Transtorno mental tem recorde de buscas na internet

PorMargarete Buchabqui

Nunca o brasileiro buscou tanto por termos relacionados a transtornos mentais quanto na pandemia. Dados inéditos fornecidos pelo Estadão apontam alta de 98% nas buscas sobre o tema em 2020, ante a média verificada nos dez anos anteriores. A pergunta “como lidar com a ansiedade”, por exemplo, bateu recorde de interesse da última década. Em relação a 2019, o crescimento foi de 33%.

Entre as três perguntas mais buscadas em 2020 com a expressão “como lidar”, duas estão relacionadas a ansiedade e depressão. Bateu recorde também o interesse dos brasileiros pelo questionamento do que é felicidade. Em junho, a pergunta teve o maior volume de buscas dos últimos oito anos. Para especialistas, o comportamento na Internet reafirma o que estudos do Brasil e do exterior já observam: medo, solidão e incertezas trazidas pela pandemia e o isolamento levam a uma alta de transtornos mentais.

“O medo de contrair a doença ou de transmiti-la para familiares do grupo de risco gera ansiedade. A diminuição do contato presencial e dos vínculos, impactos econômicos, sobretudo para os que já tinham menos recursos, e a exposição excessiva a notícias sobre coronavírus aumentam o sofrimento mental”, diz Ives Cavalcante Passos, professor do Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da UFRGS.

Margarete Buchabqui é jornalista e reside em Itajaí