Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Brasil
General interventor na segurança veta jornalistas em evento no Rio

Terça, 19/6/2018 7:33.

Publicidade

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O general Walter Braga Netto, interventor federal nomeado em 16 de fevereiro para comandar a segurança pública do Rio, barrou a presença da imprensa em evento aberto a jornalistas ocorrido na última sexta-feira (15).
Braga Netto pediu à organização de um evento da Câmara de Comércio Espanhola, no Museu do Amanhã, que os jornalistas não fossem autorizados a acompanhar sua palestra.

O gabinete da intervenção nega que o general tenha imposto restrições e diz que as normas foram estabelecidas pela organização do evento.

Em nota, afirma que Braga Netto atende a imprensa "na medida das possibilidades de sua agenda", bem como por intermédio de porta-vozes.

A organização havia convidado jornalistas para participar do evento, mas, questionada, diz agora que não vai se pronunciar.

No local, ela informou que a imprensa só poderia acompanhar as falas na parte da tarde, depois da participação do general.

Uma equipe do jornal O Estado de S. Paulo e uma repórter da Agência Brasil chegaram mais cedo e conseguiram entrar no auditório. Quando percebeu a presença, a organização pediu que eles se retirassem.

O episódio causou constrangimento à organização do evento, cuja divulgação interessava a outros participantes. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, era um dos palestrantes.

Na quarta (13), em evento da Associação Comercial do Rio, Braga Netto pediu que parte da palestra não fosse registrada por câmeras.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

General interventor na segurança veta jornalistas em evento no Rio

Publicidade

Terça, 19/6/2018 7:33.

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O general Walter Braga Netto, interventor federal nomeado em 16 de fevereiro para comandar a segurança pública do Rio, barrou a presença da imprensa em evento aberto a jornalistas ocorrido na última sexta-feira (15).
Braga Netto pediu à organização de um evento da Câmara de Comércio Espanhola, no Museu do Amanhã, que os jornalistas não fossem autorizados a acompanhar sua palestra.

O gabinete da intervenção nega que o general tenha imposto restrições e diz que as normas foram estabelecidas pela organização do evento.

Em nota, afirma que Braga Netto atende a imprensa "na medida das possibilidades de sua agenda", bem como por intermédio de porta-vozes.

A organização havia convidado jornalistas para participar do evento, mas, questionada, diz agora que não vai se pronunciar.

No local, ela informou que a imprensa só poderia acompanhar as falas na parte da tarde, depois da participação do general.

Uma equipe do jornal O Estado de S. Paulo e uma repórter da Agência Brasil chegaram mais cedo e conseguiram entrar no auditório. Quando percebeu a presença, a organização pediu que eles se retirassem.

O episódio causou constrangimento à organização do evento, cuja divulgação interessava a outros participantes. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, era um dos palestrantes.

Na quarta (13), em evento da Associação Comercial do Rio, Braga Netto pediu que parte da palestra não fosse registrada por câmeras.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade