Manifestação pela volta dos eventos sociais em Camboriú nesta quinta

Portaria do Estado permite eventos em regiões com Risco Potencial Alto ou Moderado

Empresas que realizam eventos sociais em Camboriú e região realizam manifestação pela volta ao trabalho, nesta quinta-feira (24), às 15h, em frente à Igreja Matriz de Camboriú. São empresas de organização, decoração, sonorização, iluminação, fotografia, filmagem, alimentação, bebida, coquetéis, bolos, doces, lembrancinhas, convites, DJs, músicos instrumentistas, casas de locação para eventos, seguranças, limpeza, equipes de montagem e desmontagem, entre outros.

Várias outras cidades catarinenses e de outros estados já fizeram suas manifestações. Mas de acordo com o último decreto do governo do Estado, eventos sociais só podem acontecer em regiões classificadas com Risco Potencial Alto (cor amarela) de contaminação por Covid-19 ou Moderado (cor azul), o que não é o caso da região da AMFRI (Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí), que compreende Camboriú e Balneário, e atualmente está na cor laranja (Risco Grave).

Classe pede por retomada de eventos sem pista de dança

Uma das organizadoras da manifestação que acontecerá nesta tarde em Camboriú é a cerimonialista Christiane Martini. Ela lembra que a Portaria SES 710 informa sim que os eventos sociais com pista de dança estão proibidos, mas que as igrejas estão liberadas para realizar celebrações religiosas (casamentos, batizados, missas de formatura, etc.) respeitando a capacidade máxima permitida, seguindo as normas de distanciamento, uso de máscaras, álcool em gel 70%; bem como os restaurantes estão liberados para servirem almoços ou jantares, seguindo as mesmas medidas de segurança de combate ao Coronavírus, definidas pela Vigilância Sanitária.

Considerando isso, a cerimonialista lembra que existe a possibilidade de noivos realizarem sua cerimônia de casamento na igreja, seguindo as normas de segurança e depois receberem seus convidados em um restaurante, para um almoço ou jantar.

“Sem pista de dança, mas com música ambiente. Da mesma forma respeitando e seguindo as normas de distanciamento entre as mesas, higienização, etc. Nossa intenção não é de forma alguma discutir ou contrariar os especialistas, longe disso”, disse Christiane.

A profissional do ramo de eventos acrescentou que com esta manifestação, os profissionais só estão tentando uma flexibilização para que possam voltar a trabalhar. “Obviamente de forma segura e sem prejuízo ao agravamento da pandemia. Somos muitas empresas paradas desde o início da pandemia, fomos os primeiros a parar e seremos os últimos a voltar”, acrescentou.

Profissionais de eventos se reuniram com o prefeito de Camboriú, Elcio Kuhnen, no último dia 21

Profissionais de Balneário também tentaram

Os profissionais de Balneário Camboriú também se uniram para pedir pela volta dos eventos, inclusive com reuniões ocorridas na última semana com o prefeito Fabrício Oliveira, que lançaria um decreto municipal na sexta-feira (18). Porém, como o Governo de Santa Catarina se antecipou e lançou um a nível estadual – liberando ainda visitas à museus e prova de roupas em comércios, Balneário não lançou. Resta agora os casos diminuírem, para então tudo isso ser liberado também na região da AMFRI.