Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Agora Balneário
Comércio está mais otimista para este ano

Pesquisa mostra que mais da metade dos entrevistados acredita em um ano melhor que 2017

Quinta, 8/2/2018 10:32.

Publicidade

O presidente do Sindilojas de Balneário Camboriú e Camboriú Hélio Dagnoni disse que está mais otimista com o cenário do comércio para este ano.

“A economia vive ainda um período de transição, embora todos os sinais indiquem que já estamos deixando a recessão para trás”, manifestou Dagnoni.

Ele baseou seu otimismo em experiência própria e também nos resultados apresentados pela Pesquisa de Expectativa do Consumidor e Empresário da Fecomércio/SC que aponta que, em nível estadual, o consumidor está acreditando que a situação está melhorando: para 55,6% o ano será melhor do que 2017, diante dos 22% que acreditam que será pior.

Entre os comerciantes, a percepção sobre o ano que passou foi bastante equilibrada: 38,8% consideraram melhor e 37,3% pior.

O termômetro para 2018 é a expectativa de aumento nas vendas, sendo que 80,9% estão otimistas, entre aqueles que vislumbram um cenário bom (46,6%) ou ótimo (34,3%). Mercados e supermercados e atacados, que compõem o segmento de maior importância para o varejo, devem acompanhar esta tendência de crescimento.

A manutenção da recuperação econômica ao longo do ano de 2018, no entanto, deverá estar relacionada à capacidade de investimentos e geração de empregos dos empresários do comércio por se tratar de uma das principais molas propulsoras do desenvolvimento da economia dos dois municípios.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Comércio está mais otimista para este ano

Pesquisa mostra que mais da metade dos entrevistados acredita em um ano melhor que 2017

Publicidade

Quinta, 8/2/2018 10:32.

O presidente do Sindilojas de Balneário Camboriú e Camboriú Hélio Dagnoni disse que está mais otimista com o cenário do comércio para este ano.

“A economia vive ainda um período de transição, embora todos os sinais indiquem que já estamos deixando a recessão para trás”, manifestou Dagnoni.

Ele baseou seu otimismo em experiência própria e também nos resultados apresentados pela Pesquisa de Expectativa do Consumidor e Empresário da Fecomércio/SC que aponta que, em nível estadual, o consumidor está acreditando que a situação está melhorando: para 55,6% o ano será melhor do que 2017, diante dos 22% que acreditam que será pior.

Entre os comerciantes, a percepção sobre o ano que passou foi bastante equilibrada: 38,8% consideraram melhor e 37,3% pior.

O termômetro para 2018 é a expectativa de aumento nas vendas, sendo que 80,9% estão otimistas, entre aqueles que vislumbram um cenário bom (46,6%) ou ótimo (34,3%). Mercados e supermercados e atacados, que compõem o segmento de maior importância para o varejo, devem acompanhar esta tendência de crescimento.

A manutenção da recuperação econômica ao longo do ano de 2018, no entanto, deverá estar relacionada à capacidade de investimentos e geração de empregos dos empresários do comércio por se tratar de uma das principais molas propulsoras do desenvolvimento da economia dos dois municípios.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade