Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Reportagem flagra caramujos africanos no Bairro dos Estados
Renata Rutes/Página 3

Segunda, 22/2/2016 11:08.

O Página 3 flagrou diversos caramujos africanos, às 18h40 de domingo (21), na Rua Rondônia, no Bairro dos Estados, em Balneário Camboriú. Essa praga urbana é comum no verão.

O Centro de Controle de Pragas Urbanas (CCPU) foi procurado e a coordenadora Geosí de Lima Matos explicou que não estavam sabendo dessa ocorrência, mas prometeu que até o fim desta segunda-feira (22) passarão no local para verificar.

Se a situação for confirmada (as fotos comprovam que de fato havia caramujos no local, inclusive no asfalto) o proprietário do local é intimado ou então um o ofício é encaminhado à Secretaria de Obras, que faz a limpeza (isso é cobrado via IPTU).

“Nesse período, de dezembro até fevereiro, aumenta o número de caramujos na cidade, por conta do calor e das chuvas, que favorecem a proliferação deles e de outras pragas urbanas, como insetos e ratos”, diz.

Não há grande infestação de caramujos na cidade, mas Geosí reconhece que há pontos. “Estamos intimando os proprietários e quando eles não cumprem a ordem de limpeza e eliminação das pragas, a Secretaria de Obras vai até lá, limpa o espaço e já eliminam os caramujos, pois esmagam as conchas”, comenta.

Para eliminar os caramujos, o recomendável é proteger as mãos com luvas ou sacola plástica. “Basta coloca-los dentro de sacos de lixo resistentes e amassar as conchas. Pode jogar no lixo comum, porque o caminhão irá triturar. O essencial é quebrar a concha, porque se deixa-la ao ar livre ela pode virar foco do mosquito Aedes aegypti”, explica.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Reportagem flagra caramujos africanos no Bairro dos Estados

Renata Rutes/Página 3
Segunda, 22/2/2016 11:08.

O Página 3 flagrou diversos caramujos africanos, às 18h40 de domingo (21), na Rua Rondônia, no Bairro dos Estados, em Balneário Camboriú. Essa praga urbana é comum no verão.

O Centro de Controle de Pragas Urbanas (CCPU) foi procurado e a coordenadora Geosí de Lima Matos explicou que não estavam sabendo dessa ocorrência, mas prometeu que até o fim desta segunda-feira (22) passarão no local para verificar.

Se a situação for confirmada (as fotos comprovam que de fato havia caramujos no local, inclusive no asfalto) o proprietário do local é intimado ou então um o ofício é encaminhado à Secretaria de Obras, que faz a limpeza (isso é cobrado via IPTU).

“Nesse período, de dezembro até fevereiro, aumenta o número de caramujos na cidade, por conta do calor e das chuvas, que favorecem a proliferação deles e de outras pragas urbanas, como insetos e ratos”, diz.

Não há grande infestação de caramujos na cidade, mas Geosí reconhece que há pontos. “Estamos intimando os proprietários e quando eles não cumprem a ordem de limpeza e eliminação das pragas, a Secretaria de Obras vai até lá, limpa o espaço e já eliminam os caramujos, pois esmagam as conchas”, comenta.

Para eliminar os caramujos, o recomendável é proteger as mãos com luvas ou sacola plástica. “Basta coloca-los dentro de sacos de lixo resistentes e amassar as conchas. Pode jogar no lixo comum, porque o caminhão irá triturar. O essencial é quebrar a concha, porque se deixa-la ao ar livre ela pode virar foco do mosquito Aedes aegypti”, explica.

Publicidade

Publicidade