Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Hospital confirma para amanhã retorno de Neto ao Brasil
Divulgação

Quarta, 14/12/2016 16:35.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Os médicos que trabalham na recuperação do zagueiro Neto, um dos sobreviventes do acidente aéreo com o time da Chapecoense, informaram que o jogador deverá voltar ao Brasil na manhã desta quinta-feira (15).

"Estamos organizando agora a transferência do Neto, que está bem e evoluiu muito bem nos últimos dias. Vamos transferir ele para uma unidade de internação não intensiva, que nada mais é que um quarto, um apartamento. Estamos programando a transferência dele para amanhã (quinta) pela manhã", disse Edson Stakonski, médico intensivista da Chapecoense no hospital San Vicente Ferney Rodríguez Tobón, em Rio Negro, cidade próxima a Medellín.

"O avião deve chegar aqui por volta das 20h. Eles pernoitam aqui para descansar e, amanhã de manhã, lá pelas 7h (10h de Brasília), começamos a preparar a transferência. Devemos decolar às 9h (12h de Brasília). Iremos de Medellín para Manaus e, depois, direto para Chapecó", acrescentou.

Stakonski ainda deu novas informações sobre o estado de saúde do atleta. "Ele está bem, evoluiu muito bem. Na semana passada estava em estado crítico, mas as intervenções feitas surpreenderam. Saiu de todo o estado de ventilação mecânica, está bem. Capacidade pulmonar está muito boa. Fizemos uma tomografia e não tem sinal de pneumotórax. Não precisaremos instalar um novo dreno, como fizemos com o Rafael", afirmou.

Os outros três sobreviventes brasileiros já voltaram para o país. O goleiro Jackson Follmann chegou em São Paulo na madrugada de terça (13) e foi encaminhado para o Hospital Israelita Albert Einstein, onde passou por uma cirurgia para correção da fratura do processo odontoide (fixação da segunda vértebra cervical).

Ele teve parte da perna direita amputada dias após ser resgatado do acidente. O jogador ainda passará nos próximos dias por um procedimento na perna esquerda.

Os outros dois sobreviventes, o lateral Alan Ruschel e o jornalista Rafael Henzel, chegaram em Chapecó na noite de terça. O avião da Força Aérea Brasileira (FAB) no qual os dois vieram de Medellín, na Colômbia, chegou na cidade catarinense às 21h35, 15 dias depois da tragédia.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Hospital confirma para amanhã retorno de Neto ao Brasil

Divulgação
Quarta, 14/12/2016 16:35.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Os médicos que trabalham na recuperação do zagueiro Neto, um dos sobreviventes do acidente aéreo com o time da Chapecoense, informaram que o jogador deverá voltar ao Brasil na manhã desta quinta-feira (15).

"Estamos organizando agora a transferência do Neto, que está bem e evoluiu muito bem nos últimos dias. Vamos transferir ele para uma unidade de internação não intensiva, que nada mais é que um quarto, um apartamento. Estamos programando a transferência dele para amanhã (quinta) pela manhã", disse Edson Stakonski, médico intensivista da Chapecoense no hospital San Vicente Ferney Rodríguez Tobón, em Rio Negro, cidade próxima a Medellín.

"O avião deve chegar aqui por volta das 20h. Eles pernoitam aqui para descansar e, amanhã de manhã, lá pelas 7h (10h de Brasília), começamos a preparar a transferência. Devemos decolar às 9h (12h de Brasília). Iremos de Medellín para Manaus e, depois, direto para Chapecó", acrescentou.

Stakonski ainda deu novas informações sobre o estado de saúde do atleta. "Ele está bem, evoluiu muito bem. Na semana passada estava em estado crítico, mas as intervenções feitas surpreenderam. Saiu de todo o estado de ventilação mecânica, está bem. Capacidade pulmonar está muito boa. Fizemos uma tomografia e não tem sinal de pneumotórax. Não precisaremos instalar um novo dreno, como fizemos com o Rafael", afirmou.

Os outros três sobreviventes brasileiros já voltaram para o país. O goleiro Jackson Follmann chegou em São Paulo na madrugada de terça (13) e foi encaminhado para o Hospital Israelita Albert Einstein, onde passou por uma cirurgia para correção da fratura do processo odontoide (fixação da segunda vértebra cervical).

Ele teve parte da perna direita amputada dias após ser resgatado do acidente. O jogador ainda passará nos próximos dias por um procedimento na perna esquerda.

Os outros dois sobreviventes, o lateral Alan Ruschel e o jornalista Rafael Henzel, chegaram em Chapecó na noite de terça. O avião da Força Aérea Brasileira (FAB) no qual os dois vieram de Medellín, na Colômbia, chegou na cidade catarinense às 21h35, 15 dias depois da tragédia.

Publicidade

Publicidade