Educação ambiental de Balneário Camboriú em rede nacional nesta quinta

Balneário Camboriú estará participando do III Encontro Virtual REAPOP, programa em rede nacional, para debater as Políticas Públicas de Educação Ambiental nos Territórios, nesta quinta-feira (25), às 20h. Organizado pela Rede de Educação Ambiental e Políticas Públicas (REAPOP), além de Balneário Camboriú, serão apresentadas também as políticas públicas desenvolvidas em Fortaleza no Estado do Mato Grosso.

A secretária do Meio Ambiente Maria Heloisa Lenzi disse que Balneário Camboriú foi convidado, porque é um dos poucos municípios que tem um programa de educação ambiental de acordo com a política na Nacional, com lei estabelecida e compartilhado entre meio ambiente e educação.

A educadora ambiental Viviane Ordones, responsável pelo Programa Terra Limpa Educação Ambiental, de Balneário Camboriú, estará representando a Secretaria do Meio Ambiente nesta transmissão.

“A educação ambiental tem valor fundamental, pois a formação de atitudes, valores e saberes relativos ao planeta Terra e às formas como os homens exercem ações que preservam ou destroem o ambiente natural e aquele culturalmente construído, são aprendizagens essenciais para crianças, jovens e adultos, sempre na perspectiva do respeito e cuidado consigo, com o outro e com o planeta. A educação ambiental deve ser vista como um componente essencial e permanente de aprendizagem da educação nacional, devendo estar presente de forma articulada, em todos os níveis e modalidades do processo educativo em caráter formal e não-formal (Política Nacional de Educação Ambiental)”, colocou Viviane.

Desde 1998

O Programa Terra Limpa de Educação Ambiental, vem sendo desenvolvido na rede municipal de ensino e comunidade de Balneário Camboriú, há 22 anos, numa gestão compartilhada entre as secretarias do Meio Ambiente e Educação.

A educação ambiental municipal foi iniciada com um Projeto Terra Limpa Na Onda da Coleta Seletiva, com a implantação da coleta seletiva de materiais recicláveis na cidade.

Ao longo dos anos o projeto foi ampliado e passou por inovações, sendo transformado em um Programa, objetivando sempre o fortalecimento das práticas de educação ambiental, pois diante de tantos desafios de ordem ambiental, são necessárias mudanças de comportamento que visem à melhoria da qualidade de vida.

O programa Terra Limpa é desenvolvido nos Núcleos de Educação Infantil e Centros Educacionais Municipais envolvendo a comunidade escolar. Entre as atividades desenvolvidas, destaque para separação do lixo reciclável, uso racional da água; recebimento do óleo de cozinha para reciclagem e principalmente mudança de atitudes, na formação de valores, na solidariedade e respeito pela vida.

“Mas há muito que se fazer ainda, nem todos interiorizam a educação ambiental e para isso é necessário que todos os professores, equipe pedagógica, comunidade escolar recebam formação complementar em suas áreas de atuação, com o propósito de cumprir de forma pertinente as Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Ambiental, Pronea… e assim mobilizarmos um maior número de atores sociais comprometidos com prática político pedagógica transformadora e emancipatória capaz de promover a ética e a

cidadania ambiental, nosso grande desafio. Visando a construção de uma consciência crítica em que o ambiente desempenha uma função fundamental para conservação da vida”, resumiu Viviane.

A REAPOP é uma rede de educadores e gestores ambientais que atuam na discussão, formulação, execução, avaliação e monitoramento de políticas públicas socioambientais com enfoque na educação ambiental.

A transmissão será às 20h, pelo Facebook