Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Câmeras de segurança da PM desligadas por falta de manutenção
Divulgação

Quarta, 27/7/2016 8:40.

As câmeras de segurança implantadas ainda no governo Rubens Spernau, estão sendo desligadas, por divergências entre pela prefeitura e Policia Militar sobre quem pagará as despesas de funcionamento e manutenção.

A região mais crítica para a segurança de comerciantes, moradores e turistas, o Centro, ficará descoberta. Serão desligadas nove câmeras na Avenida Brasil; três na Avenida Atlântica e outras situadas na Terceira Avenida; Quarta Avenida; Praça da Barra; Rua Canelinha; Rua 2500, Rua 3300, Quarta Avenida e Avenida Palestina.

No total, das 51 câmeras em operação, 22 deixarão de funcionar imediatamente e as demais poderão ser desligadas em breve.

O coronel Cláudio Roberto Koglin, responsável pela 3ª Região da Polícia Militar confirmou o desligamento de 19 das 51 câmeras de segurança instaladas pela cidade (em verdade são 22). Segundo ele, seis estão desligadas por realocação dos postes ou acidente de trânsito e 13 por problemas de manutenção da rede de transmissão de dados.

No caso das 13, de acordo com informações de Koglin, é dever da prefeitura realizar a manutenção. “O governo municipal já foi notificado pela Secretaria de Segurança Pública do Estado e se prontificou a solucionar essa situação, porém há problemas burocráticos por conta de licitações. A PM não tem nada a ver com isso”, explicou.

Na prefeitura não foi possível obter uma informação clara. Quem chegou mais perto disso foi o secretário de compras, Mário Teixeira que informou ter adquirido dias atrás algumas peças que podem ser usadas nessas câmeras.

De qualquer forma, o episódio revela falta de planejamento numa área sensível que é a segurança pública.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

O acordo põe fim a anos de insegurança e desgaste jurídico


Cidade

Sem a colaboração da população não existe medida que dê jeito


Cidade

Isso explica a redução drástica do nível na captação


Geral

É o terceiro município mais transparente de Santa Catarina


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Câmeras de segurança da PM desligadas por falta de manutenção

Divulgação
Quarta, 27/7/2016 8:40.

As câmeras de segurança implantadas ainda no governo Rubens Spernau, estão sendo desligadas, por divergências entre pela prefeitura e Policia Militar sobre quem pagará as despesas de funcionamento e manutenção.

A região mais crítica para a segurança de comerciantes, moradores e turistas, o Centro, ficará descoberta. Serão desligadas nove câmeras na Avenida Brasil; três na Avenida Atlântica e outras situadas na Terceira Avenida; Quarta Avenida; Praça da Barra; Rua Canelinha; Rua 2500, Rua 3300, Quarta Avenida e Avenida Palestina.

No total, das 51 câmeras em operação, 22 deixarão de funcionar imediatamente e as demais poderão ser desligadas em breve.

O coronel Cláudio Roberto Koglin, responsável pela 3ª Região da Polícia Militar confirmou o desligamento de 19 das 51 câmeras de segurança instaladas pela cidade (em verdade são 22). Segundo ele, seis estão desligadas por realocação dos postes ou acidente de trânsito e 13 por problemas de manutenção da rede de transmissão de dados.

No caso das 13, de acordo com informações de Koglin, é dever da prefeitura realizar a manutenção. “O governo municipal já foi notificado pela Secretaria de Segurança Pública do Estado e se prontificou a solucionar essa situação, porém há problemas burocráticos por conta de licitações. A PM não tem nada a ver com isso”, explicou.

Na prefeitura não foi possível obter uma informação clara. Quem chegou mais perto disso foi o secretário de compras, Mário Teixeira que informou ter adquirido dias atrás algumas peças que podem ser usadas nessas câmeras.

De qualquer forma, o episódio revela falta de planejamento numa área sensível que é a segurança pública.

Publicidade

Publicidade