Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Depósito de lixo está instalado às margens da BR-101 com conivência da prefeitura
Daniele Sisnandes/Página 3

Segunda, 18/1/2016 10:18.

Um depósito de lixo bem às margens da BR-101, no Bairro Nova Esperança, está sendo formado há anos e com conivência da prefeitura de Balneário Camboriú. Recentemente a colocação dos recicláveis começou a ser feita mais perto da rodovia, por isso só agora a situação veio à tona.

De acordo com o dono do terreno, Rudis Cabral, uma pequena área foi cedida temporariamente por alguns meses a uma família que cata materiais recicláveis na região, a pedido da prefeitura, em 2009. Nesse meio tempo, foi acordado que a Inclusão Social se responsabilizaria pela construção de um galpão em outra área para que os catadores pudessem usar, mas isso nunca saiu do papel.

Em outubro desse ano foi acertado com a promotoria de justiça que trata sobre o Meio Ambiente que os recicláveis deveriam ser levados para a cooperativa, na Várzea do Ranchinho, no entanto, os catadores não concordaram e o terreno no Nova Esperança continuou sendo usado.

O dono da área fechou o acesso, por isso os catadores começaram a entrar pela frente, perto da BR-101.

A secretária do Meio Ambiente, Nena Amorim disse que terminava na semana passada o prazo dado para que os catadores saíssem dali ou o dono do terreno seria responsabilizado.

Rudis disse ao Página 3 que quer a retirada dos materiais e dos catadores do local imediatamente.

Além de feio para a cidade, as montanhas de resíduos a céu aberto colocam em risco a saúde dos moradores da região.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade


Saúde

 Cidade é área de atenção e apenas 2.500 tomaram a vacina até agora. Doença pode matar.


Saúde

Lei já obriga SAMU e Bombeiros conduzirem pacientes a hospitais particulares.


Educação

Sistema que fechou dezembro com 276 crianças hoje está com mil.


Publicidade


Geral

O Infiltrado - Um Repórter Dentro da Polícia que Mais Mata e Mais Morre no Brasil


Policia

"A organização criminosa se apoderou do Ministério do Trabalho, ocupando os principais cargos da pasta"


Policia


Cidade

Aulas em Camboriú e no Nova Esperança estão suspensas


Publicidade


Economia


Divulgação

Excelente opção para os micro empreendedores, pequenas empresas e freelancers.


Geral

Conselho Comunitário de Segurança Náutica e Cidadania de Balneário Camboriú


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Depósito de lixo está instalado às margens da BR-101 com conivência da prefeitura

Daniele Sisnandes/Página 3
Segunda, 18/1/2016 10:18.

Um depósito de lixo bem às margens da BR-101, no Bairro Nova Esperança, está sendo formado há anos e com conivência da prefeitura de Balneário Camboriú. Recentemente a colocação dos recicláveis começou a ser feita mais perto da rodovia, por isso só agora a situação veio à tona.

De acordo com o dono do terreno, Rudis Cabral, uma pequena área foi cedida temporariamente por alguns meses a uma família que cata materiais recicláveis na região, a pedido da prefeitura, em 2009. Nesse meio tempo, foi acordado que a Inclusão Social se responsabilizaria pela construção de um galpão em outra área para que os catadores pudessem usar, mas isso nunca saiu do papel.

Em outubro desse ano foi acertado com a promotoria de justiça que trata sobre o Meio Ambiente que os recicláveis deveriam ser levados para a cooperativa, na Várzea do Ranchinho, no entanto, os catadores não concordaram e o terreno no Nova Esperança continuou sendo usado.

O dono da área fechou o acesso, por isso os catadores começaram a entrar pela frente, perto da BR-101.

A secretária do Meio Ambiente, Nena Amorim disse que terminava na semana passada o prazo dado para que os catadores saíssem dali ou o dono do terreno seria responsabilizado.

Rudis disse ao Página 3 que quer a retirada dos materiais e dos catadores do local imediatamente.

Além de feio para a cidade, as montanhas de resíduos a céu aberto colocam em risco a saúde dos moradores da região.

Publicidade

Publicidade