Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Brasil
Atos de caminhoneiros entram no 6º dia; União autoriza uso do Exército

Veja alguns reflexos da paralisação

Sábado, 26/5/2018 10:26.
Arquivo Página 3.

Publicidade

(FOLHAPRESS) - O governo federal autorizou o uso das Forças Armadas para liberar estradas bloqueadas por caminhoneiros caso não haja um refluxo no movimento, que entrou no sexto dia neste sábado (26). A Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros) divulgou uma nota para pedir que os caminhoneiros retirem as interdições nas rodovias.

A sexta-feira (25) teve manifestações em 24 estados e no Distrito Federal, com mais de 500 focos de paralisações e bloqueios parciais em estradas, apesar de acordo feito com algumas entidades na noite de quinta para parar os protestos.

Aeroportos também operam com restrição. A Latam flexibilizou suas regras e não está cobrando remarcação de voos, e a Gol pede que os passageiros confiram as situação dos aeroportos antes de sair de casa.

REFLEXOS

- Aeroporto do DF e mais 11 ficam sem combustível; aéreas cancelam voos

- Órgãos do Executivo acionam segurança pública para garantir serviços essenciais

- Pico de reclamações por atraso em entregas acontecerá em 10 dias, diz Reclame Aqui

- Supermercados paulistas dizem que não há escassez de produtos secos

- São Paulo decreta estado de emergência e já pode apreender combustível

- Unicamp e UFRGS suspendem aulas


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Arquivo Página 3.

Atos de caminhoneiros entram no 6º dia; União autoriza uso do Exército

Veja alguns reflexos da paralisação

Publicidade

Sábado, 26/5/2018 10:26.

(FOLHAPRESS) - O governo federal autorizou o uso das Forças Armadas para liberar estradas bloqueadas por caminhoneiros caso não haja um refluxo no movimento, que entrou no sexto dia neste sábado (26). A Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros) divulgou uma nota para pedir que os caminhoneiros retirem as interdições nas rodovias.

A sexta-feira (25) teve manifestações em 24 estados e no Distrito Federal, com mais de 500 focos de paralisações e bloqueios parciais em estradas, apesar de acordo feito com algumas entidades na noite de quinta para parar os protestos.

Aeroportos também operam com restrição. A Latam flexibilizou suas regras e não está cobrando remarcação de voos, e a Gol pede que os passageiros confiram as situação dos aeroportos antes de sair de casa.

REFLEXOS

- Aeroporto do DF e mais 11 ficam sem combustível; aéreas cancelam voos

- Órgãos do Executivo acionam segurança pública para garantir serviços essenciais

- Pico de reclamações por atraso em entregas acontecerá em 10 dias, diz Reclame Aqui

- Supermercados paulistas dizem que não há escassez de produtos secos

- São Paulo decreta estado de emergência e já pode apreender combustível

- Unicamp e UFRGS suspendem aulas


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade