Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Brasil
Decisão do STF era esperada, diz Aécio após se tornar réu

Aécio afirmou que é acusado por opiniões e votos que deu como senador

Terça, 17/4/2018 17:49.
George Gianni/EBC

Publicidade

BERNARDO CARAM - BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS)

Após se tornar réu por suposta prática de corrupção passiva e obstrução de Justiça, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) afirmou nesta terça-feira (17) que a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) já era esperada. O tucano disse que agora terá a oportunidade de provar que é inocente.

Na tarde desta terça, a primeira turma STF decidiu acolher a denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o tucano. Aécio foi denunciado por causa do episódio em que foi gravado, em março do ano passado, pedindo R$ 2 milhões a Joesley Batista.

Após a decisão do Supremo, Aécio foi ao Senado e convocou a imprensa, mas falou por apenas dois minutos, sem permitir que os repórteres fizessem perguntas.

"Eu recebo hoje com absoluta tranquilidade a decisão da primeira turma do Supremo Tribunal Federal, até porque já era esperada. E agora eu terei a oportunidade que eu não tive até aqui de provar de forma clara e definitiva a absoluta correção dos meus atos", afirmou.

O senador voltou a argumentar que está sendo processado por ter aceito um empréstimo com recursos privados de origem lícita para pagar seus advogados.

"O que houve foi uma gravíssima ilegalidade no momento em que esses empresários, réus confessos de inúmeros crimes, associados a membros do Ministério Público, tentam dar a impressão de alguma ilegalidade em toda essa operação privada para se verem livres dos inúmeros crimes que cometeram", disse.

Aécio afirmou ainda que é acusado por opiniões que proferiu e votos que deu como senador.

"A atividade parlamentar não pode ser criminalizada por aqueles que não concordam com opiniões e propostas apresentadas por deputados e senadores. E isso não em meu benefício, e sim em respeito à lei, à democracia", afirmou.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
George Gianni/EBC

Decisão do STF era esperada, diz Aécio após se tornar réu

Aécio afirmou que é acusado por opiniões e votos que deu como senador

Publicidade

Terça, 17/4/2018 17:49.

BERNARDO CARAM - BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS)

Após se tornar réu por suposta prática de corrupção passiva e obstrução de Justiça, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) afirmou nesta terça-feira (17) que a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) já era esperada. O tucano disse que agora terá a oportunidade de provar que é inocente.

Na tarde desta terça, a primeira turma STF decidiu acolher a denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o tucano. Aécio foi denunciado por causa do episódio em que foi gravado, em março do ano passado, pedindo R$ 2 milhões a Joesley Batista.

Após a decisão do Supremo, Aécio foi ao Senado e convocou a imprensa, mas falou por apenas dois minutos, sem permitir que os repórteres fizessem perguntas.

"Eu recebo hoje com absoluta tranquilidade a decisão da primeira turma do Supremo Tribunal Federal, até porque já era esperada. E agora eu terei a oportunidade que eu não tive até aqui de provar de forma clara e definitiva a absoluta correção dos meus atos", afirmou.

O senador voltou a argumentar que está sendo processado por ter aceito um empréstimo com recursos privados de origem lícita para pagar seus advogados.

"O que houve foi uma gravíssima ilegalidade no momento em que esses empresários, réus confessos de inúmeros crimes, associados a membros do Ministério Público, tentam dar a impressão de alguma ilegalidade em toda essa operação privada para se verem livres dos inúmeros crimes que cometeram", disse.

Aécio afirmou ainda que é acusado por opiniões que proferiu e votos que deu como senador.

"A atividade parlamentar não pode ser criminalizada por aqueles que não concordam com opiniões e propostas apresentadas por deputados e senadores. E isso não em meu benefício, e sim em respeito à lei, à democracia", afirmou.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade