Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Brasil
Oito aeroportos do país estão sem combustível

Segunda, 28/5/2018 11:05.

Publicidade

CAROLINA LINHARES E ANA LUIZA ALBUQUERQUE
BELO HORIZONTE, MG, E CURITIBA, PR (FOLHAPRESS) - Na manhã desta segunda-feira (28), 8 aeroportos dos 54 administrados pela Infraero estão com falta de combustível. São eles: São José dos Campos (SP); Uberlândia (MG); Ilhéus (BA); Campina Grande (PB);
Juazeiro do Norte (CE); Aracaju (SE); João Pessoa (PB); e Teresina (PI).

Nesses aeroportos, as aeronaves que pousam só podem decolar se tiveram combustível suficiente para a próxima etapa do voo. A Infraero informa que está em contato com órgãos públicos para garantir a chegada de caminhões com combustível nos aeroportos.

Embora o aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte (MG), não apareça na lista, a informação no local é que não há combustível para os aviões e que só podem decolar aqueles que já vêm abastecidos para isso.

Até as 10h, de 452 voos programados nos aeroportos do país, 29 (6,42%) haviam sido cancelados.

A recomendação é que os passageiros procurem as companhias aéreas para verificar a situação do seu voo.

CONFINS

No aeroporto de Confins (MG), operado pela concessionária BH Airport, o nível dos estoques é mínimo. "O abastecimento às aeronaves continua sendo feito de forma restrita, planejada e em coordenação com as companhias aéreas", diz a concessionária.

Nesta segunda, o aeroporto teve 11 cancelamentos de voos da Azul. A empresa diz que os cancelamentos são uma medida para reduzir voos e economizar combustível. Clientes impactados pela greve poderão cancelar o bilhete ou remarcar para voar até 31 de maio.

PORTO ALEGRE
O aeroporto de Porto Alegre (RS) recebeu na manhã desta segunda outras quatro carretas com combustível, mas segue operando na reserva. Com isso, a previsão é de que as operações estejam garantidas até o fim da tarde de terça (29).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Oito aeroportos do país estão sem combustível

Publicidade

Segunda, 28/5/2018 11:05.

CAROLINA LINHARES E ANA LUIZA ALBUQUERQUE
BELO HORIZONTE, MG, E CURITIBA, PR (FOLHAPRESS) - Na manhã desta segunda-feira (28), 8 aeroportos dos 54 administrados pela Infraero estão com falta de combustível. São eles: São José dos Campos (SP); Uberlândia (MG); Ilhéus (BA); Campina Grande (PB);
Juazeiro do Norte (CE); Aracaju (SE); João Pessoa (PB); e Teresina (PI).

Nesses aeroportos, as aeronaves que pousam só podem decolar se tiveram combustível suficiente para a próxima etapa do voo. A Infraero informa que está em contato com órgãos públicos para garantir a chegada de caminhões com combustível nos aeroportos.

Embora o aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte (MG), não apareça na lista, a informação no local é que não há combustível para os aviões e que só podem decolar aqueles que já vêm abastecidos para isso.

Até as 10h, de 452 voos programados nos aeroportos do país, 29 (6,42%) haviam sido cancelados.

A recomendação é que os passageiros procurem as companhias aéreas para verificar a situação do seu voo.

CONFINS

No aeroporto de Confins (MG), operado pela concessionária BH Airport, o nível dos estoques é mínimo. "O abastecimento às aeronaves continua sendo feito de forma restrita, planejada e em coordenação com as companhias aéreas", diz a concessionária.

Nesta segunda, o aeroporto teve 11 cancelamentos de voos da Azul. A empresa diz que os cancelamentos são uma medida para reduzir voos e economizar combustível. Clientes impactados pela greve poderão cancelar o bilhete ou remarcar para voar até 31 de maio.

PORTO ALEGRE
O aeroporto de Porto Alegre (RS) recebeu na manhã desta segunda outras quatro carretas com combustível, mas segue operando na reserva. Com isso, a previsão é de que as operações estejam garantidas até o fim da tarde de terça (29).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade