Glória, do Centro, com cerca de 1,1 mil alunos cada, Laureano Pacheco, no Pioneiros com aproximadamente 700 alunos, Ruizélio Cabral no Nova Esperança com 500 alunos e o Francisca Gevaerd, na Barra com 400 alunos.

Auditório terá parede de vidro e cadeiras

Ginásio com arquibancadas fica no último pavimento

De longe é possível ter uma noção do tamanho da escola

Publicidade

Publicidade