Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Menina de seis anos se desespera ao ficar sozinha em casa

Segunda, 1/2/2016 9:43.

Uma menina de seis anos se desesperou na madrugada de sábado (30), na Rua Dom Henrique, no Bairro Vila Real, em Balneário Camboriú. Ela estava com uma adolescente de 15 anos. As responsáveis pelas duas haviam ido a um baile.

A Polícia Militar informou que o caso começou às 3h10 de sábado. A criança estava na sacada do prédio, chorando e gritando por socorro. Após um tempo de conversa com os militares, a pequena se acalmou e contou que estava sozinha em casa, pois sua mãe havia saído.

Ela então foi orientada a jogar a chave de sua residência pela janela, para que os policiais conseguissem entrar no local. No apartamento também estava uma adolescente de 15 anos, que estava cuidando da menina. a garota contou que estava dormindo e não ouviu o choro e gritos da menor.

As responsáveis pelas duas logo chegaram e informaram que haviam ido para um baile.

Conselho Tutelar

Toda a ocorrência foi acompanhada pela conselheira tutelar Adriana Oliveira Danzmann. “Um senhor estava passando na rua e viu a cena, chamando a Polícia Militar. A menina de 15 anos realmente estava cuidando dela, as duas estavam dormindo juntas. A pequena provavelmente acordou e sentiu falta da mãe, por isso chorou”, explica.

Adriana relembra o caso de abandono de incapaz ocorrido na última semana, onde um menino foi deixado sozinho pelos pais que haviam ido à academia. “As situações são bem diferentes, essa menina não estava sozinha, ela estava acompanhada de uma adolescente de 15 anos, que já tem noção do que faz e pode pedir socorro ou decidir o que fazer em situações perigosas. Porém, dei advertência porque está errado. Vou conversar com a responsável e resolver esse caso”, salienta.

A conselheira comenta que o caso deve servir de alerta para os pais. “Se quiser sair para curtir a noite, deixe seu filho com um responsável. A criança precisa ficar estruturada”, diz.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Menina de seis anos se desespera ao ficar sozinha em casa

Uma menina de seis anos se desesperou na madrugada de sábado (30), na Rua Dom Henrique, no Bairro Vila Real, em Balneário Camboriú. Ela estava com uma adolescente de 15 anos. As responsáveis pelas duas haviam ido a um baile.

A Polícia Militar informou que o caso começou às 3h10 de sábado. A criança estava na sacada do prédio, chorando e gritando por socorro. Após um tempo de conversa com os militares, a pequena se acalmou e contou que estava sozinha em casa, pois sua mãe havia saído.

Ela então foi orientada a jogar a chave de sua residência pela janela, para que os policiais conseguissem entrar no local. No apartamento também estava uma adolescente de 15 anos, que estava cuidando da menina. a garota contou que estava dormindo e não ouviu o choro e gritos da menor.

As responsáveis pelas duas logo chegaram e informaram que haviam ido para um baile.

Conselho Tutelar

Toda a ocorrência foi acompanhada pela conselheira tutelar Adriana Oliveira Danzmann. “Um senhor estava passando na rua e viu a cena, chamando a Polícia Militar. A menina de 15 anos realmente estava cuidando dela, as duas estavam dormindo juntas. A pequena provavelmente acordou e sentiu falta da mãe, por isso chorou”, explica.

Adriana relembra o caso de abandono de incapaz ocorrido na última semana, onde um menino foi deixado sozinho pelos pais que haviam ido à academia. “As situações são bem diferentes, essa menina não estava sozinha, ela estava acompanhada de uma adolescente de 15 anos, que já tem noção do que faz e pode pedir socorro ou decidir o que fazer em situações perigosas. Porém, dei advertência porque está errado. Vou conversar com a responsável e resolver esse caso”, salienta.

A conselheira comenta que o caso deve servir de alerta para os pais. “Se quiser sair para curtir a noite, deixe seu filho com um responsável. A criança precisa ficar estruturada”, diz.

Publicidade

Publicidade